19/08/16 - 10:05:25

CAOp promove reunião para apresentar Programa a empresários (Foto: Celene Moraes)

“A educação é direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”, é o que dispõe o artigo 205 da Constituição Federal.

Para promover esse direito e contar com a colaboração da sociedade na busca por oportunidades de trabalho para os jovens, o Centro de Apoio Operacional dos Direitos à Educação realizou mais uma reunião para apresentar o Programa de Apoio ao Estudo (PAE) a empresários sergipanos a fim de conseguir novas parcerias.

O PAE é uma parceria do Ministério Público de Sergipe com a Secretaria Estadual de Educação (SEED), através da Diretoria de Educação de Aracaju (DEA), e com a Secretaria de Estado da Mulher, Inclusão e Assistência Social do Trabalho e dos Direitos Humanos, tendo como objetivo selecionar estudantes da rede pública para vagas de estágio, emprego ou jovem aprendiz.

O Promotor de Justiça Dr. Cláudio Roberto Alfredo de Sousa fez a abertura da reunião e falou sobre a importância, os critérios do Programa e a oportunidade dada ao jovem no mercado de trabalho. A Analista do MP, Juliana Vasconcelos de Oliveira Freitas, e o Coordenador da Divisão de Controle e Gestão de Estagiários do MP, Antônio Diego Cardoso Viana, explicaram sobre o Termo de Cooperação Técnica, tiraram dúvidas e incentivaram os empresários a aderirem ao Programa. A representante da DEA/SEED, Rosângela Oliveira, também falou das vantagens do PAE, da seleção e classificação dos alunos. Disse, ainda, que 74 alunos já estão esperando por uma oportunidade de trabalho.

“Os jovens que selecionamos ‘valem ouro’, têm realmente vontade de trabalhar e de mudar de vida. Muitos são de famílias carentes, com problemas, mas que querem e precisam de uma perspectiva melhor. Além disso, é muito vantajoso ter um estagiário, pois eles não têm ‘vícios’ de conduta, querem aprender e podem ser ‘moldados’ de acordo com o perfil do empregador”, enfatizou Diego Cardoso.

Conheça o Programa de Apoio ao Estudo

Alunos da rede pública com média igual ou superior a 7,0 e alunos com baixa renda familiar têm a oportunidade de serem contratados, através do PAE. Além disso, são observados os critérios de assiduidade ou habilidades constantes do currículo do candidato. Isso estimula o rendimento escolar, favorece a participação da família no processo pedagógico e oferece aos parceiros (empresários e instituições públicas) mais segurança.

O Programa do MP sofreu alterações, uma delas é a mudança no número e descrição da oferta de vagas. Antes era oferecido 60% das vagas aos alunos com média igual ou superior a 7,0 e 40% aos alunos com baixa renda familiar. Agora, as vagas destinadas aos alunos na média é de 50%, os de baixa renda continuam com 40% das vagas e 10% delas serão destinadas para alunos com deficiência. Inexistindo candidatos com deficiência, as vagas serão revertidas para os candidatos com a média já citada.

Além disso, o banco de dados do Programa de Apoio ao Estudo do MP pode ser utilizado no Programa Jovem Aprendiz. Dessa forma, os estudantes podem ser contratados através de seleção feita para os estagiários, desde que dentro dos requisitos gerais previstos no Termo de Cooperação Técnica do PAE.

Coordenadoria de Comunicação

Ministério Público de Sergipe