09/09/16 - 00:01:43

NA JUSTIÇA E NA IMPRENSA

DIÓGENES BRAYNER – plenario@faxaju.com.br

A justiça e a imprensa têm algo em comum: não podem descer do muro. A primeira mantendo o rigor da lei doa em quem doer. A segunda mostrando o perfil da absoluta isenção sobre dados de um fato que forma a notícia. Quando um ou outro descem do muro, quebram a imparcialidade e optam por um dos lados.

Infelizmente, há hoje uma certa flexibilidade no que se refere a seguir uma reta sem buscar atalhos por segmentos que deveriam sempre seguir o rumo da intolerância ao protecionismo. A notícia não tem lado, nem perfil, nem ideologia. A justiça é cega, surda e muda.

Com lide (lead em inglês), sub-lide e corpo a notícia chega ao leitor sem o peso triste da tendenciosidade, mesmo que se trate de comentário em que se deixe ilustrar preferências, as quais devem ser bem claras e definidas nos editoriais.

A Justiça segue a lei. Mas há tanto viés para interpretação, que termina cada um levando a peça jurídica para o caminho que mais favoreça aos seus objetivos. Apenas para dar um exemplo próximo, o fatiamento da pena imputada à presidente Dilma Rousseff, com o impeachment. O regulamento do regimento interno mudou a Constituição de 1988.

Talvez não precisasse rodear tanto para chegar ao fato. A denúncia da procuradora Eunice Dantas contra advogado que exerce mandato temporário de juiz no TRE, logo de início teve o ‘mau cheiro’ da negociata, tramóia, corrupção. Dois dias depois, já se presume exageros ou mal entendido, que de alguma forma precisa ser esclarecido.

No momento estarreceu, em seguida esmoreceu e agora fica a lição de que nos ‘arranca rabos’ das sessões de julgamento, as interpretações podem ser contidas, para não deixar passar a impressão que existe alguém exercendo a parcialidade.

Na justiça, principalmente, essa sensação não pega bem.

EXTRA!

Comenta-se no núcleo do Governo que, se o Planalto mantiver em queda o FPE e outros recursos, serão mantidos apenas três setores: Saúde, Segurança e Educação.

O restante fica em casa esperando solução.

BRASÍLIA

Governadores de Estados do Norte, Nordeste e centro-oeste vão a Brasília segunda-feira para posse da ministra Eliane Calmon na Presidência do STF.

Tentam, também, uma audiência com Michel Temer na terça-feira.

EMERGÊNCIA

Aproximadamente 20 governadores, inclusive Jackson Barreto, vão relatar a Temer a real situação dos seus Estados e reivindicar solução em curto prazo.

Se não acontecer, os estados podem declarar situação de emergência.

CORONEL

O governador Jackson Barreto (PMDB) disse ontem que a pressão sobre reivindicações da polícia é porque um coronel lhe pediu emprego e não foi dado.

JB não citou o nome, mas teria sido o coronel Júlio César.

NÃO PEDIU

Pessoas ligadas ao coronel Julio César disseram que ele nunca pediu cargos e que fora o próprio governador quem lhe teria prometido.

A informação é que Júlio queria ser comandante da Polícia Militar.

PARADA

Os candidatos fizeram festa no desfile de 7 de Setembro e houve dois momentos que pareciam confronto. Um grupo de eleitores gritava “Volta Edvaldo!”.

Do outro lado os gritos eram: “Fica Negão!”

VALADARES

Valadares Filho (PSB) também esteve no desfile e levou seu abraço pessoal a quem por lá compareceu. Valadares vai bem nas carreatas e o eleitor lhe demonstra simpatia.

Falta mais impulso ao programa de TV.

MAIS APLAUSOS

O líder do Governo na Câmara, André Moura (PSC), avalia que o presidente Michel Temer foi bem mais aplaudido do que vaiado no desfile de 7 Setembro em Brasília.

André estava no palanque, próximo ao presidente.

ANIMADO

André disse que Michel Temer é determinado, vai conduzir o País ao desenvolvimento e adotar uma série de medidas que amparam Estados menores.

Que tenha pressa nisso, os Estados já não suportam mais.

RECESSO

A partir do dia 14 [uma quarta-feira] a Câmara Federal entra em ‘recesso branco’ e só vai retornar depois das eleições municipais.

O mesmo deve acontecer nas Assembleias.

BAIXARIA

As eleições embarcam em clima de baixaria nas redes sociais e grupos entre amigos. Ontem um áudio imitando a voz de Jackson, extrapolou em termos de ‘sujeira’.

Um lembrete: baixaria não dá voto, tira.

LUCIANO

Até ontem à noite o TRE ainda não havia enviado à Assembleia Legislativa a decisão que faz o deputado Luciano Bispo (PMDB) retornar à Casa.

Pode acontecer ainda nesta sexta-feira.

PARA 2018

Luciano Bispo não é um pretenso candidato a deputado federal nas eleições de 2018. Quer permanecer em Sergipe e pode até disputar a reeleição.

Não recusará uma disputa majoritária pelo seu partido.

CONCEIÇÃO

Conceição Vieira (PT) retornou à suplência. Sentiu pouco o gosto da titularidade. Deve retornar à representação de Sergipe em Brasília.

Ontem ela já teria esvaziado seu gabinete.

MACHADO

O vice-prefeito José Carlos Machado (PSDB) não para. Atende diariamente a lideranças do interior e viajar para participar com amigos das eleições municipais.

Machado é candidato a deputado federal.

SOCORRO

Na passeata do padre Inaldo, candidato do PCdoB a prefeito em Socorro, uma senhora apareceu na janela de uma casa humilde e mostrou um terço.

Disse-lhe “voto em você, com fé em Deus”.

ANTECIPAVA

O deputado federal Jony Marcos (PRB) acha que a campanha municipal deste ano já poderia ser antecipada para o próximo domingo, ‘caso pudesse’.

É que a população continua sem entusiasmo para eleger prefeitos e vereadores.

PADROEIRA

A festa de Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Lagarto, ontem, contou apenas com políticos do município. Antes, as lideranças do Estado se faziam presentes.

Cada candidato acompanhou a procissão com seus grupos.

Notas

Itaporanga – Em Itaporanga D’Ájuda, o fato de Eliziário Sobral, controlador geral do Estado, está subindo em palanque de Otávio Sobral (PSDB) e dando as costas para a candidatura de Gracinha Garcez, do PMDB. Maldosamente o pessoal chega a perguntar se em Itaporanga JB estaria se coligando com PSC/PSDB.

0x0

Gestão – Deputado federa Valadares Filho, candidato a prefeito de Aracaju pelo PSB, participou de carreata com pedidos de uma gestão moderna para Aracaju. Para Valadares, ‘chega da velha política’. O candidato tem feito do apelo ao novo como tema de campanha, já que tem como adversários um prefeito e um ex-prefeito.

0x0

Exonera – Segundo revela o blog de Edvaldo Júnior, de Maceió: “o martelo foi batido. Depois da decisão do diretório estadual do PT em Alagoas pelo rompimento com seu governo e com o PMDB, Renan Filho decidiu exonerar todos os cargos indicados pelo partido no estado. As exonerações serão feitas “em breve”.

0x0

Cassação – Por dez votos a um, o Supremo Tribunal Federal (STF) negou ontem recurso do deputado federal afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para suspender o processo de cassação aberto contra ele na Câmara dos Deputados. A votação definitiva no plenário da Casa está prevista para segunda-feira, às 19 horas.

0x0

Nega liminar – O ministro Teori Zavascki, do STF, negou liminar para anular a sessão do Senado em que foi aprovada a cassação do mandato presidencial de Dilma Rousseff. O pedido havia sido protocolado por José Eduardo Cardozo, advogado da petista, na manhã de 1° de setembro, horas após os senadores encerrarem a votação.

0x0

Cartão – Uma portaria assinada pelo presidente do TSE, Gilmar Mendes, viabiliza doações eleitorais por meio de cartão de crédito de pessoas físicas. As novas regras eleitorais aprovadas no ano passado preveem que apenas pessoas físicas podem fazer doações para campanha de candidatos e partidos.

Conversando

Recursos – “Jackson Barreto diz que salários dos servidores serão pagos na medida em que recursos do FPE forem chegando.

Crédito – Jackson Barreto pede crédito de confiança dos policiais e lembra que, no passado, foi o intermediador entre as categorias e Marcelo Déda.

Honesto – Do Sargento Edgard: O candidato tem que ter responsabilidade e ser honesto com os eleitores. Até hoje pauto minha vida por uma conduta de seriedade.

Não dá – Essa discussão pública em uma sessão do TRE, em que há trocas de acusações, não pega bem junto à sociedade.

Dedura – Clovis Silveira não entende: ‘esses vagabundos, surrupiam dinheiro publico, depois dedura o outro, ganham a liberdade e fica tudo por isso mesmo!

Delação – Segundo a ‘Valor’, Eduardo Cunha sondou a Procuradoria Geral da República sobre uma eventual delação premiada dele. Os procuradores toparam.

Eduardo – Senador Eduardo Amorim (PSC) esteve ontem no Ministério das Cidades para tratar de novos recursos para os municípios sergipanos.

Casagrande – De Eliane Aquino: Siga em paz, Casagrande! Obrigada pelo empenho, presença constante e cuidado diário que destinou à nossa campanha!

Momentos – Segundo Eliane Aquino, militante aguerrido e árduo defensor daquilo em que acreditava, Casagrande esteve presente em muitos momentos decisivos do partido