20/09/16 - 16:11:21

ARACAJU: CESTA BÁSICA FOI DE R$ 370,70 NO MÊS DE AGOSTO

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas (NIE) da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica, realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), apontou que o valor da cesta básica registrado na capital sergipana, em agosto deste ano, foi de R$ 370,70, sendo o segundo menor entre as capitais brasileiras. Desde janeiro de 2016, o DIEESE vem publicando os resultados das 27 capitais brasileiras. O menor valor registrado no mês foi observado em Natal (R$365,46). Já os maiores custos da cesta básica foram registrados em São Paulo (R$ 475,11), Porto Alegre (R$ 474,34) e Florianópolis (R$ 457,11).

Em relação ao mês anterior (julho/2016), 9 das 27 capitais brasileiras apresentaram redução no preço da cesta básica, o maior recuo foi observado em Goiânia (-3,15%), e a segunda maior redução foi apurado em Aracaju (-2,26%), variação em termos absolutos, ou seja, sem considerar a inflação do período. Dentre as demais capitais, as maiores altas foram registradas em Florianópolis (+3,16%) e Maceió (+3,11%).

Desempenho dos preços dos produtos

Analisando o desempenho dos preços dos alimentos, em relação ao mês anterior, houve uma predominância de alta nos preços da manteiga, café em pó, leite, arroz e açúcar. O valor do leite esteve em alta nas 23 das 27 capitais, sendo o produto com maior elevação em Aracaju (+15,4%), uma das possíveis razões para isto, é o período de entressafra, porém já foi registrado um crescimento da captação de leite, pelos produtores, indicando uma expectativa de aumento na produção para o próximo mês.

O arroz também registrou aumento de preços, ficando mais caro em 24 capitais, chegando a ficar 9,79% maior em Campo Grande, já em Aracaju, o crescimento registrado foi de 5,83%, na comparação com o mês anterior.

O feijão do tipo carioquinha pesquisado nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, em Belo Horizonte e São Paulo, apresentou queda em 16 capitais, a maior redução foi registrada em Aracaju (-14,2%). O início do período da colheita da safra irrigada do feijão colaborou para redução dos preços do produto.

Entre os produtos que apresentaram redução nos preços, no mês em análise, os mais expressivos foram o do feijão (-14,19%) e o tomate (-9,06%). Seguidos pela Carne (-2,68%) e a banana (-0,8%). Com relação aos que tiveram maiores altas, além do leite e do arroz, já citados, foram a manteiga (+5,35%), o café (+4,89%) e Açúcar (+3,97%), apresentando altas significativas.

Por Kamilla Ribeiro