04/10/16 - 05:35:39

DEPUTADO QUESTIONA A DISPARIDADE EM INSTITUTOS PESQUISA

 

Os números apresentados pelos institutos de pesquisa de intenções de votos, nas eleições de Aracaju, foram questionados pelo deputado estadual Luciano Pimentel (PSB) na tarde desta segunda-feira, na tribuna da Assembleia Legislativa. Na avaliação do parlamentar, a disparidade apresentada em alguns resultados é preocupante. “Por diversas vezes assistimos institutos que divulgam suas pesquisas e a realidade é bastante diferente”, analisou. O deputado disse que na contramão dos que erraram prognósticos, um instituto sergipano, o Dataform, conseguiu acertar.

Luciano afirmou que o instituto ligado ao jornal Cinform foi o único que acertou, divulgando uma pesquisa na véspera da eleição que traduziu a realidade do pleito. “O Dataform apresentou uma diferença entre os candidatos Edvaldo Nogueira e Valadares Filho de 1,02%. O Instituto Paraná, na quinta-feira, na TV Atalaia, mostrou uma diferença de 12,2%. E o Ibope, na sexta-feira á noite (na TV Sergipe), apresentou uma pesquisa onde Edvaldo teria 39% dos votos e Valadares 27% dos votos, uma diferença de 12%. E o Dataform apresentou 1,02%. Com isso me congratulo com o Dataform pelo resultado”.

Segundo o deputado, o resultado das urnas deu uma diferença de 0,67% em favor de Edvaldo Nogueira, número muito próximo do mostrado pelo instituto sergipano. “O Dataform realmente fez uma pesquisa criteriosa, de forma consistente, que apresentou um resultado real enquanto os institutos Paraná e Ibope apresentam 12% de diferença. É preciso que os parlamentares federais regulamentem as pesquisas eleitorais no Brasil, que induzem o eleitor ao erro”, alertou. Pimentel disse que a regulamentação pode evitar erros como os cometidos pelo Ibope e pelo Paraná. “Por isso ressalto a importância do acerto do Dataform, que foi preciso, foi cirúrgico, demonstrando a capacitação técnicos do que fazem o instituto sergipano”.

Por Dilson Ramos – Agência Alese de Notícias