13/10/16 - 13:36:27

DEPUTADO AFIRMA QUE PROIBIR VAQUEJADA É UM EQUÍVOCO

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que julgou inconstitucional uma lei do Ceará que regulamentava a atividade de vaquejada naquele estado (por entender que há maltrata dos animais), foi contestada nesta quinta-feira, 13, pelo deputado estadual Jairo de Glória. O parlamentar disse que a medida não leva em conta a tradição do segundo esporte mais popular do Nordeste e que no próximo domingo acontece uma manifestação em defesa das vaquejadas no Farol da Orla da Atalaia, em Aracaju.

Jairo disse que será um ato em defesa da vaquejada tradicional, de mourão, e da pega de boi no mato. “O que está em jogo não é apenas uma decisão do Supremo, mas sim uma decisão equivocada em extinguir as vaquejadas. Abre um precedente também para acabar com as cavalgadas, a pega de boi no mato no sertão e o povo do sertão está apavorado com essa decisão”, disse o parlamentar, que também pensou em apresentar uma lei parecida em Sergipe, para regulamentar a atividade, mas recuou por causa da polêmica em torno do tema.

O deputado disse que tem dado entrevistas em várias cidades e sempre destaca o fato da vaquejada ser o segundo esporte mais popular da região, perdendo apenas para o futebol. “Se acabar com essa modalidade, imagina a quantidade de pais de família que serão desempregados, terão que buscar outro tipo de atividade para sustentar suas famílias”, questionou Jairo, lembrando que em Sergipe existem grandes parques de vaquejada, bem estruturados, como o existente na cidade de Lagarto, gerando empregos para milhares de sergipanos.

Violência

Jairo disse ainda, em seu discurso, que a cidade de Glória está apavorada com a sensação de insegurança que surge das constantes fugas do presídio localizado na sede da cidade. O parlamentar declarou que já fez outros discursos cobrando uma solução para o problema e destacou o fato de que a unidade prisional, erguida nas cercanias de Glória, hoje está dentro do perímetro urbano diante do crescimento populacional. Para ele, o presídio precisa ser transferido da sede da cidade.

O deputado afirmou que um vereador da comunidade teve a propriedade arrombada, teve o trator e implementos agrícolas roubados e foi ameaçado caso resolvesse denunciar. “Veja como está a sensação de insegurança no Estado? O governador precisa pegar os auxiliares diretos e dar uma sacudida. A insegurança está prejudicando seu governo. As pessoas fecham as portas e os bandidos estão a solta. Aquele presídio, como eu disse, era um barril de pólvora prestes a explodir a qualquer momento, e explodiu”.

Segundo o parlamentar, impressiona a quantidade de armas, drogas e celulares apreendidos com os internos do presídio de Glória. “Os presos só não saem se não quiserem. A falta de ferramentas para os agentes prisionais trabalharem preocupa. Até hoje esperamos a elucidação do caso que envolve o assassinato de um agente. Não tivemos resposta e por isso nossa indignação”.

Texto: Dilson Ramos

Foto: Jadilson Simões