28/10/16 - 08:57:29

Sefaz investe em estrutura tecnológica para Sistema Fazendário (Foto assessoria)

A superintendente Executiva da Secretaria de Estado da Fazenda, Ana Cristina de Carvalho Prado Dias, representando o secretário Jeferson Passos, assinou na manhã desta quinta-feira, dia 27, contrato de investimento para melhoria da estrutura física de TI com o objetivo de oferecer condições para expansão da capacidade de fluxo processamento de dados e armazenamento de informações de todo o Sistema Fazendário do Estado de Sergipe, através da construção de uma nova sala cofre, representando fundamentalmente garantida quanto à segurança do sistema.

As ações complementares nesta etapa envolvem recursos da ordem de R$ 10 milhões, oriundos do Projeto de Modernização Fazendária do Estado de Sergipe (Promofaz) – parceria do Governo do Estado com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) – e são direcionadas, além da construção da nova sala cofre, para a aquisição de data center, aquisição de programa de monitoramento de TI e estruturação de uma Central de Telecobrança na Sefaz, entre outras ações que garantam a expansão da infraestrutura de TI da secretaria, contemplando os subsistemas de armazenamento de dados, servidores, backup e redes, incluindo ainda serviços de manutenção e suporte e investimento em subestação de energia e geradores.

A sala cofre a ser construída trata-se de um ambiente de proteção física contra fogo, calor, fumaça, água, vapor, gases, poeira, escombros, vandalismo e acesso indevido ao local, que abrigará os equipamentos de informática do data center. Conforme explicou a superintendente Executiva, a construção do novo espaço será iniciada em 15 dias, com prazo previsto de finalização até o final de janeiro. A obra vai oferecer maior segurança física ao que denomina de “coração” da Sefaz, que é a sala onde os equipamentos que suportam o Sistema Fazendário será instalado.

A instalação de um novo data center é fundamental para afastar riscos futuros de interrupção de serviços prestados aos contribuintes no âmbito tributário. Ana Cristina alertou que atualmente vários órgãos do Estado dependem das informações e até mesmo de aplicações disponibilizadas pela Sefaz. “A parada parcial ou total de nossos servidores pode representar um problema não somente para a Sefaz, mas para todos aqueles órgãos da administração pública que compartilham de nossas informações, como o Detran, o Poder Judiciário ou outras secretarias de Estado. Estamos investindo em um data center moderno, capaz de atender as atuais premissas de segurança e disponibilidade de suas aplicações. Dessa forma, caso um problema provoque a indisponibilidade dos serviços fornecidos por uma das estruturas da Sefaz, eles serão assumidos pelo outro, evitando a indisponibilidade de aplicações para os usuários”, explicou.

De acordo com a superintendente de Tecnologia da Informação, Andrea Cristina Macedo, na Sefaz estão abrigados sistemas como o Sistema de Gestão Pública Integrada (i-Gesp), a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e), o Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), o Sistema de Arrecadação Estadual (SAE) e o Sistema de Informações de Trânsito (SIT), entre tantos outros sistemas que compõem o Sistema Fazendário, essencial no processo de auditoria fiscal e na arrecadação de impostos e tributos para o Estado de Sergipe. “A disponibilização dessas aplicações para os usuários internos (auditores fiscais) e externos (contribuintes, contadores e outros órgãos do Estado) demanda um grande aparato tecnológico e uma preocupação constante de atualização tecnológica que vise aumentar a segurança, a disponibilidade e otimização da performance de nossas aplicações”, informou Andrea Macedo.

A superintendente acrescentou que outro investimento da Sefaz na área de TI é a aquisição de um programa de gestão e monitoramento de serviços de tecnologia da informação, para acompanhamento de todo o ambiente de TI da Sefaz. “Esse programa prevê o monitoramento de aplicações, banco de dados e sistemas operacionais para que possam ser mensuradas métricas de performance, disponibilidade e acordos de níveis de serviço”, afirmou.

Participaram do ato de assinatura do contrato, além da superintendente Executiva, e a superintendente de Tecnologia da Informação, acompanhada pelos técnicos Márcio Rodrigo Elias Carvalho e Rodrigo Cavalcante Faria, a coordenadora geral do Promofaz, Marta Auxiliadora Machado Leite, a subgerente de Infraestrutura da Sefaz, a engenheira Denise Almeida Costa, e o presidente da Gemelo, empresa responsável pela obra de construção da sala cofre, Sidney Fabiani.

Fonte Sefaz