20/12/16 - 07:30:57

Que tal um mutirão?

A superlotação das delegacias de Polícia e das penitenciárias expõe a grave crise da segurança pública em Sergipe. Diante disso, seria interessante que todos os setores envolvidos com o problema tentassem encontrar, o quanto antes, alternativas para este verdadeiro barril de pólvora. Seguramente, muitos dos presos amontoados nos infectos cubículos das delegacias e do Cadeião de Socorro podem responder em liberdade pelo delito cometido. Estão enclausurados porque foram presos em flagrante e não têm dinheiro para pagar um advogado que impetre um habeas-corpus em favor deles. Que tal, se fossem feitos mutirões envolvendo magistrados, promotores de Justiça, defensores públicos, OAB, governo e mais quem se dispuser a ajudar, para avaliar a situação destes presos provisórios? Com certeza, muitos seriam retirados dessas bombas relógios em que se transformaram as delegacias e o cadeião, para responder em liberdade pelo que fizeram. A abertura de vagas nas delegacias e presídios restabeleceria a calma em Sergipe, para alívio de uma sociedade assustada. Pensem nisso!

Ah, a Vale!

Após prometer instalar em Sergipe o Projeto Carnalita, orçado em mais de US$ 4 bilhões, a Companhia Vale vendeu seus ativos e vai pinotar do estado. Além de abortar o anunciado investimento, deixa como herança maldita um subsolo esburaco. O milionário projeto, se algum dia for concretizado, estará a cargo da norte-americana Mosaic, compradora dos ativos da mineradora brasileira por US$ 2,5 bilhões. Aqui pra nós, esta Vale não vale nada. Aff Maria!

Penduricalhos

Os juízes titulares e substitutos do Tribunal Regional Eleitoral não podem mais receber gratificações pelo comparecimento a sessão administrativa ou solene. Também está proibida a convocação de magistrado para atuar como juiz auxiliar e na corregedoria-regional do TRE. A exceção a essa regra é a designação de juízes para a fiscalização de propaganda e apreciação das reclamações e das representações. As duas resoluções extinguindo os penduricalhos foram aprovadas ontem, pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Festa política

E o PP sergipano organiza um grande evento político para a filiação do jovem Wagner Junior. Será na próxima quinta-feira, em Aracaju. O novo pepista vem a ser filho do médico Wagner Oliveira e da empresária Ana Cecília, e neto querido dos empresários Luciano Barreto e dona Maria Celi. Para prestigiar a filiação do provável candidato a deputado federal em 2018, já confirmaram presenças na festa política o presidente nacional do PP, Ciro Nogueira, e o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi.

Casa de ferreiro…

Recém exonerado da Secretaria de Orçamento e Gestão da Prefeitura de Aracaju, Igor Albuquerque é o mais novo assessor do Tribunal de Contas de Sergipe, o mesmo que bloqueou as contas da desastrosa administração aracajuana. Interessante é que o argumento para o bloqueio foi de que não houve planejamento dos recursos municipais, resultando no atraso da folha de pessoal e dos fornecedores. E ainda há quem se queixe quando chamam o velho TCE de Tribunal Faz de Contas. Marminino!

Buracaju

Em greve para protestar contra o atraso dos salários e do vale-transporte há meses, os servidores da Emurb não são culpados pela falta de manutenção das ruas e avenidas de Aracaju. Segundo os grevistas, mesmo que não estivessem de braços cruzados nada poderiam fazer, pois não existe matéria-prima para tocar nem mesmo a modesta operação tapa-buracos. Garantem que, há mais de dois meses, a usina de asfalto da prefeitura não produz nadica de nada. Que miserê!

Comes e bebes

A Federação das Indústrias de Sergipe reuniu empresários e políticos em torno de uma bem servida mesa. Entre um drinque e algumas garfadas, parte do PIB sergipano e o governo avaliaram 2016 e fizeram projeções para o próximo ano. Otimista com o 2017 que se aproxima, o governador Jackson Barreto (PMDB) disse ser fundamental para Sergipe “este diálogo entre os setores econômicos e produtivos”. Então, tá!

Inimigos do povo

Você ainda lembra quais foram os cinco deputados federais de Sergipe que votaram contra a Operação Lava-Jato? Os inimigos do povo são Adelson Barreto (PR), Fábio Mitidieri (PSD), Fábio Reis (PMDB), João Daniel (PT), Jony Marcos (PRB). Ao aprovarem um projeto para punir quem investiga corrupção, estes deputados viraram as costas para o povo, deram um salvo-conduto aos bandidos do colarinho branco e deixaram claro que, ao menos para eles, o crime compensa. Lembre-se destes suplicantes nas eleições de 2018.

 Vitória de Sergipe

O Supremo Tribunal Federal julgou procedente a ação impetrada pelo governo de Sergipe contestando a forma como ocorre o repasse do Fundo de Participação dos Estados. A maioria dos ministros entendeu que Sergipe foi prejudicado no rateio das verbas do FPE por conta das deduções feitas pela União no valor arrecadado a título de Imposto de Renda. Isso significa que o governo vai botar a mão num bom dinheirinho. Menos mal, né?

Mãos ao alto

E o futuro secretário de Turismo de Canindé, Kaká Andrade (PDT), ficou sem o celular ao ser assaltado nas proximidades do edifício onde mora, em Aracaju. Ele postou nas redes sociais ter sido abordado por dois jovens em uma moto. O mais novo portava um revolver prateado e estava muito nervoso. “Procurei demonstrar desapego ao bem material, passei tranquilidade e fiz o que ele me impôs”, conta Kaká, que também é segundo suplente do senador Eduardo Amorim (PSC).

 Recorte de jornal

_______________________________________________________________________________1927

Publicado no Correio de Aracaju, em 20 de julho de 1927.

Resumo dos jornais