22/12/16 - 06:35:29

DEPUTADA LAMENTA O QUADRO CAÓTICO DAS ESTRADAS SERGIPANAS

A deputada estadual Maria Mendonça (PP) voltou a lamentar hoje (21), a situação caótica das estradas sergipanas, fato que já vem denunciando há mais de uma década. Ela citou como exemplo um trecho da SE 240 que liga o povoado Serra do Machado, em Ribeirópolis, a Nossa Senhora das Dores. “A estrada está cheia de buracos, colocando em risco a vida de todos que trafegam naquela via”, afirmou Maria, ao destacar que várias vezes usou a tribuna da Assembleia Legislativa para falar sobre o problema das rodovias, mas nenhuma providência foi adotada.

Maria ressaltou que as estradas, de maneira geral, estão abandonadas, contribuindo para a ocorrência de graves acidentes, muitos dos quais com mortes, a exemplo do que foi registrado no início deste mês na Rodovia João Paulo II, que liga Itabaiana aos município de Campo do Brito e Lagarto. “Infelizmente, vidas estão sendo ceifadas e, lamentavelmente, não vemos uma ação do Governo, através dos órgãos competentes, para resolver o problema”, reclamou.

Segundo a deputada, além dos buracos, algumas dessas estradas não têm sinalização adequada e nem acostamento. “As pessoas que precisam transitar por elas, acabam se expondo a riscos de morte”, afirmou Maria, ressaltando que os condutores, ainda, enfrentam a falta de sinalização e a buraqueira dificultando, ainda mais, a locomoção e ficando na iminência de se envolverem em trágicos acidentes.

Ela citou como exemplo, também, a Rodovia Francisco Teles de Mendonça, que interliga Itabaiana a Moita Bonita e Malhador. “Já denunciamos várias vezes, já pedimos providências, mas até agora nada foi feito. Enquanto isso, transeuntes e condutores são obrigados a se arriscarem, colocando a vida à prova”, disse, lembrando que em 2001, já tratava sobre esse assunto com o então governador Marcelo Déda (in memoriam).

“De lá para cá, foram várias solicitações, diversos apelos ao governador Jackson Barreto, e nada aconteceu. É a população sergipana quem usa essas estradas, por isso entendo que deve haver uma intervenção do Estado, considerando que governador para administrar para todos os sergipanos e, portanto, deve trabalhar para atender as demandas que afetam todos”, falou Maria.

Da assessoria