22/12/16 - 16:01:32

Encontro entre oficiais destaca estabilização de homicídios (Foto SSP)

Com o objetivo de proceder a avaliação dos resultados e traçar novas metas de trabalho para o ano de 2017, ocorreu na manhã de quinta-feira, 22, na sala de imprensa da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), uma reunião com oficiais responsáveis pela maioria das Companhias e Batalhões que atuam no interior do estado.

Apesar da incidência de crimes e o registro de homicídios, inclusive nas maiores cidades, como Itabaiana e Lagarto, a Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (Ceacrim) da SSP aponta para a estabilização dos homicídios na área de abrangência dos Batalhões no interior do estado. Até o momento, foram 523 homicídios nas cidades do interior sergipano, contra 537 em 2015. A menor comparação na série histórica foi registrada em 2007, quando houve o aumento de três casos de homicídios, comparando-se com 2006.

O encontro foi promovido pelo comandante do policiamento militar do interior, coronel Iranildo Campos, com o secretário da Segurança Pública, João Batista; e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcony Cabral. Estiveram presentes 30 comandantes lotados no interior do estado.

O coronel Campos agradeceu o empenho de toda a tropa em 2016, especificando que a motivação dos policiais na execução de suas atividades foi essencial para a redução do número de homicídios no interior. Até o final do ano, a tendência é que os homicídios no interior seja estabilizada e após 10 anos, não aconteça crescimento.

O coronel Marcony ressaltou o esforço da tropa e disse que, mesmo com perdas de efetivo e equipamentos, para reforçar os trabalhos na Grande Aracaju, os esforços dos policiais no interior rendeu resultados importantes “ Graças a um recompletamento de policiais militares em todos os municípios do interior sergipano, como também um trabalho conjunto de oficiais, praças e policiais civis, alcançamos um resultado positivo”, enfatizou.

Para o chefe de operações do CPMI, major Manoel Alves, é um final de um ano intenso de trabalho e renovação de objetivos. “ Tivemos muitos avanços e vitórias e procuramos fazer uma segurança pública mais humanitária, sendo esse o objetivo essencial da SSP e da Polícia Militar”, destacou.

O secretário da Segurança Pública, João Batista, reconheceu as dificuldades e, apesar do enfrentamento diário de crimes, definiu os trabalhos das equipes da PM no interior em 2017 como de “superação”. João Batista parabenizou os policiais militares pela luta e empenho, ressaltando que o policiamento do interior foi pautado em um grande esforço, resultando na diminuição das taxas de homicídios, “mesmo com todas as deficiências enfrentadas”.

João Batista também reconheceu que há um aumento das taxas de homicídios na capital e região metropolitana, mas destacou o empenho para que os índices de crimes violentos reduzam. “A integração entre a Polícia Civil e a Polícia Militar apenas gera benefícios para a sociedade. Foi um ano difícil em relação ao combate à violência, mas o trabalho tem sido intenso. Os números ainda não estão fechados, ainda temos oito dias para acabar o ano, mas há uma indicação de que houve uma estabilização. Para 2017, queremos reduzir esses números e o trabalho e dedicação dos policiais militares do interior do estado é crucial”.

SSP