27/12/16 - 05:48:24

EM NOTA, SINDMUSE AVISA QUE NÃO HAVERÁ RÉVEILLON NA ORLA

O Sindmuse trabalhou arduamente durante os últimos 30 dias para captar recursos para a realização do réveillon no estacionamento da Passarela do Caranguejo na Orla da Atalaia, em Aracaju. A festa é uma tradição da capital sergipana e é administrada e realizada anualmente pela Prefeitura da cidade, que, este ano, anunciou a não realização da festa. A partir deste momento, o Sindmuse se dispôs a buscar apoio financeiro com empresários, gestores, homens públicos, instituições, entidades civis.

Foram entregues 200 ofícios em toda a cidade de Aracaju. Os documentos chegaram, em mãos, ao presidente da Câmara Municipal e a alguns vereadores, ao presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe – Alese – , e aos gabinetes de 22 deputados estaduais, a 11 instituições civis, a diversidade de bares e restaurantes e hotéis da Orla da Atalaia, a Associação da Indústria da Rede Hoteleira (ABIH) , a Associação de Bares e Restaurantes – Abrasel – e a dezenas de empresários. A função a que o Sindicato se propôs foi a de correr atrás dos recursos, sensibilizar os empresários do ramo de entretenimento e os proprietários de bandas, afim de que a virada do ano de Aracaju ocorresse como sempre ocorreu, de maneira tradicional e para entreter a sociedade.

O Sindicato dos Músicos veio para tentar ajudar a sociedade sergipana, e não deixá-la órfã da virada do ano. A sociedade trabalha arduamente durante todo o ano e, este ano, não teve o direito de, sequer ter a festa de réveillon na Orla da Atalaia. O Sindicato, de maneira solidária, foi além de suas próprias atribuições ao se propor a fazer atribuições de outras instituições; ao, por exemplo, tentar buscar parcerias e recursos para a realização da festa. Os recursos confirmados ainda iam ser recebidos esta semana. Mas infelizmente os poucos recursos não são suficientes para realizar o evento, porque com o valor confirmado não será suficiente cobrir o total das despesas do evento. O Sindicato agradece quem se dispôs a contribuir de quaisquer maneiras. O Sindicato lamenta não ter conseguido sensibilizar quem poderia patrocinar a festa para a sociedade aracajuana, e mostrar, com este patrocínio, que realmente ama Aracaju.

Fonte Sindmuse