27/12/16 - 09:10:16

Retrospectiva da Programação Artística do Espaço Cultural 2016 (Foto: Cesar de Oliveira)

Com a curadoria da jornalista e cineasta Ilma Fontes, o Espaço Cultural Deputado Djenal Queiroz da Assembleia Legislativa de Sergipe, é realizado mensalmente no foyer da Casa Legislativa, com a coordenação da diretoria de comunicação da Alese, com o objetivo de apresentar os artistas sergipanos que aqui vivem e deve ser representado pelo povo através dos seus trabalhos, que vai desde exposição de pinturas, cerâmicas, fotografias, lançamento de livros e apresentações de teatro, dança e música. O projeto, que há treze anos valoriza e difunde a cultura sergipana, faz parte do calendário das ações de atividades parlamentar, em parceria com a Escola do Legislativo.

A temporada de mostra cultural deu início no ano de 2016 no mês de março, de acordo com abertura da 18º Legislatura, contou com a presença de parlamentares, secretário de Estado da Cultura, secretário de Estado da Comunicação Social, representante da Associação de Imprensa, da Galeria J Inácio, entre outros, além de amigos e servidores da Alese.

Ao todo foram 10 exposições temáticas. De acordo com a curadora Ilma Fontes, as exposições seguem um roteiro de estudo onde é feito um cronograma onde os trabalhos artísticos, apesar de serem diferentes, possam se comunicar entre si, trazendo a harmonia da mostra cultural.

Para o presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), Luciano Bispo, a dedicação de Ilma Fontes ao projeto cultural é fundamental para esta Casa. Segundo ele, o Espaço Cultural é vitorioso por ajudar a cultura e as artes. “Representamos as nossas raízes através da cultura e dela, o que um povo realmente é. Que muitos artistas possam ter aqui a oportunidade para mostrar seus trabalhos para a sociedade”, ressaltou.

Este ano, a Casa Legislativa recebeu diversos artistas, entre eles, a exposição de fotografias de Iza Foz; pinturas de Jaime Farias; o lançamento do livro do jornalista e escritor Pedro Varoni, a “Voz que Canta na Voz que Cala”; música do grupo Samba do Arnesto; fotografia de Ângela Oliva; música de Celda Fontes e banda; artes plásticas de Anderson Camilo; exposição de retratos de Djenal Queiroz- por Valter Soares; Edu Maia, José Walter, Jaime Farias, Silas e Suzana Hyuca – Artistas da Associação de Artistas Plásticos Sergipanos (Aaplasa); Apresentação do Corales – Coral da Assembleia Legislativa de Sergipe; Participação de músicos da Orquestra Sinfônica de Sergipe; artes plástica de Cybele Ramalho; literatura de Ilma Santos; voz de Dana Estavo; Adolfo Sá, lançando o livro – “Viva La Brasa”; escultura do artista plástico autodidata Mestre Ará; exposição de pinturas de Carlos Santana; exposição de fotografias de João Cobbett; exposição de motivos ecológicos de José Bezerra; além da apresentação de dança de Denni Ellin; lançamento do livro intitulado “Do Bunker Provinciano ao Fabulário Tropical”, de Andrei Ribeiro Albuquerque; música de Rogério Peninha; exposição de pinturas de Gustavo Santos, um adolescente natural e residente da cidade de Itaporanga D’ Ajuda , que tem na alma a arte como forma de expressão de vida, conta com o mestre Valter Soares para o aperfeiçoamento da técnica; exposição de fotografias de Vera Núbia Vilar, que retrata sua obra na natureza humana e ambiental; bem como o lançamento do livro de contos e crônicas intitulado, “Tempo de Almas e Anjos”, de Expedito Souza, numa narrativa simples, tendo como inspiração momentos de sua infância vividos na cidade de Riachão do Dantas; exposição de pinturas de Eduardo Maia, Estamparia Artesanal da Fabriqueta Cravo & Canela, Exposição TriboLu do patchworker Fúria, apresentação de coreografia de Lu Spinelli por Ricardo Montalvão, Lançamento do livro Arthur Bispo do Rosário Biografia de Chiquinho do Além Mar; apresentação da CIA de Artes Alese, homenageando o poeta Mário Jorge, exposição de pinturas de Nil Cavalcante, pelos 70 anos do poeta Mário Jorge; exposição de acervo do poeta sitado; lançamentos dos livros: “Olhar Através da Alma”- Vivian Lemos; “Treze Bruxas entre o Espelho e a Alma”- Ana Azevedo e ” Pra Passar o Tempo” – Eugênio Ramos.

Por fim, a curadora Ilma Fontes argumenta que Espaço Cultural da Alese é uma plataforma usada para diminuir a lacuna entre o poder legislativo e a comunidade. “A ponte é feita através da arte no projeto Espaço Cultural. A cada legislatura buscamos imprimir a imagem do presidente, o deputado estadual, Luciano Bispo representa é a popularidade e a satisfação em valorizar a arte sergipana”, descreve.

Por Agência de Notícias Alese

Foto: Cesar de OLiveira