29/12/16 - 06:30:42

Passou o Natal! Você também come as comidas do pós-ceia? (Foto assessoria)

Especialista esclarece qual a melhor forma de consumir as delícias que sobraram da ceia

É mais comum do que se imagina que após o Natal as pessoas procurem as delícias do dia anterior para beliscar, ou até mesmo para ser a refeição do dia. Nesses casos é importante que as pessoas saibam como guardar os alimentos para que não se estraguem ou que se corra algum risco de infecção intestinal. Geysiane Carvalho Mendes, nutricionista do Hapvida, esclarece como pode ser feito o armazenamento.

“Em regra, tudo o que se cozinhou durante a preparação deve ser armazenado em recipientes com tampas, fechados e na geladeira. Isso porque a baixa temperatura conserva os alimentos. Já os alimentos que levam ingredientes como creme de leite e maionese, responsáveis por grande parte das infecções alimentares pós-festas, não devem ser consumidos muito tempo depois de serem preparados, justamente pelo risco de contaminação. É bom evitar colocar o alimento morno ou quente demais dentro da geladeira. O ideal é guardar a comida fria dentro da geladeira, pois se colocar com uma temperatura muito alta, vai gerar um líquido por conta do suor dos ingredientes e a probabilidade de estragar aumenta. Algumas pessoas, se preferirem, podem congelar para durar mais uns dias”, explica.

Como em geral a ceia natalina é composta de pratos bastante calóricos, o ideal é transformar os pratos que sobraram no dia seguinte para balancear os alimentos. A especialista sugere cautela para não exagerar no consumo.

“Normalmente, as pessoas comem bastante na noite da véspera de Natal e, no dia seguinte, repetem. Por isso, há o risco de se exagerar “em dobro”, sair da dieta. A dieta não é só um regime para emagrecer, mas um hábito de educação alimentar que precisa ser seguido com respeito. Então, dá para se fazer algumas inovações sem carregar os alimentos de calorias. O famoso risoto de peru é uma boa pedida, pois a carne branca do peru é saudável e nutritiva; o arroz pode ser feito na hora. Enfim, vai da imaginação e da criatividade, mas, claro, seguindo essa dica de não “enxertar” itens muito calóricos na comida”, recomenda a nutricionista.

Ela ainda alerta para o exagero no consumo de álcool, e que é importante cuidar do organismo antes e depois da ingestão de bebidas alcoólicas. “Para ‘curar’ uma ressaca, o melhor é tentar repor o que o organismo perdeu. Primeiro, ingerir bastante água, já que a maioria das bebidas alcoólicas é, também, diurética. É preciso hidratar o corpo. Outra dica é comer alimentos ricos em potássio, como a banana, pois esse nutriente é fundamental, a falta dele leva a problemas musculares e no sistema nervoso. A frutose, açúcar encontrado nas frutas, é muito boa, pois acelera o processamento do álcool pelo corpo e ajuda a repor a energia”, indica.

D.Comunicação Estratégica