06/01/17 - 13:50:03

PREFEITA DE RIACHÃO DO DANTAS HERDA CAOS ADMINISTRATIVO

A prefeita da cidade de Riachão do Dantas, Gerana Costa (PT do B), lamentou a situação em que encontrou a estrutura administrativa da prefeitura do município. Gerana, que assumiu há menos de uma semana, detectou diversos problemas no funcionamento dos órgãos municipais e identificou irregularidades que deixaram a cidade à beira de um colapso financeiro e organizacional. A situação do aparelho público municipal é de completa desordem e, segundo a prefeita, será feito um trabalho descomunal para promover a organização das contas municipais e dos serviços públicos.

“O estado em que recebi a prefeitura é de completo caos, a prefeitura está uma vergonha em sua estrutura administrativa. O que recebi do antigo gestor do município é uma catástrofe, nada está em condições de funcionamento adequadas. Os veículos do município estavam abandonados em uma oficina, completamente destruídos, foram retirados jogados num pátio, alguns foram entregues sem pneus, outros com peças danificadas e até mesmo retiradas. Além disso há grandes dívidas por causa de serviços que foram realizados em veículos, que não foram pagos, e esses mesmos veículos foram entregues sem condições de funcionamento”, disse a prefeita.

Na área da saúde, o hospital municipal está em estado precário, com equipamentos quebrados, outros foram subtraídos, em completa desconformidade com as normas de sanitarismo. Além disso, foram colocadas grades no nosocômio, segregando a população do seu principal direito básico, a saúde. Gerana reclamou das condições inadequadas encontradas no hospital.

“O hospital de Riachão foi saqueado. Não existem nem mesmo os equipamentos mais simples para as medidas menos complexas de cuidados com a saúde. Deixaram o hospital sem termômetros, tensiômetros, manômetros, com macas enferrujadas e inutilizadas, diversas delas destruídas, alimentos estragados, muita sujeita, lixo infectante por todos os lados, com altos índices de contaminação bacteriana. Não se pode permitir uma coisa dessas, o estado em que deixaram o hospital é desumano, como se pode permitir medicamentos vencidos para serem entregues ao povo, vacinas vencidas para serem aplicadas. Até as autoclaves para esterilização de equipamentos não estavam funcionando. Encontramos lodo dentro dos aparelhos de aerossol, a situação é de descalabro. Jamais imaginei que fosse encontrar uma estrutura feita para salvar vidas, em tal condição degradante”, reclamou Gerana.

Na estrutura administrativa, documentos importantes de todas as secretarias do município desapareceram e também foi notada a falta de computadores e discos rígidos que deveriam conter informações do funcionamento dos órgãos municipais. A estrutura financeira da prefeitura também está severamente prejudicada, segundo a prefeita, que encontrou um montante de dívidas superior a 15 milhões de reais, o que se trata de uma fortuna, no que diz respeito a um município pobre como Riachão do Dantas.

“A administração municipal está uma grande bagunça, isso dará muito trabalho para ser reorganizado. Muitos funcionários públicos estavam recebendo sem trabalhar, em todas as pastas. Além disso fizeram uma farra de incorporações salariais indevidas e em sua maioria, elas foram feitas no mês de dezembro, com o objetivo de fazer com que aliados políticos ganhem muito às custas do dinheiro que deve ser usado para manter os serviços públicos, existem casos de 400% de diferença salarial por causa das incorporações. Estamos em perigo iminente de ter recursos bloqueados, porque a prefeitura está no CAUC, ou seja, devendo muito, e com um rombo de quase 10 milhões de reais só de dívidas com o INSS. São mais de 15 milhões de reais em dívidas que a cidade contraiu, devido ao desastre que se passou na administração municipal. Denunciarei tudo isso ao Ministério Público, que é a entidade que pode nos ajudar a resolver os problemas que deixaram, mas a situação é de completo caos administrativo. Pois a única coisa com a qual se importavam eram altos salários”, afirmou.

Praças esportivas, prédios públicos sem condições de uso também foram encontrados pela prefeita Gerana, após assumir o seu mandato. Outros problemas são os programas sociais que não estão provendo os serviços para as famílias mais pobres de Riachão, falta de merenda escolar nas unidades de ensino, computadores desaparecidos e documentos importantes da cidade que se esvaneceram.

Para iniciar a organização da estrutura administrativa municipal, Gerana colocou em prática um programa de recadastramento dos servidores municipais, para identificar aqueles que não estão cumprindo suas funções. Os que estiverem recebendo sem trabalhar e forem do quadro efetivo do município, enfrentarão processos administrativos e sindicâncias, para investigar as causas do afastamento e serão submetidos às medidas cabíveis.

Gerana Costa levará uma série de denúncias para o Tribunal de Contas do Estado (TCE), para que a Corte de Contas possa ajudar a encontrar soluções para os diversos problemas identificados na prefeitura de Riachão do Dantas.

Por: Márcio Rocha