06/01/17 - 14:23:47

Aluna do Atheneu irá representar Sergipe no Parlamento Juvenil do Mercosul (Foto: Divulgação)

Por Lívia Lessa

“Sou do interior de Sergipe, não tinha muita perspectiva e não imaginava viajar para fora do meu Estado.   Sempre estudei em escolas da rede pública, meus pais me mostraram que somente por meio do conhecimento é possível transformar qualquer realidade para melhor”. Reconhece a aluna do 2° ano do ensino médio do Colégio Estadual Atheneu Sergipense, Isla Dayane Andrade Santos.

A estudante representou Sergipe no Parlamento Juvenil do Mercosul. O encontro aconteceu em Brasília, no período de 12 a 16 de dezembro. No mês de março deste ano, Isla Dayane viajará para Montevidéu, no Uruguai, para elaborar juntamente com os estudantes de outros países da América Latina a declaração do Parlamento.

A discente comenta que participar do Parlamento Juvenil é uma experiência enriquecedora. “Em Brasília foram apresentadas e discutidas com os 27 membros – um de cada estado do país – as políticas públicas que colaboraram para a melhoria na qualidade do ensino do Brasil. Foi surpreendente perceber a quantidade de jovens preocupados com a educação”, relembra.

Aprovação para o Parlamento Juvenil do Mercosul

Isla Dayane teve o projeto intitulado Direitos Humanos e Cidadania: Aprender para exercer, aprovado pelo Ministério da Educação e Cultura. Dessa maneira, a jovem foi a representante do estado para participar das atividades nacionais e internacionais no mandato de 2016 a 2018 no Programa do Parlamento Juvenil do Mercosul.

A estudante destaca que sempre gostou de se envolver em questões sociais. Além disso, ela procura conhecer um pouco mais a respeito das temáticas que envolvem direitos humanos, participação cidadã e a atuação dos jovens.

“O estudo inicial apresentou como objetivo mostrar e discutir com os colegas a declaração dos Direitos Humanos. Pretendo realizar um projeto no Colégio Estadual Atheneu Sergipense, com o público adolescente, e que futuramente possa ser implantado na minha cidade natal, Malhada dos Bois, com o público infantil”, explica.

Incentivo da família e professores

A jovem reconhece que o apoio dos pais e a orientação do professor de filosofia Denilson Melo foram primordiais para a elaboração da proposta.

O projeto conta com a orientação do professor de filosofia, Denilson Melo. Para ele, a estudante demostra um interesse pelos estudos e aptidão para atuar em ações que envolvem o protagonismo juvenil.

“Fico muito feliz com o alcance desse projeto, primeiramente porque foi um assunto discutido em sala de aula. Por meio da filosofia, é possível fazer uma mudança para melhor. Isla Dayane não se detém somente a analisar os Direitos humanos, mas se preocupa em vivenciá-lo na sociedade”, observa.

Segundo o diretor, Daniel Lemos, o estudo da aluna é reflexo de um trabalho de construção que envolve toda a equipe docente e diretiva do colégio. Além disso, programas como o Parlamento Juvenil do Mercosul colaboram para que o estudante seja mais engajado dentro do universo escolar.

“Os professores buscam a integração dos alunos apresentando conteúdos atualizados, capacitando-os para solucionar problemas a partir dos conhecimentos obtidos em sala de aula”, ressalta.

Parlamento Juvenil do Mercosul

O Parlamento Juvenil do Mercosul é um programa do MEC, realizado por meio da Assessoria Internacional e da Secretaria de Educação Básica, do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (CONIF), das instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, além das Secretarias Estaduais de Educação de todo o Brasil e do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

A iniciativa busca promover o protagonismo juvenil, contribuindo para a integração dos jovens parlamentares, que, após discussões conjuntas, acordam e recomendam a adoção de políticas educativas que promovam uma cidadania regional e uma cultura de paz e respeito à democracia, aos direitos humanos e ao meio ambiente.

Requisitos para ser um Parlamentar

O jovem que sonha em ser um parlamentar deve ser estudante de escola pública matriculado e frequentando regularmente o 1º ou 2º ano do ensino médio ou ensino técnico integrado ao ensino médio em escolas públicas da rede estadual ou federal.  É necessário que tenha boa atuação escolar, são considerados a frequência, conduta e rendimento. Ele precisa também adaptar-se facilmente à convivência com jovens de diferentes culturas e crenças religiosas; ter disponibilidade e autorização dos pais para realizar viagens nacionais e internacionais, todas acompanhadas pelos representantes do MEC.

SEED