10/01/17 - 18:46:26

Fogo toma conta e consome o prédio do supermercado Makro, em Aracaju

O incêndio que destruiu parcialmente o supermercado Makro, em Aracaju, no final da tarde desta terça-feira (10) ainda continuava com algumas labaredas por volta das 22 horas, mas já sob o controle dos soldados do Corpo de Bombeiros.

As informaões ainda preliminares, é de que não existe vítimas, apesar do supermercado de que o supermercado estivesse funcionando e com muita gente em seu interior. O Corpo dos Bombeiros ainda não sabe informar sobre a origem do fogo e evita fazer prognóstico antes de uma análise técnica do fato.

Por volta das 17:20 horas, quando se percebeu o início do incêncido Motoristas e pessoas que passavam nas proximidades do supermercado ficaram assustadas com o incêndio que ocorreu em todo o prédio, localizado à avenida Tancredo Neves, no bairro Ponto Novo, em Aracaju.____________________________________________________________________________________3c

O fato – O corpo de bombeiros foi acionado por volt das 17:30 hora e a partir daí ficou tentando combater as chamas, mas as informações eram de que o fogo já tomara conta de todo o prédio e havia risco de se espalhar pelas casas vizinhas.

No momento havia pelo menos 40 bombeiros no local. Além disso, foi convocada uma brigada da Petrobras, para ajudar no combate às chamas. Não se sabe até o momento o que teria provocado o incêndio.

O trabalho inicial dos Bombeiros Militares foi para resfriar as casas vizinhas a fim de evitar que o fogo se alastre para áreas residenciais e estabelecimentos comerciais.

A policia militar recomenda que as pessoas devem se manter ao longe, não se aproximando do local. Neste momento há pelo menos dez viaturas do Samu, além da policia militar. Para segurança da população e dos bombeiros que trabalham no combate ao incêndio, a energia foi interrompida no local.

Segundo o presidente do Sindicato dos Corretores de Seguro de Sergipe (Sincor), o incêndio na filial Makro em Aracaju foi muito grande, praticamente destruiu toda a loja. O seguro da companhia é contratado na modalidade all risks e foi fixado como capital segurado o valor máximo para o maior dano possivel da maior loja em operação no país, algo para mais de R$ 2 bi para incêndio de bens, mais de 800 milhões em avarias em mercadoria e mais de 900 milhões de lucros cessantes, além de mais 12 milhões para responsabilidade civil. Com o pagamento da indenização pela seguradora, a unidade vai voltar a operar e continuar empregando centenas de sergipanos e contribuindo para o desenvolvimento do estado.

Fotos enviadas por internautas

Munir Darrage