12/01/17 - 14:33:44

O Fim da aposentadoria?, escreve professor e jornalista (Foto divulgação)

*Lacerda Junior

Nos últimos dias vemos um amplo interesse do Governo Federal em aprovar a chamada “Reforma da Previdência”. A falta de gestão e a irresponsabilidade de diversos governos fizeram com que o nosso sistema previdenciário falisse e chegasse ao absurdo de precisar ser suplementado por verbas oriundas do tesouro nacional.

Diante da atual realidade se faz necessário uma reformatação do sistema previdenciário brasileiro, a fim de garantir que as atuais aposentadorias continuem sendo pagas e as futuras sejam possíveis.

Porém as medidas propostas pelo governo são claramente absurdas, pois pretende definir 65 anos para idade mínima para a aposentadoria e 25 anos o tempo mínimo de contribuição, sendo que ao se aposentar nesses moldes o segurado não terá direito aos devidos rendimentos integrais.

Vivemos no Brasil uma das maiores crises econômicas já vista, o número de desempregados já ultrapassa a casa dos 12 milhões, e o mercado de trabalho se tornou amplamente seletivo, já que a mão de obra disponível está em alta. Pessoas jovens são o principal foco dos empregadores, pois possuem boa qualificação profissional e vontade de crescer profissionalmente.

A seletividade do mercado tem deixado de fora profissionais com mais de 40 anos, estes por sua vez acabam se lançando no mercado informal para conseguir o mínimo para sua subsistência, porém o que conseguem é tão pouco que não possuem condições de contribuírem de forma autônoma para a Previdência Social.

Se a “Reforma da Previdência” for aprovada nos moldes apresentados, teremos uma série de brasileiros que contribuirá para a previdência e não alcançará nunca o benefício da aposentadoria, isso porque o mercado absorve lentamente mão de obra de trabalhadores com mais de 40 anos e na maioria dos casos estas pessoas ainda não conseguiram alcançar os 25 anos de contribuição obrigatória, o que fará que mesmo aos 65 anos estes trabalhadores que contribuíram por algum tempo para a previdência, não tenham o amparo da aposentadoria.

Nos moldes propostos muitos brasileiros engordarão o cofre da Previdência Social, porém nem todos serão comtemplados pela concessão do benefício.

*Lacerda Junior – Professor e administrador do blog “O Trânsito Educa”