18/01/17 - 06:57:49

Esporte e estudo: caminhos paralelos, escreve professor José Costa (Foto ilustração)

Ao longo dos séculos o esporte tem contribuído na formação integral do homem e ganhou mais importância quando foi incluído na escola, seja nas aulas de educação física ou como prática esportiva de competição. E esta parceria vem dando certo, um servindo de apoio ao outro, quando o objetivo e desenvolver no homem mente sã em corpo sadio. Esporte não é apenas saúde, mas também educação, cultura e lazer.

Na escola, o aluno aprende a resolver os problemas matemáticos, treinando assim, a rapidez do seu raciocínio, aprende a interpretar um texto, recebe orientações para se concentrar nas explicações e conhece as normas de disciplina. No esporte, o atleta precisa utilizar rapidamente o raciocínio para finalizar ou criar uma jogada, precisa interpretar o que o técnico pede, tem a necessidade de se concentrar e de respeitar as regras, colocando assim, na prática do esporte, o aprendizado da sala de aula.

O aluno que pratica esporte acaba gostando mais de estudar, da escola, participa dos eventos escolares, faz novas amizades, respeita mais os colegas e professores e o rendimento escolar melhora muito. Infelizmente, quando os filhos cometem algum erro ou tiram nota fraca na escola, alguns pais os castigam tirando-os do esporte, e às vezes, continuam deixando-os passear no shopping, passar horas jogando vídeo game, assistindo televisão ou grudado ao celular acessando whatsapp e facebook através da internet e não procuram saber se está acontecendo algo de errado com eles na escola, na rua ou em casa.

O professor-técnico deve ter a compreensão e o bom senso de acompanhar seus alunos com relação ao rendimento escolar em outras disciplinas, já que eles passam muitas horas treinando seu esporte, orientando-os para que estudem mais, porque de nada adianta o aluno ser um bom atleta se seu rendimento escolar for fraco.

O esporte deve ser incentivado pelos pais e por todos os educadores, que devem ver na prática desportiva uma promoção de vida mais saudável e um convívio social agradável dos alunos, para que eles sejam estimulados a estudar e ter sua formação integral como ser humano. No futuro próximo eles serão gratos a todos, transformando-se em bons e úteis cidadãos para a sociedade.

Por Professor José Costa

Foto ilustração