24/01/17 - 07:43:58

Arrumação política

O que o governo estadual anuncia como reforma do secretariado não passará de uma mera arrumação para atrair adversários, “empregar” políticos sem mandato e colocar aliados em postos chaves. Mesmo com as prometidas mudanças, o perfil administrativo do Executivo permanecerá o mesmo. É como trocar seis por meia dúzia. A diferença está no uso da máquina para enfraquecer a oposição e cacifar políticos aliados, de olho nas eleições de 2018. Exemplo disso é a provável mudança na Secretaria da Saúde, competentemente administrada pela enfermeira Conceição Mendonça. Conduzida quase sem interferência política, a pasta deverá ser entregue ao ex-deputado federal Almeida Lima (PMDB) que, após retumbante fracasso eleitoral, sonha com um novo mandato parlamentar. Portanto, como das “reformas” anteriores, a que ocorrerá agora apenas tentará garantir vida longa aos amigos do rei, mesmo que isso provoque irreparáveis prejuízos a um estado atolado em gravíssima crise financeira. Lastimável!

Bomba relógio

Cerca de 70% da população carcerária de Sergipe é de presos provisórios. Segundo a seccional sergipana da OAB, é muito grande o risco de ocorrer uma tragédia nos presídios do estado. O presidente da Ordem, Henri Clay Andrade, denuncia que a situação das penitenciárias sergipanas “é de superlotação, degradação humana e falta de ressocialização. Os presos vivem num estado de tensão absoluta, constante e crescente”. Cruz credo!

Incapacidade punida

O comando do PSDB em Sergipe vai mudar de mãos por incapacidade eleitoral dos atuais dirigentes. Segundo publica hoje a Folha de São Paulo, serão dissolvidos todos os diretórios estaduais do partido que não lançaram candidatos a prefeito nem elegeram vereadores no ano passado. A degola acontecerá em cinco estados, entre os quais Sergipe. Aqui, como já é sabido, a Executiva tucana será entregue, de mão beijada, ao senador Eduardo Amorim (PSC).

Quem me quer?

A outrora super Secretaria da Fazenda virou o patinho feio do governo de Sergipe. O ex-secretário Jeferson Passos preferiu trocá-la pela congênere de Aracaju, igualmente quebrada, porém, com menos credores por ser menor. De lá pra cá, o governador Jackson Barreto (PMDB) se vira nos 30 para encontrar quem a queira. Torce, de dedos cruzados, para que o economista e professor Josué Modesto dos Passos aceite administrar o pepino, pois nem mesmo técnicos do governo federal toparam encarar o desafio. Crendeuspai!

Conversa fiada

Tolo é quem confia em conversa mole de candidato. Quem não se lembra do então prefeiturável Edvaldo Nogueira (PCdoB) jurando de pés juntos normalizar os salários dos servidores já no primeiro mês de mandato? Bastou assumir a Prefeitura para mudar o rumo da prosa. Em vez de honrar o prometido no palanque, o comunista vai parcelar, em módicas prestações, o salário de dezembro de 2016. Pior, o servidor que não quiser receber a ninharia em conta-gotas, faça um empréstimo bancário. Bem feito para quem acreditou em conversa mole de João sem braço!

Até aqui de mágoa

A oposição esperneia contra o jeito de o governador Jackson Barreto fazer política. Pelas redes sociais, o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) não esconde a contrariedade com os desfalques impostos por JB no reduto opositor. Disfarça a choradeira dizendo que os governos de Jackson e Edvaldo Nogueira estão com a cara do ex-prefeito João Alves Filho (DEM). E cita como exemplo o apoio que os dois receberam dos joãozistas Juvêncio Oliveira, Manoel Marcos, Tiago Batalha, Nitinho e Laércio Oliveira. Homem, vôte!

Mundo cão

O Brasil é o país que mais mata travestis e homossexuais do mundo. A cada 28 horas, temos um assassinato de pessoas trans”. Esta trágica estatística foi revelada ontem pela conselheira nacional GLBT, a sergipana Tathiane Araújo. Durante audiência pública realizada na Assembleia Legislativa, ela também lamentou que Sergipe seja o estado mais violento do país. Aff Maria!

Braços cruzados

Insatisfeitos com os míseros 3% de reajuste salarial, os servidores do Tribunal de Justiça de Sergipe voltam a cruzar os braços. Prevista para amanhã, a paralisação começa às 7h, no Fórum Gumersindo Bessa. De lá, os manifestantes seguem para o Palácio da Justiça, no centro de Aracaju, visando acompanhar uma nova votação do Pleno do TJ sobre a questão salarial da categoria.

Água, por clemência!

Moradores da Zona de Expansão de Aracaju estão desesperados com as constantes faltas d’água. Quando o líquido aparece nas torneiras é por pouquíssimo tempo e insuficiente para abastecer as residências. Cobrada sobre a grave seca em plena capital, a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) promete soluções, mas fica nisso. A situação é tão grave que já há famílias se mudando da Zona de Expansão. Ai, meu Deus!

Folia garantida

A Prefeitura de Aracaju autorizou o uso do espaço público pelo Bloco Rasgadinho, garantindo também a logística da limpeza e do comércio ambulante. Trata-se de um passo importante para garantir o desfile da tradicional agremiação carnavalesca da capital. Em sua 14ª edição, o Rasgadinho desfilará entre os dias 24 e 28 de fevereiro. Por causa da crise econômica, vai privilegiar os artistas locais. Então, tá!

Recorte de jornal

______________________________________________________________________________________________1918

Publicado no aracajuano Diário da Manhã, em 31 de dezembro de 1918.

Resumo dos Jornais