29/01/17 - 8:53:50

PM DENUNCIA O USO IRREGULAR DE VIATURAS POR ALGUNS OFICIAIS

______________________________________________________________________________________________________876Na manhã deste sábado (28), um policial militar que se identificou para a redação através de e-mail, fez uma grave denuncia sobre uso de viaturas descaracterizadas e que estão sendo usadas por alguns oficiais, segundo ele.

O militar em seu texto diz que “muitos outros coronéis estão fazendo uso ilegal desses meios. Lógico que vão negar”.________________________________________________________________________________________________0987

Os nomes dos oficiais citados na fonte foram retirados para que não haja exposição até que o comando averigue a denuncia e caso haja a irregularidade, quem fez uso indevido dos veículos, sejam responsabilizados.

Veja na íntegra o que diz a denuncia do policial militar

“O GATI, para efeito do convênio, não tem um núcleo de inteligência previsto no projeto, mas goza de privilégios (não queremos dizer que não mereça, trata-se da legalidade, tirar do previsto, para dar ao que não tem previsão) e está utilizando um dos carros descaracterizados em detrimento de uma seção de inteligência que deveria ter o veículo, em conformidade com o convênio; O Major que estava utilizando o Pálio é  do Batalhão de Propriá. Mas, nesse momento, um tenente-coronel é que está fazendo o uso indevido do veículo. Ou seja, todos fazem uso, menos quem realmente é previsto do ponto de vista ético. É bom informar que após a conclusão do curso de inteligência, em dezembro de 2016, os verdadeiros profissionais recém-formados dos mais vários setores foram esfacelados, jogados no policiamento ostensivo comum, enquanto os meios logísticos estão espalhados em tudo quanto é lugar, menos no setor específico. Câmeras, impressoras, máquinas fotográficas, filmadoras, condicionadores de ar, tudo distribuído de forma contrária ao previsto no convênio; Em lagarto, a mesma coisa. O tenente, assim que concluiu o curso de inteligência, foi subaproveitado no policiamento ostensivo. Não queremos dizer que o policiamento ostensivo não seja importante, mas chamar atenção para o curioso fato de se colocar o policial num curso, sem aproveitá-lo. Detalhe, a viatura descaracterizada está sempre à disposição do coronel. Não serve, definitivamente, à importantíssima função de inteligência policial. Para completar, quando escrevo, todo o material do convênio distribuído nas confortáveis salas de quem não leva a sério a função da inteligência; Estamos fazendo de contas que estamos preocupados com as duras cifras de violência que nos dão o título de estado mais violento. Isso tudo é vergonhoso e revoltante. Muitos outros coronéis estão fazendo uso ilegal desses meios. Lógico que vão negar. Mas tem algo que simplesmente pode enterrar as contrarrazões deles: o cartão de abastecimento dessas viaturas apontará quem verdadeiramente usa as senhas de abastecimento”.

Munir Darrage