07/02/17 - 23:14:46

Edvaldo anunciou que servidor pode receber dezembro de uma só vez

O prefeito Edvaldo Nogueira voltou a defender, nesta terça-feira (7), a proposta de pagamento do salário dos servidores referente ao mês de dezembro do ano passado, que foi deixado pendente pela gestão anterior. Em entrevista ao programa Cidade Alerta, da TV Atalaia, ele ressaltou que a proposição feita pela atual gestão resolve o problema, sem causar qualquer prejuízo para o funcionalismo público. “O servidor receberá todo o salário de dezembro, através de um empréstimo que será pago pela prefeitura. Não existe parcelamento. A prefeitura é quem vai pagar em 12 prestações ao banco.”, ressaltou.

Questionado pelo apresentador Gilmar Carvalho sobre o que impede a própria prefeitura de fazer o empréstimo, o gestor municipal explicou que a legislação não permite este tipo de movimentação bancária pela administração pública. “Quem toma o empréstimo é o servidor, porque a prefeitura não pode tomar. Eu fui buscar o empréstimo, mas não tem mais essa linha. Antigamente, a prefeitura poderia acessar uma Antecipação de Receita Orçamentária (ARO). Se tomava um ARO e resolvia as questões. Mas hoje é proibido. Então, nós buscamos esta alternativa de o servidor tomar o empréstimo, receber o valor integral do seu salário, e a prefeitura quitar as parcelas, inclusive com os juros, por isso a necessidade de aprovação de um abono pela Câmara de Vereadores”, reiterou. Já no dia 15 de fevereiro, quando o parlamento retomar seus trabalhos, a prefeitura enviará o projeto que normatiza o pagamento do abono.

Na entrevista, Edvaldo destacou ainda que em pouco mais de 60 dias, a atual gestão terá pago quatro folhas salariais. “No dia 10 de janeiro, pagamos o 13º salário. No final de janeiro, nós pagamos o salário dentro do mês. Até o dia 25, pagaremos dezembro, via empréstimo, e até o quinto dia útil de março, pagaremos o salário de fevereiro. Mais de R$ 60 milhões, do IPTU, que temos previsto para arrecadar, servirá para pagar os salários em dia. É o compromisso e o respeito ao servidor”, disse.

Outros temas

Tema de reportagem exibida pelo Cidade Alerta, a formação de bancos de areia na área que margeia o Calcadão da Praia Formosa, no bairro 13 de Julho, foi debatido pelo prefeito. “É uma preocupação muito grande. Eu já combinei com a Emsurb e nós vamos ter que fazer alguma coisa ali na entrada no canal Tramandaí, porque ali está se formando bancos de areia. A água já está entrando e refluindo de maneira efetiva, sem descer para o mar. Infelizmente a obra foi feita sem o estudo de impacto ambiental, e hoje nós estamos vivendo as conseqüências”, afirmou Edvaldo Nogueira.

Ele informou que também já tratou do assunto com o secretário de Infraestrutura, Sérgio Ferrari, para realizar um estudo na área, para que sejam tomadas medidas paliativas para evitar enchentes no período chuvoso. “Quando eu era prefeito, não enchia porque eu fazia limpeza daquele canal. Só quando dava muita chuva é que enchia, mas rapidamente as águas escoavam. Agora está enchendo com qualquer chuva, por menor que seja. Nosso objetivo é minorar os transtornos”, ponderou.

O prefeito relatou ainda que a atual gestão já recolheu mais de 740 toneladas de lixo, que estavam acumuladas na cidade. “O lixo é um dos grandes problemas que herdamos. Estamos fazendo mutirões para resolver isto. Começamos no Santa Maria, 17 de Março, Marivan, onde recolhemos  mais de 600 toneladas de lixo que estavam acumuladas nos últimos quatro meses. No Bugio e São Carlos, foram mais 140 toneladas de lixo. Enquanto isso, já regularizamos a coleta doméstica, inclusive já pagamos a empresa neste mês e estamos renegociando a dívida deixada. A cidade já está mais limpa e está respirando outro ar”, destacou.

Na entrevista, ele antecipou que, em março, anunciará a retomada de algumas obras na cidade. “Iremos estabelecer o plano das obras que iremos recomeçar. São mais de 40 obras que ficaram paralisadas durante quatro anos. Escolheremos as maiores, mais emblemáticas e as mais urgentes para recomeçar. Em março, eu vou anunciar quais obras eu vou recomeçar e quando eu vou terminá-las”, afirmou.