07/02/17 - 05:38:15

Edvaldo deve ir além de uma marca: precisa de identidade!

Já estamos na segunda semana do mês de fevereiro e, até agora, o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), sequer conseguiu montar todo o seu secretariado. É evidente que o comunista recebeu uma gestão repleta de problemas, mas por mais que existam dificuldades de ordem financeira, o mínimo que se esperava é que ele já tivesse definido o “time” que vai auxiliá-lo neste novo desafio a frente da Prefeitura Municipal. É muito cedo para questionar resultados de Edvaldo, mas é sabido que a questão do IPTU era uma promessa imediata de campanha que já não foi cumprida.

Este colunista vai dar um “desconto” ao prefeito de Aracaju e vai esperar mais um pouco para começar a questioná-lo. Fazendo justiça, João Alves Filho (DEM) lhe entregou uma gestão com problemas diversos, apesar de ter respeitado os limites estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Em conversa informal com este jornalista, Edvaldo Nogueira voltou a falar dos R$ 530 milhões de dívidas que teve que assumir. Ele chegou a dizer que o próprio Tribunal de Contas do Estado (TCE) tem os mesmos números. Sem os documentos, a coluna também não tem poder de argumentação e, por enquanto, silencia.

Sobre o Planejamento, Orçamento e Gestão, por exemplo, Edvaldo avaliou a Pasta como “superdimensionada” na gestão anterior, por cuidar ainda das despesas com pessoal, mas disse que não vai ficar “olhando para trás”, muito embora a Seplog tenha avançado e muito, sobretudo no relacionamento com o funcionalismo, assegurando algumas conquistas históricas. É realmente uma Pasta “vital” para a administração e o comunista precisa encontrar logo um técnico competente, eficiente e de sua confiança para responder pelo posto. Com todos os problemas da gestão passada, era uma das áreas que tinham o reconhecimento até dos adversários, inclusive de Edvaldo.

Nessa segunda-feira (6), o prefeito anunciou em entrevista coletiva que o brasão oficial da PMA passa a ser a identificação padrão da administração municipal, acompanhado do slogan “Reconstruindo a Qualidade de Vida”. Ele ainda assinou uma proposta de emenda à Lei Orgânica, que irá para a Câmara de Vereadores, tornando uso do brasão como obrigatório para todas as gestões em Aracaju a partir de agora. Edvaldo se disse feliz por cumprir a Constituição, por estabelecer a impessoalidade da Prefeitura. Disse que ia buscar gerenciar os recursos públicos, que não ia ficar modificando placas e nem “marcando território”. Usou a expressão “austeridade” e quer ser um modelo para outras capitais. Merece o reconhecimento da coluna pela iniciativa.

Durante o lançamento da nova marca, em coletiva à imprensa no Centro Administrativo, Edvaldo chegou a classificar o uso do brasão como uma iniciativa “elegante e moderna”. Mas este colunista lhe faz apenas uma ressalva, apesar do reconhecimento: em pouco mais de um mês no comando do município, o prefeito de Aracaju pode se orgulhar que a sua gestão já tem uma marca, mesmo que ela seja a mais impessoal possível, desconsiderando o slogan. Mas é preciso pontuar que a expectativa depositada no comunista vai muito mais além do que isso. Do que uma ação de marketing. Espera-se dele resultado!

Em síntese, Edvaldo já apresentou o “brasão” para a sociedade, mas ele deve ir muito mais além dos gráficos bem desenhados. Sua gestão já começa sem dinamismo, sem criatividade e sem uma marca. Sobretudo sem muita cor. O prefeito acerta quando pensar em conter gastos desnecessários. Agora o povo de Aracaju quer vê-lo governando com identidade, com independência e atitude. Se tiver autonomia, chegou a hora de mostrar serviço, de fazer valer o voto que lhe foi confiado por uma parcela significativa da sociedade. Sua gestão precisa de um “tempero” diferente. Por enquanto ela segue “sem sal”…

Veja essa!

Passou despercebido por muita gente na coletiva de Edvaldo Nogueira, mas o “supersecretário” Carlos Cauê, que responde como titular pela Segov e como interino em outras Pastas, se desentendeu com o vereador da capital, Carlito Alves (PRB), o “Pastor Alves”. Mais adiante a discussão seria comunicada ao prefeito de Aracaju.

E essa!

Cauê deixou o auditório às pressas e o vereador foi contido pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Josenito Vitale (PSD), que teve serenidade e agiu rápido para acalmar os ânimos. Para a coluna o Pastor Alves explicou: “fiz um questionamento a ele (Cauê) e o mesmo me foi indelicado. Nenhum homem coloca o dedo na minha cara!”, disse, visivelmente incomodado com a situação constrangedora.

Explicação

Sobre a mudança de Pastor Alves para Carlito Alves, o vereador explicou que foi uma orientação da Igreja Universal. “O Bispo (Edir) Macedo orientou que todos os pastores quando não estiverem atuando no altar, que evitem usar o termo Pastor. Eu não deixei de ser, mas é uma orientação para não misturar política com religião, por exemplo. Isso é apenas para quem não estiver em atividade diretamente no altar”.

Seplog

Questionado sobre o nome para comandar a Pasta, o prefeito Edvaldo Nogueira explicou que “não tenho nenhuma definição no momento. Mas é uma questão de tempo. Estamos escolhendo bem. Todos os nomes que indicamos têm capacidade técnica para comandarem suas secretarias e exercerem suas funções”.

Reforma

Edvaldo Nogueira descartou qualquer possibilidade de promover uma reforma administrativa em 2017. “Posso até pensar em algo para o próximo ano. Agora existem muitos contratos em andamento. Não vamos mudar nada por enquanto até para garantir a continuidade”.

Maria do Carmo

Sobre uma possível aproximação da senadora e do DEM do governo de Jackson Barreto (PMDB), Edvaldo preferiu não polemizar: “o governador não tratou de nada comigo sobre isso e eu não tenho pensado em política. Estou focado na gestão”.

Apoios

Edvaldo Nogueira disse que já conversou com o senador Eduardo Amorim (PSC) pelo telefone e que vai procura-lo em breve, como também o fará com a senadora Maria do Carmo. Disse que, através do deputado federal Fábio Mitidieri (PSD), já tentou uma audiência com o senador Valadares (PSB) e, como não obteve resposta, fez um apelo em um programa de rádio. “Quero o apoio de todos que queiram ajudar Aracaju”.

Bancada Federal

Questionado como tem se relacionado com a bancada federal já que precisa de recursos para investimentos na capital, Edvaldo “escorregou”: “eu só tive pouco contato com a bancada até agora. Qualquer mudança é prerrogativa deles. Em breve eu irei à BSB e tratarei com os nossos representantes. Depois eu comento”.

Exclusiva!

Fontes palacianas confirmam que o vereador Manuel Marcos (PSDB) e o suplente Branca de Neve (DEM) foram recebidos nessa segunda-feira (6) pelo vice-governador Belivaldo Chagas (PMDB) em audiência. A expectativa é que o primeiro assuma a Secretaria de Estado da Cultura e o segundo o mandato na CMA. Não se sabe o teor da conversa, mas onde há fumaça…

Por lá

Também estavam no Palácio o deputado estadual Capitão Samuel (PSL) e o diretor-presidente da Adema, Chico Dantas. Manuel Marcos e Branca de Neve têm andado em perfeita sintonia. Até o fechamento da coluna nenhum anúncio fora feito, mas desde que o jornalista Diógenes Brayner publicou a informação que não se fala outra coisa nos bastidores da política…

Bittencourt

O líder do prefeito de Aracaju na Câmara Municipal, vereador Antônio Bittencourt (PCdoB), está preparado para o grande desafio que terá pela frente, a partir da próxima semana, quando do início dos trabalhos na CMA. Mas não é só isso: a coluna anuncia que ele está cotadíssimo para assumir o comando da Executiva Estadual do PCdoB em Sergipe.

Alô TCE!

Semana passada este colunista revelou que, segundo consta no Diário Oficial do Estado de 9 de novembro de 2016, o Tribunal de Contas do Estado justifica a dispensa de licitação para contratar a empresa G.L.BOSSO PINHEIRO INFORMÁTICA –ME, por R$ 600 mil.

E no Amapá…

Por sua vez, como não houve qualquer manifestação do TCE/SE, este colunista buscou maiores informações e tomou conhecimento que a mesma empresa teria fechado contrato parecido, com o TCE do Amapá, só que por R$ 112,5 mil. Eita…

Rompidos?

Falando no TCE, a coluna recebeu a informação que, em reuniões com sindicalistas, o presidente e conselheiro Clóvis Barbosa está determinado a impor o bloqueio das contas da Prefeitura de Aracaju, na gestão de Edvaldo Nogueira, antigo aliado. Pelo visto virou coisa pessoal de ambos os lados…

FHS

Os senadores Valadares e Eduardo Amorim, além do deputado federal Valadares Filho e do deputado estadual Georgeo Passos (PTC), se reuniram com o conselheiro Clóvis Barbosa no TCE quando protocolaram um ofício solicitando informações sobre auditoria feita pelo TCE nos contratos da Fundação Hospitalar de Saúde do Estado. Isso vai render…

Torre x Justiça I

O Ministério Público Federal perdeu completamente a paciência com a empresa Torre que descumpriu uma decisão da Justiça Federal e deu continuidade às obras do Aterro Sanitário que tenta construir em Nossa Senhora do Socorro, mesmo com grande risco de contaminação do lençol freático.

 Torre x Justiça II

Nessa segunda-feira (6), em entrevista à TV Atalaia, a Procuradora da República Lívia Tinoco foi taxativa: “a Torre continua com atividades no local e a Adema lhe deu novas licenças. Foram constatados taludes e canalizações próprias de aterros sanitários”.

Torre x Justiça III

Pelo suposto descumprimento, a procurada revelou ainda que a Torre e a Adema, na gestão anterior, já foram devidamente multadas. A PF já está investigando e prisões não estão descartadas porque a teimosia representa crime federal “pela prática de atividade potencialmente poluidora e sem licença ambiental”, explicou a procuradora.

Bomba!

Este colunista tomou conhecimento que um sergipano repatriou recursos da ordem de US$ 60 milhões, que andavam “cochilando” em um paraíso fiscal no exterior. O problema é que, até onde se tem conhecimento, órgãos de controle e a Polícia Federal teriam desconfiado da movimentação e resolveram checar. Sei não…

Fames I

Eleito para comandar a Federação dos Municípios do Estado de Sergipe (FAMES), no biênio 2019-2020, o prefeito de Ilha das Flores, Christiano Rogério Rego Cavalcante (Christiano Beltrão), celebrou demais o resultado, sobretudo pela importância que teve para a oposição em Sergipe. Ele explicou que, após o resultado, é hora de deixar a disputa de lado e unir forças em defesa do municipalismo sergipano.

Fames II

Mas enfatizou que só interviu junto à oposição porque o governador e outros aliados estavam pressionando os prefeitos a votarem na outra chapa. “Antes de uma vitória minha esta foi uma vitória da causa municipalista, da democracia. Não posso deixar de agradecer aos 17 prefeitos que me confiaram o voto para presidir a entidade a partir de 2019. Tenho que agradecer também aos deputados federais André Moura e Valadares Filho, e aos senadores Amorim e Valadares”.

Christiano Beltrão

Depois do resultado positivo, Christiano Beltrão explicou que “o governo interferiu e a oposição mostrou que segue viva. Os prefeitos reconheceram a força e a liderança de André Moura e de Eduardo Amorim na resolutividade dos problemas”, disse, ressaltando a importância da continuidade de André na liderança do governo de Michel Temer (PMDB) na Câmara dos Deputados.

 Sem polêmica

Por fim, Christiano Beltrão disse que a eleição já está acabou e que agora é hora de reunir os prefeitos apenas nas causas municipalistas. “Agora a disputa acabou. Fizemos a eleição, ganhamos e agora temos que ajudar o presidente Marcos José Barreto, que venceu para o biênio 2017-2018, a fazer o seu trabalho. Não vou usar a eleição para denegrir o governo, que interferiu e perdeu. Vamos olhar para frente e fazer o nosso trabalho e nos preparar para defender bem os interesses dos prefeitos sergipanos a partir de 2019”.

Estadual

Nomeado para responder pela Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Turismo de Simão Dias, o jovem Mateus Santana, filho do prefeito da cidade, Marival Santana (PSC), é cotado para ser candidato a deputado estadual em 2018.

PMDB

Há quem especule a filiação de Mateus Santana no partido do vice-governador Belivaldo Chagas. A expectativa era que o próprio Marival, muito bem aprovado, fosse candidato a estadual em 18, mas comenta-se que existem outros planos para 2020.

Laércio Oliveira

O deputado federal Laércio Oliveira  se reuniu com o secretário nacional de Agricultura Familiar, José Ricardo Roseno, acompanhado do delegado Federal de Desenvolvimento Agrário de Sergipe, Pedro Lacerda. O objetivo foi tratar da priorização dos investimentos para o semiárido do estado com regularização fundiária e crédito fundiário para os pequenos agricultores e também discutir o lançamento da segunda fase do Programa Dom Helder Câmara, que acontecerá em Sergipe nos dias 9 e 10 de março. O secretário vai a Sergipe lançar o programa a convite do deputado Laércio.

João Daniel

O deputado federal João Daniel (PT) ajuizou, na Justiça Federal de Sergipe, uma ação popular pedindo a suspensão da posse de Moreira Franco como ministro da Secretaria-Geral da Presidência. A nova pasta foi criada a partir da Medida Provisória 768 e passou a ter status de Ministério. Wellington Moreira Franco, que antes exercia o cargo de natureza especial de subchefe de assuntos federativos da Secretaria de Governo da Presidência da República, sem status de ministro, foi nomeado como ministro da nova pasta. Para João Daniel a nomeação de Moreira Franco é um ato imoral.

Samuel I

O deputado estadual Capitão Samuel destacou o empenho do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), no trabalho para reduzir os registros de homicídios em Sergipe. Ele também destacou a chegada de homens da Força Nacional para reforçar o combate à violência que tem assustado a população sergipana.

Samuel II

Ao fazer uma avaliação sobre o trabalho tático da SSP, Capitão Samuel destacou que os números de 2017 já são animadores. “Conseguimos unir forças para que registrássemos uma queda de 18% na taxa de homicídios no mês de janeiro. Nossa intenção é que em fevereiro a redução seja ainda maior”, celebrou.

Força Nacional

Em seguida, Samuel falou sobre a chegada de homens da Força Nacional. “Os números da violência preocupam a todos nós. Não há como negar que a chegada desse reforço da Força Nacional vai nos ajudar. A redução dos homicídios é um trabalho em conjunto das polícias, da SSP, do nosso mandato, do Ministério Público e do Poder Judiciário. Nosso objetivo é a redução gradativa nos índices”.

Presídios

Questionado a respeito da presença de policiais militares nos presídios sergipanos, Capitão Samuel disse que “quem deve cuidar dos presos são os agentes prisionais. É evidente que, emergencialmente, a gente até entende a necessidade do Estado, mas até que se promova, o quanto antes, um concurso público para a contratação de novos agentes”.

Otimismo

Samuel entende que o novo Secretário de Estado da Justiça e Defesa do Consumidor, Cristiano Barreto, tem tudo para fazer um grande trabalho a frente da Pasta. “Nós estamos otimistas e eu acredito no potencial dele. O secretário tem o apoio total do governo do Estado para tentar amenizar os problemas no sistema prisional. Ele está tendo todas as condições”.

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com