07/02/17 - 07:04:15

Medo até de velório

Tirando os generais golpistas, há muito o Brasil não tinha um presidente tão impopular quanto o atual. Além de não possuir carisma e não passar confiança ao país, Michel Temer é medroso. Vive encastelado no Palácio do Planalto, de onde só sai após a segurança fazer varreduras para localizar descontentes com o seu governo temerário. Como a discordância a este projeto golpista é majoritária no Brasil, o mordomo de filme de terror quase sempre desiste do agendado compromisso público. Pior, evita até ir a funerais, temendo ser vaiado. O caso mais emblemático foi a ausência de Temer nas exéquias de Dom Paulo Evaristo Arns, em dezembro passado. Ora, como bem escreveu o jornalista Paulo Nogueira, “um presidente da República que tem medo de ser vaiado em velório está morto politicamente”. Cruz credo!

Quebrou na solda

A recessão verificada nos últimos dois anos fez a economia de Sergipe retroceder ao patamar do início da década. Estudo da empresa Tendências Consultoria Integrada, divulgado pelo jornal O Globo, mostra que o PIB de 13 estados despencou tanto nos últimos dois anos, que anulou a expansão vivenciada entre 2011 e 2014. Segundo o levantamento, as quedas acumuladas do PIB sergipano em 2015 e 1016 foram, respectivamente,- 5,3% e – 4,8%. Uma lástima!

Nova logomarca

A Prefeitura de Aracaju apresentou a logomarca do novo governo. O brasão oficial da municipalidade passa a ser a identificação padrão da atual administração, tendo como slogan da gestão a frase: “Reconstruindo a Qualidade de Vida”. O prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) aproveitou para assinar uma proposta de emenda à lei orgânica tornando o brasão a marca da Prefeitura. Então, tá!

Briga inútil 

O governador Jackson Barreto (PMDB) e o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) não se cansam de trocarem acusações em público. Diariamente, os dois ocupam espaços nas emissoras de rádio ou aproveitam eventos para fustigar um ao outro. Até parece que ambos não têm coisas mais importantes para fazer. Ontem, ao responder a uma crítica de JB, Vavá foi curto e grosso: “Isso é frescura de Jackson”. Aff Maria!

Reformas da morte

A CUT está convocando os trabalhadores para uma manifestação contra as reformas da Previdência e Trabalhista concebidas por este governo temerário. O ato vai acontecer na próxima quinta-feira, no centro de Aracaju. Segundo a CUT, pelos projetos governistas os brasileiros vão trabalhar mais, contribuir mais com a Previdência, receber uma aposentadoria menor e se aposentar mais tarde. É capaz de exigirem o atestado de óbito a quem pretender se aposentar. Crendeuspai!

Tucanos reunidos

O novo tucano Eduardo Amorim se reuniu ontem com o ainda presidente do PSDB, Zé Franco e o ex-vice de Aracaju, José Carlos Machado. Preocupado em garantir sua candidatura a deputado federal, Machadão anda de olhos espichados para outros partidos, mas ainda não decidiu se deixa o ninho. Os três ficaram de marcar nova reunião, provavelmente com as presenças de outros tucanos.

Ingratidão

Amigos próximos do ex-todo poderoso Eduardo Cunha (PMDB) estranham o silêncio do deputado federal André Moura (PSC), que se dizia íntimo do peemedebista. Falam, inclusive, que o sergipano expõe toda sua ingratidão ao não ir visitar Cunha na cadeia, em Curitiba. Estaria André temendo alguma coisa para se afastar tanto assim do outrora amigo do peito? Misericórdia!

Que fedor!

Até quem elogia a urbanização feita pela Prefeitura sobre o aterro de parte do Rio Sergipe, se incomoda com o forte mau cheiro do local. Provocado pelo lançamento de lixo e esgotos não tratados naquele poluído estuário, o fedor acentua-se quando a maré está seca. Já tem gente sugerindo à Prefeitura que distribua máscaras para aliviar a fedentina, que tanto incomoda os turistas e os desportistas que arriscam se exercitar no fedorento local. Marminino!

Lesma lerda

No entender do empresário e suplente de senador Ricardo Franco, tirando o ex-governador Augusto Franco (avô dele) os demais ex-governadores de Sergipe foram a lesma lerda. Entrevistado pelo jornalista Jozailto Lima, o moço não tira da vala comum nem mesmo o próprio pai Albano Franco (PSDB), que governou o estado por duas vezes: “O que mudou? Aliás, Sergipe só perdeu”, diz. Viche!

Proposta indecente

Não chamem para o mesmo baile de máscara o prefeito Edvaldo Nogueira e os servidores da saúde de Aracaju. Sem ter recebido ainda o salário de dezembro, a turma de branco quer distância do comunista. Segundo eles, Nogueira foi por demais indecente ao propor dividir o salário atrasado em 12 módicas prestações. A raiva maior da galera é porque Edvaldo prometeu zerar todas as dívidas com os servidores em menos de 60 dias após tomar posse. E teve quem acreditasse!

Recorte de jornal

______________________________________________________________________________________________________-1875

Publicado no jornal estanciano O Rabudo, em 23 de maio de 1875.

Resumo dos Jornais