08/02/17 - 08:12:54

Esmola humilhante

O sertanejo ficou injuriado ao saber que este governo temerário liberou minguados R$ 7 milhões para enfrentar os horrores da seca que assola Sergipe. Baseando-se nos valores pagos aos caminhões que abastecem o povo e o gado do nosso semiárido, esta humilhante esmola compra menos de 250 pipas d’água, um nadica de nada se dividirmos pelos 28 municípios em gravíssima situação de emergência. Os sergipanos também se indignaram com a covardia das lideranças políticas que foram à Brasília referendar essa afronta aos nossos camponeses e criadores. Preocupados mais em serem os pais da criança do que em defender os miseráveis, nossos políticos aplaudiram o desrespeito aos flagelados. O certo era terem mandado socar a ninharia no monossílabo onde as costas fazem a curva. Mas, em vez de se revoltarem com tamanho descalabro, preferiram disputar espaço em frente às câmaras de TV. Por fim, este ultraje aos irmãos flagelados lembra a música Vozes da Seca, do imortal Luiz Gonzaga: “Seu doutô os nordestino têm muita gratidão/ Pelo auxílio dos sulista nessa seca do sertão/ Mas doutô uma esmola a um homem qui é são/ Ou lhe mata de vergonha ou vicia o cidadão. Só Deus na causa!

Vidas secas

“A fome faz o homem procurar caminhos nunca andados. O que importa! Ele vai por aí! Todos os caminhos o levam para lugar nenhum. Ele sabe que é macho. Cabra da peste e que vive no agreste, mas é um nordestino sem destino. Seu destino é enfrentar a seca terrível do sertão. Vida de graça. Vida sem graça, Vida desgraçada. Vida desigual”. Como é atual este trecho do romance Vidas Secas, escrito pelo alagoano Graciliano Ramos. Oh, céus!

Mesa farta

Com o título acima, o Jornal da Cidade publica hoje a seguinte nota: “Após as cerimônias de ontem, em Brasília, todos os políticos sergipanos foram almoçar no mesmo restaurante, o badalado Coco Bambu. Na mesa, com o governador Jackson Barreto, estavam cerca de 35 políticos – entre prefeitos, deputados estaduais e federais. Na mesa ao lado estava o senador Eduardo Amorim – em companhia mais modesta, com 14 lideranças”. Quer dizer, após aplaudirem a esmola aos flagelados, todos se refestelaram em comes e bebes. Homem, vôte!

Terra de ninguém

A violência em Sergipe não escolhe vítimas. Nem mesmo os policiais são respeitados pelos ousados marginais. Ontem, um soldado da PM foi espancado e teve a pistola roubada por dois bandidos, no Distrito Industrial de Aracaju. Quando os colegas do militar chegaram para socorrê-lo, os criminosos já estavam longe, bem longe. Misericórdia!

Na balança

O jornalista Ilimar Franco publica hoje em O Globo a seguinte nota: “O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, esteve com o presidente Temer para tratar do futuro do líder do governo, André Moura. Mas um dos ministros, do Planalto, lembra (a favor de Moura) que o governo aprovou tudo o que quis no ano passado”.

Conversa mole

E o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), que prometeu regularizar a folha de pessoal imediatamente após tomar posse, insiste que os servidores façam um empréstimo bancário equivalente ao atrasado salário de dezembro. Segundo o comunista, como a Prefeitura vai depositar 12 parcelas na conta do indigitado, o empréstimo é a mesma coisa que o salário ter sido depositado na conta. Não é. Alguém precisa dizer ao prefeito que conversa mole não enche barriga de ninguém. Cala-te boca!

Emgetis explica

Em resposta à nota publicada aqui com o título “Marcha lenta”, a Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação explica: “Não houve nenhum registro na Emgetis referente à lentidão da internet no Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac) do Shopping Riomar, mas sim um problema pontual no sistema do Ipesaúde. Referente a este caso específico, informamos que nossos técnicos estão em sintonia com a equipe do Ipesaúde e do Ceac para regularizar, o mais breve possível, o atendimento aos usuários”. Então, tá!

Sujeira

Garis e margaridas da Empresa Cavo cruzaram os braços nesta quarta-feira. Reclamam contra o atraso do salário de janeiro, ainda sem previsão para ser pago. A paralisação vai aumentar a sujeira nas ruas, praças e avenidas de Aracaju, que já foi considerada uma das capitais mais limpas do Brasil. Crendeuspai!

Rasteira

E o deputado federal Laércio Oliveira (SD) comunicou ao senador Antônio Carlos Valadares (PSB) que já tem documento assinado por seis parlamentares propondo uma reunião visando tirá-lo da coordenação da bancada federal. Pela vontade dos seis, o novo coordenador será o próprio Laércio. A reunião para substituir Vavá está marcada para esta quarta-feira, devendo a mudança ser imediatamente comunicada à Casa Civil do governo federal. Marminino!

Abacaxi

Está marcada para hoje a posse do professor Josué Modesto dos Passos Subrinho como secretário estadual da Fazenda. Ex-reitor da Universidade Federal de Sergipe, o economista substitui Jeferson Passos, que preferiu trocar o cargo estadual pela bem mais modesta Secretaria de Finanças de Aracaju. Há quem diga que, diante da forte crise financeira vivida pelo governo sergipano, o professor Josué arranjou mesmo foi sarna pra se coçar. Aff Maria!

Grana divina

De um bebinho, sobre a Catedral que a Igreja Universal do Reino de Deus vai construir em Aracaju: “Doidos por dinheiro como são, é capaz de os pastores descontarem o dízimo dos salários pagos aos operários contratados para construir o templo”. Homem, será? Cruz credo!

Recorte de jornal

________________________________________________________________________________________________________1930

Publicado no jornal aracajuano O Gavião, em 19 de janeiro de 1930.

Resumo dos Jornais