14/02/17 - 08:04:16

Briga suja e cara

Enquanto a Prefeitura e a Cavo não se entendem, os aracajuanos convivem com toneladas de lixo espalhadas pela cidade. E a situação pode se agravar ainda mais se os garis e margaridas entrarem em greve a partir da próxima sexta-feira. A briga entre a administração municipal e a empresa coletora é por causa de uma milionária dívida deixada pelo ex-prefeito João Alves Filho (DEM) e que a Emsurb pensa em quitá-la só daqui a quatro anos. Sem dinheiro, a Cavo atrasou a folha de pessoal e os trabalhadores cruzaram os braços. Retornaram aos poucos, mas já ameaçam com uma nova paralisação se não receberem logo os 50% que faltam do salário de janeiro. Pior nisso tudo é que, segundo comenta-se à boca miúda, a Prefeitura deseja romper o contrato com a Cavo para devolver a coleta de lixo à Torre, empresa que fez já esse serviço na administração passada do atual prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). Homem, será?

Nomes definidos

Dia 2 de abril próximo, os eleitores de Carmópolis vão às urnas para escolher o futuro prefeito da cidade. A disputa será entre o atual (interino) Luiz Guimarães (PSB) e o ex Volney Leite Alves (DEM). O primeiro tem como vice Gladston Garcia (PMDB) e o demista apresentou o compositor Beto Caju (SD) como seu parceiro de chapa. O novo pleito vai ocorrer porque a Justiça Eleitoral negou o registro da candidatura de Teothônio Neto (SD), que era postulante a vice na chapa encabeçada por Volney e vitoriosa em outubro passado.

Reparo

Um advogado telefona ao blog para consertar uma informação aqui publicada: A eleição do desembargador Ricardo Múcio Abreu para a presidência do TRE sergipano não quebrou qualquer tradição daquela Corte. Diferente do que ocorre no Tribunal de Justiça, onde a Mesa Diretora é escolhida pelo critério de rodízio, no Tribunal Regional Eleitoral o presidente é eleito pelo voto direto e secreto dos magistrados. Na recente eleição de Ricardo Múcio não houve disputa porque o também desembargador Edson Ulisses optou em não bater chapa. Importante é que o TRE permanece em ótimas mãos.

Novo deputado

A Assembleia reinicia os trabalhos legislativos nesta quarta-feira (15), em sessão prestigiada pelo governador Jackson Barreto (PMDB). A novidade será a posse do pastor Daniel Fortes (PEN), em substituição ao deputado Adelson Barreto Filho (PR), que foi afastado por decisão judicial. Diante da recusa da presidência do Parlamento em empossá-lo, o evangélico conseguiu uma liminar determinando sua posse imediata, sob pena de a Assembleia pagar multa diária de R$ 10 mil. É mais econômico empossá-lo. Cruzes!

Mistureba

O pai da aviação
Por nome Drumon Andrade
Sem dó e nem piedade
Se atracou com Lampião
Na bainha um facão
Na matula um castiçal
Gritou pra São Nicolau
Acuda-me nessa hora
Disse isso e foi-se embora
Deixando um cartão postal

Os versos acima são do repentista Zé Limeira, o poeta do absurdo.

Um pode, outro não

E o governador Jackson Barreto (PMDB) rejeitou a indicação de Saulo Eloy para a presidência da Emsetur. Indicado pelo novo secretário estadual do Turismo, Fábio Henrique (PDT), o moço foi vetado por ter apoiado Valadares Filho (PSB), candidato derrotado a prefeito de Aracaju. Ué, e Fábio Henrique também não votou em Vavazinho? A informação do veto é do jornalista Diógenes Brayner.

Crise sem saída

O Sindicato dos Médicos de Sergipe comprou espaços na televisão para esclarecer os aracajuanos sobre a greve da categoria. O anúncio culpa o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) que, segundo diz, nem respondeu à contraproposta dos profissionais. O sindicato também discorda que os médicos façam um empréstimo bancário como forma de receber o salário atrasado de dezembro. Enquanto isso, a população sofre sem atendimento nos postos de saúde da Prefeitura. Só Jesus na causa!

Sukita derrotado

Manoel Messias Sukita, ex-prefeito de Capela, perdeu mais uma no Tribunal de Contas do Estado. Na sessão do Pleno da última quinta-feira, foi julgada uma denúncia formulada pela coordenadora-geral do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Aureli Oliveira Turra, de Brasília, acerca de irregularidades no pagamento dos salários e do 13° salário dos servidores municipais referentes ao mês de dezembro de 2012. Os conselheiros julgaram parcialmente procedente a denúncia, mas aplicaram ao ex-gestor multa de R$ 5 mil e a encaminharam ao Ministério Público Estadual. A denúncia recebeu parecer do procurador-geral do Ministério Público de Contas, João Augusto Bandeira de Mello, e o relator do processo foi o conselheiro Carlos Alberto Sobral de Souza.

Tá fora

A Operação Lava Jato é irreversível. Quem pensa assim é o ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal, Carlos Ayres Britto. Segundo ele, a partir do Mensalão, “o Brasil deu um tranco na cultura da impunidade de pessoas postadas nos andares de cima da sociedade”. Sobre as informações de que foi cogitado para assumir o Ministério da Justiça, Britto voltou a descartar a possibilidade de ocupar cargo público. “Optei por servir a minha sociedade, ao Brasil por outro modo”, disse. Então, tá!

Não quer

Diante das especulações de que será o novo líder do governo na Assembleia, o deputado estadual Venâncio Fonseca (PP) nega ter virado governista. Segundo ele disse ao Jornal da Cidade, após ter deixado a liderança da oposição, assumiu uma posição de independência, votando no que entende ser melhor, sem radicalismo. Enquanto isso, são cada vez mais fortes os comentários que o deputado Francisco Gualberto (PT) vai entregar a liderança do governo por não concordar com a privatização da Deso. Crendeuspai!

Poeta vive

A Praça Tobias Barreto, em Aracaju, ganhou a escultura “Pássaro Azul”, uma homenagem ao poeta Mário Jorge. A escultura foi inaugurada ontem, pelo prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) e pela deputada estadual Ana Lúcia Menezes (PT), que é irmã do artista, falecido em 1973. Doada pela família do homenageado à Prefeitura, o monumento é todo em aço e materializa o desenho que dá nome ao poema “Pássaro Azul”, escrito por Mário Jorge. Legal!

Recorte de jornal

____________________________________________________________________________________________________________1915

Publicado no jornal O Estado de Sergipe, em 31 de dezembro de 1915.

Resumo dos Jornais