16/02/17 - 07:39:02

Políticos na folia

Embora a Assembleia e as câmaras municipais tenham iniciado ontem o ano legislativo, as atividades parlamentares só começarão pra valer depois do carnaval. Antes de se preocuparem com projetos de lei, indicações e discursos apimentados, deputados e vereadores vão se travestir de foliões para, entre um bloco e outro, participar das conversas de bastidores e medir a popularidade junto aos brincantes. Embora este não seja um ano eleitoral, o carnaval funcionará como um bom termômetro sobre o embate eleitoral de 2018. Antenada, a imprensa acompanhará tudo, anotando as conversas mais apimentadas do reinado de momo, na tentativa de antecipar as possíveis articulações com vistas às eleições do próximo ano.

Venda condenada

E o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) fez discurso ontem, contra a anunciada privatização da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso). Segundo ele, a venda da estatal vai gerar aumento de tarifa e desemprego, além do uso eleitoral dos recursos. Vavá acha que o dinheiro apurado com a privatização da Deso servirá, apenas, para cobrir o rombo que o governo estadual está criando nas contas públicas. Homem, vôte!

Almas penadas

Tem dirigente de órgão público pensando em realizar sessões de descarrego para ajudar alguns ex-assessores a desencarnarem dos cargos que ocupavam. Os danadinhos insistem em querer dar “pitacos” nas ações de seus sucessores, além de acharem que ainda têm poder de mando sobre os ex-comandados. Parecem até almas penadas. Pé de pato, mangalô três vezes!

Apelo à unidade

“A essa altura da vida não tenho o direito de cultivar egocentrismo ou vaidades pessoais. Isto me faz ultrapassar animosidades e até esquecer ofensas”. Esta afirmação é do governador Jackson Barreto (PMDB), que apelou à bancada federal para se unir “em favor de Sergipe e de seu povo”. E JB deu o primeiro passo em busca desta unidade, convidando os senadores oposicionistas Eduardo Amorim (PSDB), Antônio Carlos Valadares (PSB) e os deputados federais André Moura (PSC) e Valadares Filho (PSB) para a solenidade de assinatura da ordem de serviço visando a construção do Hospital do Câncer.

Mistureba

São Pedro, na sacristia,

Batizou Agamenon,

Jesus entrou em Belém

Proibindo o califom,

Montado na sua idéia,

Nas ruas da Galiléia

Tocou viola e pistom

Os versos acima são do repentista Zé Limeira, o poeta do absurdo.

Perdão ao vivo

O comunicador e político José Raymundo Ribeiro, o “Cabo Zé”, terá que desdizer o que disse contra o prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro (PSC). Ele até que tentou reverter a decisão do juiz de direito Edinaldo César Santos Junior, que determinou a retratação, porém seu recurso foi rejeitado. Na campanha eleitoral passada, “Cabo Zé” disse na rádio Eldorado que Valmir era estuprador. Agora vai ter que pedir perdão ao vivo, sob pena de a emissora ser retirada do ar. Aff Maria!

Pires nas mãos

Quem viajou ontem à Brasília foi o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB). Na agenda, visitas aos gabinetes de deputados federais e senadores aos quais poderá que indiquem emendas parlamentares para a capital sergipana. O comunista agendou, inclusive, audiência com o líder deste governo temerário, deputado André Moura (PSC). Tá certo!

Primeiros projetos

A Câmara de Vereadores recebeu ontem, os primeiros três projetos do Executivo aracajuano. Um autoriza a operação de crédito, visando o pagamento aos servidores do salário de dezembro. O outro versa sobre a adoção do Brasão de Armas de Aracaju como marca perene de todas as administrações aracajuanas. A terceira propositura trata sobre o congelamento do reajuste do IPTU.

Mata fome

O deputado federal Laércio Oliveira (SD) festejou a liberação de 200 mil toneladas do estoque de milho da Conab para o Programa Vendas em Balcão. Segundo ele, a ação do governo federal vai aliviar os agricultores e criadores nordestinos, seriamente afetados pela seca: “Hoje, a saca de milho é vendida por R$ 60 e R$ 70. Com esta liberação, o preço cairá para R$ 30”, explica Laércio. Melhor assim!

Só morto

De um operário sobre a reforma da previdência em tramitação no Congresso: “De tão cruel com a classe trabalhadora, este projeto do governo bem que poderia incluir um artigo exigindo atestado de óbito a quem pretende se aposentar”. Cruz credo!

Longe do muro

O discurso do governador Jackson Barreto (PMDB) na sessão de abertura da Assembleia desagradou o deputado Georgeo Passos (PTC). Segundo o parlamentar, JB está mais preocupado em fazer política do que em administrar o estado. Após prometer uma oposição firme e propositiva, Passos disse que não será um opositor em cima do muro. A quem será que o jovem deputado endereçou esta indireta de murista? Misericórdia!

Recorte de jornal

_____________________________________________________________________________________________________________________5555

Publicado no jornal Folha de Sergipe, em 13 de agosto de 1886.

Resumo dos Jornais