22/02/17 - 15:42:56

Consórcio de Resíduos Sólidos da Grande Aracaju elege nova mesa diretora (Foto: Edinaldo Nascimento)

Os integrantes do Consórcio de Resíduos Sólidos da Grande Aracaju realizaram a eleição da nova mesa diretora para o biênio 2017/2018. Na ocasião, o prefeito de Maruim, Jéferson Santana, foi empossado como novo presidente, tendo como vice Aírton Martins, prefeito de Barra dos Coqueiros. Já as diretorias geral e financeira serão ocupadas por Valmir de Jesus, prefeito de General Maynard, e Marcos Santana, prefeito de São Cristóvão, respectivamente. A solenidade, que ocorreu na manhã desta quarta-feira, 22, no auditório da Codise, também contou com a participação do secretário de Estado de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), Olivier Chagas.

Hoje, Sergipe possui quatro consórcios: Baixo São Francisco, composto por 28 municípios; Agreste Central, criado com 20 municípios; Sul e Centro Sul, formado por 16 municípios; e Grande Aracaju, composto pela Barra dos Coqueiros, Carmópolis, General Maynard, Itaporanga D’Ajuda, Laranjeiras, Maruim, Santo Amaro das Brotas e São Cristóvão, obedecendo a Lei 12.305 de política nacional dos resíduos sólidos.

Para o secretário Olivier Chagas, a problemática dos resíduos sólidos não é uma questão apenas de Sergipe, ela é nacional e precisa da união das prefeituras.

“Com esses consórcios, nós estamos cumprindo a legislação. O plano nacional estabelece que os consórcios podem ser autarquias que dão condições aos municípios de resolverem esse problema de forma colaborativa. Os consórcios foram criados para que cada município não precise implantar um aterro sanitário, mas um aterro que seja compartilhado para uma ou mais cidades. É uma maneira de se buscar resolver o problema dividindo a carga. Esse trabalho é focado no respeito ao meio ambiente e à legalidade, para que possamos, em breve, afirmar que conseguimos acabar com os lixões a céu aberto em Sergipe”, afirmou o secretário, diante de prefeitos e secretários municipais do Meio Ambiente e pastas correlatas.

Ciente da responsabilidade, o novo presidente do consórcio agradeceu a confiança depositada. “Agradeço o apoio dos demais prefeitos que me confiaram a presidência. Espero sempre contar com a Semarh e também com todos os secretários envolvidos, para retomarmos os trabalhos e alcançarmos os objetivos. Sabemos do desafio e da complexidade que é trabalhar com o meio ambiente, especificamente no que se refere à questão dos resíduos sólidos”, disse Jeferson, que assume a vaga deixada por José de Araújo, ex-prefeito de Laranjeiras.

O superintendente do Consórcio da Grande Aracaju, Evaldino Calazans, disse que espera empenho da equipe recém-empossada. “Queremos força de vontade da nova diretoria e o apoio incondicional da Semarh, só assim poderemos efetivar o que determina a política nacional, no que diz respeito à coleta seletiva, o fim dos lixões, ajudando o meio ambiente”, colocou.

Captação de recursos

A superintendente de Qualidade Ambiental, Desenvolvimento Sustentável e Educação Ambiental da Semarh, Valdinete Paes, responsável direta na articulação com os municípios, lembrou que, recentemente, o governador Jackson Barreto assinou a homologação dos Planos Intermunicipais de Resíduos Sólidos do Estado (Piers). Com a sanção dos planos, os 75 municípios terão condições efetivas, através dos consórcios regionais, de captação de recursos para fazerem os seus aterros.

“Aqui estão prefeitos atuantes que sempre colaboraram. Nós, que fazemos parte da Superintendência de Qualidade Ambiental, fazemos o acompanhamento e o apoio aos consórcios e estamos sempre à disposição no intuito de fazer valer a Lei 12.305, que preza pelo saneamento básico. Para isso, nós estamos trabalhando diuturnamente. Agora, a nova diretoria vai arregaçar as mangas, se articular com os novos prefeitos e dar encaminhamento às atividades da política estadual de resíduos sólidos. Sem a homologação do governador, nenhum município teria condições de captar recursos junto ao BNDES, à Caixa Econômica Federal, Ministério do Meio Ambiente, Ministério das Cidades, para fazer seus projetos de aterro”, disse Valdinete.

Presente ao evento, o superintendente do Consórcio do Baixo São Francisco, Marcos Oliveira, fez questão de elogiar a mesa diretora e o empenho da Semarh para que os trabalhos seguissem no caminho certo.

“Tenho certeza que o consórcio da Grande Aracaju, com essa nova direção, continuará trabalhando para implementar a política de resíduos sólidos. Cobranças virão, por parte do Ministério Público, e sei que a diretoria vai fazer um bom trabalho. O diferencial será o tratamento de cada município. Embora seja de outro consórcio, vim prestigiar e desejar boa sorte. A Semarh tem sido uma parceira fundamental nesse processo, com uma equipe técnica, nas pessoas de Valdinete e de Olivier, que têm conhecimento profundo na área”, enalteceu.

Semarh