15/03/17 - 14:45:49

DEPUTADO JOÃO DANIEL DIZ NÃO ÀS REFORMAS DA PREVIDÊNCIA

por: Iracema Corso

Já sabe como o seu parlamentar vai votar? Questione e descubra, os deputados e senadores são eleitos para representar a população brasileira no Congresso Nacional.

Há três semanas, a Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE) vem questionando cada um dos 11 parlamentares sergipanos, deputados federais e senadores, sobre como pretendem votar a respeito das Reformas da Previdência e Trabalhista que tramitam no Congresso Federal. Confira a resposta do deputado federal João Daniel (PT).

CUT/SE -Em outubro de 2016 foi divulgada uma pesquisa de opinião (Cut/Voxpopuli) informando que 80% dos trabalhadores brasileiros do campo e da cidade não concordam com a Reforma da Previdência proposta pelo governo Temer através da PEC 287, como o senhor pretende votar: obedecendo à indicação do seu partido ou realizando a vontade popular, em favor da população que o elegeu?

Deputado João Daniel – Nós votaremos junto com a vontade popular que é contrária à Reforma da Previdência. Na verdade não estamos vendo este como um projeto de Reforma da Previdência. O que está proposto é a destruição da Previdência a serviço dos fundos privados de previdência. O nosso partido e a bancada do PT vota contra, nós votaremos contra. Não há como se negociar melhora neste projeto que é um projeto de interesses dos grandes grupos econômicos pra destruir toda a conquista da nossa Constituição de 1988, retirar os trabalhadores rurais da Previdência, os professores… Esta é uma reforma que não é reforma, é a destruição da Previdência publica do Estado brasileiro para transforma-la em negocio. Quem tem dinheiro vai para os Fundos de Pensão de Previdência Privada, por isso nós somos contrários.

CUT/SE – A Reforma Trabalhista (Projeto de Lei nº 6.787/2016) não traz vantagem para a trabalhadora e o trabalhador brasileiro do campo e da cidade. Com sua aprovação até o horário de almoço dos trabalhadores será reduzido para meia hora. Já os empresários serão beneficiados com esta reforma, pois será mais barato demitir, aumentar a carga horária, achatar salários, terceirizar a contratação e etc. O Sr., parlamentar eleito, pretende votar: em favor dos trabalhadores ou em benefício dos empresários que vão lucrar mais com a exploração da mão-de-obra sem direitos garantidos?

Deputado João Daniel –Nós votaremos contrário a esta Reforma Trabalhista que está sendo proposta e debatida no Congresso Nacional, na Câmara, numa Comissão Especial. Esta Reforma destrói tudo que foi conquistado ao longo da história pela classe trabalhadora, as centrais sindicais e o movimento operário. Esta reforma é para dar mais lucro às empresas, precarizar o trabalho, fragilizar trabalhadores acabando com a força de organização sindical. Ela vai garantir mais lucro para as empresas e menos salário e conquistas para os trabalhadores. É uma vergonha o que esta sendo proposto pelo governo. Isso é para atender aos interesses da FIESP e daqueles que financiaram o golpe do impeachment, da PEC 55, da Reforma da Previdência e da Reforma Trabalhista. Esta Reforma é destruidora do trabalho e da organização sindical. Portanto votaremos contrário à Reforma Trabalhista.