22/03/17 - 08:27:14

Mendonça: “vou processar o promotor Henrique e a delegada Daniele”

O presidente da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), Mendonça Prado, desde a tarde desta terça-feira (21), que vem falando sobre a operação denominada Babel, desencadeada pelo Departamento de Repressão aos Crimes contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap). Nesta terça, a Deotap cumpriu 13 mandados de busca e apreensão na Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) e a Torre Empreendimentos.

Na manhã desta quarta-feira (22), Mendonça voltou a comentar sobre o assunto e fez duras críticas ao promotor de justiça, Henrique Cardoso e à delegada Daniele Garcia, esposa do promotor, inclusive avisou que irá processar o casal. Mendonça acusa a delegada de abuso de autoridade e de estar usando o poder e que isso teria interesse em prejudicá-lo.

Mendonça afirmou em entrevista aos radialistas Magna Santana e George Magalhães que “a delegada Daniele Garcia agiu de forma ilegal e desrespeitosa dizendo que ia prender um de nossos diretores, quando ele estava sendo ouvido. Isso é abuso de poder e nós vamos buscar a justiça. Aqui não tem nenhum neófito.Ela disse que ia prender se ele fizesse o contrato. Isso é abuso de autoridade”, afirmou Mendonça ao jornal da FAN.

Demonstrando muita irritação, Mendonça disse ainda que “eu queria que todos estivessem na minha posição com a consciência tranquila e respaldado pela lei. Não vou me submeter a abuso de autoridade”, diz Mendonça, avisando que irá processar o promotor Henrique Cardoso e sua esposa, a delegada Daniele garcia. “Eu vou processar o promotor e a delegada. É preciso que eles também sejam investigados”, disse Prado.

O presidente da Emsurb disse ainda que estão tentando macular a sua imagem e que isso ele não irá aceitar. “Não vou sair com minha imagem maculada por gente que não tem atitude”, avisou Mendonça. Ele reclamou ainda sobre a interceptação de seus telefones.

Mendonça Prado disse que o Ministério Público é um órgão de respeito, mas que há “uma laranja podre”. “O Ministério Público tem uma laranja podre que precisa ser investigado”, disse.

Ao final da entrevista, Mendonça criticou pessoas que “vive jantando e dando vinho a políticos”, e lamentou que estejam querendo prejudicar a sua vida política. Mendonça disse que não entende o porque foi pedido a sua inelegibilidade, já que ele não efetuou, como secretário, nenhum pagamento com dinheiro público. “Tenho 30 anos de vida pública não vou deixar macular minha imagem”, avisou.

Em resposta ao que disse Mendonça, o promotor Henrique Cardoso, disse através do whatsapp ao programa Jornal da FAN que”Não vou polemizar as declarações do Sr. Mendonça Prado. Os processos judiciais falam por si só. O inquérito policial em curso mostrará a correção de nossa atuação”.

Munir Darrage