15/05/17 - 08:24:50

Licitação não sai

Entre as tantas promessas de campanha do então candidato Edvaldo Nogueira (PCdoB) destacava-se a licitação para o transporte coletivo de Aracaju. Depois da posse, o comunista não falou mais no assunto. Aliás, ele deve até ter raiva de quem lembra o prometido. A verdade é que não há vontade política para selecionar, via concorrência pública, as empresas que tocarão o sistema de transporte coletivo da capital. Os empresários do setor são contra e, como já fizeram no passado, moverão paus e pedras para impedir o processo, pois temem perder espaços para concorrentes de outros estados. Ademais, a classe política, da qual faz parte o prefeito, não vai querer brigar com os poderosos donos das concessionárias, que lhe favorece com empregos, cessão de ônibus e otras cositas más. A promessa feita por Edvaldo Nogueira encontra apoio dos aracajuanos, encafifados por ele não tratar mais do assunto. Será que vai deixar para o último ano do governo, a exemplo do que fez quando administrou a cidade no longo período de 2006 a 2012?

Terra de ninguém

Em Sergipe, nem mesmo a Polícia escapa da ousadia dos criminosos. Entre as vítimas recentes está a delegada Daniela Lima Barreto. Ela teve a residência, localizada na zona sul de Aracaju, invadida por três marginais. Após renderem todo mundo, inclusive o pai de Daniele, o também delegado Paulo Ferreira, os bandidos fizeram a “limpa” na casa e escafederam levando um carro da família. Deus do Céu!

Dupla jornada

Após a chegada dos filhos, as mulheres deixam o mercado de trabalho cinco vezes mais que os homens. Segundo pesquisa feita pela empresa de recrutamento Catho, 28% das mulheres deixaram o emprego quando os filhos nasceram, versus 5% dos homens. O estudo mostra, ainda, que 21% das mulheres levam mais de três anos para retornarem ao trabalho. A mesma situação para os homens ocorre em apenas 2% dos casos. Elas são vítimas da dupla jornada de trabalho.

Luto

Será sepultado às 10h, o corpo do engenheiro Augusto do Prado Leite, falecido ontem em Aracaju. Entre as várias atividades públicas exercidas por ele estão as direções das estatais Comase, Emdagro, Cohab, Sergiportos e Cohidro. Ao registrar a morte deste homem público que orgulhou Sergipe, o sobrinho Ivan Leite escreveu: “Tio Augusto Prado Leite partiu! Suave partida”. Siga em paz, amigo!

Palanque eclético

As solenidades realizadas em Estância e Tobias Barreto para entregar casas a 1.963 casas, reuniram no mesmo palanque políticos das mais variadas matizes. Entre outros, dividiram o pequeno espaço o governador Jackson Barreto (PMDB), o senador Eduardo Amorim (PSC), o vice Belivaldo Chagas (PMDB), o deputado federal André Moura PSC), os estaduais Venâncio Fonseca (PP), Pastor Antônio (PSC) e Morito Matos (PROS), além de prefeitos contra e a favor do governo. Resta saber quem estará com quem nos palanques de 2018.

Gente fina

O site Congresso em Foco publica ampla reportagem sobre 13 deputados federais que, juntos, acumulam 100 acusações criminais. Entre eles está o sergipano André Moura (PSC), líder deste governo temerário no Congresso. Contra ele, o Supremo Tribunal Federal já aceitou denúncias de formação de quadrilha, improbidade administrativa e crimes de responsabilidade. Nos outros quatro inquéritos, André é investigado por tentativa de homicídio, crimes contra a Lei de Licitações, peculato, formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Homem, vôte!

Dando as caras

E alguns sergipanos começam a aparecer na Operação Lava Jato. O primeiro foi o ex-prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), que teria recebido R$ 800 mil de caixa dois. Em seguida, a Polícia Federal deu um baculejo na casa do secretário estadual da Saúde, Almeida Lima (PMDB), levando o computador e o celular do indigitado. Agora, a dedo duro Mônica Moura contou ter recebido, em 2002, R$ 6 milhões para fazer a campanha do então candidato a governador Francisco Rollemberg. A grana de caixa dois teria sido entregue a ela pelo hoje suplente de senador e empresário Ricardo Franco. Quem será o próximo? Crendeuspai!

Pulando fora

A Queiroz Galvão Exploração e Produção (QGEP) está vendendo parte de sua participação de 100% nos blocos SEAL-M-351 e SEAL-M-428, situados na Bacia de Sergipe-Alagoas. Adquiridos em 2015, no 13º leilão da Agência Nacional de Petróleo, os dois blocos abrangem parte dos estados de Sergipe e Alagoas e possuem área total em torno de 44,3 mil km², sendo 31,7 mil km² em mar. Na época, as concessões custaram à Queiroz Galvão R$ 100 milhões em bônus de assinatura.

Conversa mole

Este governo temerário escamoteia a verdade quando diz que sem a famigerada reforma, a Previdência vai quebrar. Ora, se quer reduzir despesas, por que não começa cortando aposentadorias milionárias de deputados, senadores, prefeitos, governadores, presidentes, etc? Por que, antes, o governo não cobra os grandes devedores do sistema? Por que a União não abre mão de gastar 20% do valor arrecadado em favor do INSS para pagar juros das dívidas interna e externa? Não adianta dizer o contrário, esta reforma da Previdência é um crime de lesa-pátria.

Ameaça virtual

O ciberataque em massa nos computadores vai continuar. Segundo os investigadores deste mega crime cibernético, o vírus continuará se propagando. As vítimas têm suas máquinas bloqueadas e os hackers pedem um resgate em moeda digital, o ‘Bitcoin’, para que possam liberar os arquivos. Este ciberataque mostra que todos os setores são vulneráveis. Misericórdia!

E os periquitos?

Alguém sabe dizer se a Polícia já prendeu os safados que furtaram dois periquitos australianos na casa de praia do governador Jackson Barreto (PMDB)? O bizarro crime aconteceu, no começo de abril passado, na outrora tranquila Atalaia Nova, município da Barra dos Coqueiros. Aff Maria!

Recorte de jornal

zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz1910

Publicado no jornal Correio de Aracaju, em 21 de dezembro de 1910.

Resumo dos Jornais