23/05/17 - 14:56:17

Vigilância trabalha para descobrir agente causador de surto de diarreia

A Diretoria de Vigilância em Saúde (DVS), por meio da Coordenação de Vigilância Epidemiológica (Covepi) da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), está pesquisando para saber quais as causas do surto de gastroenterite que vem acometendo os aracajuanos, principalmente, neste mês de maio. Diversas ações já foram disparadas para conter este surto e descobrir o agente causador.

De acordo com Tânia Maria Santos, coordenadora da Covepi, a Vigilância Epidemiológica municipal foi notificada no dia 11 de maio pela Vigilância em Saúde Estadual sobre o aumento da demanda de pacientes atendidos em dois hospitais particulares com uma “virose” apresentando diarreia aquosa, vômito e indisposição.

“No outro dia, nossa equipe iniciou uma busca ativa nos hospitais Nestor Piva, Fernando Franco, Unimed, São Lucas, Primavera, Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) e Clínica Pimpolho para verificar a situação e orientar quanto à importância da realização de exames e notificação dos casos. Alguns destes estabelecimentos de saúde confirmaram o aumento da demanda e informaram também que os casos são de vários bairros de Aracaju e inclusive de outros municípios”, explicou Tânia.

A gerente da Área Técnica de Surto da Covepi, Mariana Aragão Alves, informou que se reuniu com a Coordenação de Vigilância Sanitária e a Gerência de Controle da Água para analisar a hipótese de a causa ser a água. “Fizemos um estudo com os relatórios emitidos pela Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) e Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen) sobre a análise da água coletada e não houve alteração que pudesse provocar diarreia nas pessoas”, completou Mariana.

A gerente informou que já foram tomadas várias atitudes, por exemplo, já foi enviada uma nota informativa sobre este surto para os hospitais da capital e as unidades básicas de saúde, foram coletadas fezes de alguns pacientes e encaminhadas ao Lacen para pesquisa de vírus e bactérias. “Alertamos para o uso de hipoclorito de sódio e os técnicos da Gerência do Controle da Qualidade da Água coletaram água dos domicílios dos doentes que realizaram a coleta da amostra de fezes e encaminharam ao Lacen para análise”, pontuou Mariana. Ela acrescentou que estão fazendo um consolidado dos casos e até o final da semana sai o resultado dos números de casos.

Reunião

Os técnicos da Diretoria de Vigilância em Saúde da SMS de Aracaju solicitaram uma reunião com os técnicos da Vigilância em Saúde e o Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen) da Secretaria de Estado da Saúde para buscar alternativas para descobrir o agente causador do surto. O encontro aconteceu na tarde desta segunda-feira, 22, no 17º andar do Edifício Estado de Sergipe.

Fonte e foto SMS