30/06/17 - 14:23:03

Central de Pesca impulsiona economia local e revitaliza Centro de Aracaju

O governo de Sergipe tem realizado diversas obras em Aracaju a fim de proporcionar maior visibilidade e comodidade à população, além de impulsionar a economia local. Um bom exemplo disso é o novo Terminal Pesqueiro, que fomentará todo comércio que envolve a piscicultura, trazendo também um olhar arquitetônico inovador que deve embelezar ainda mais o Centro da capital.

Depois de pronta, a obra objetiva atrair mais a população aracajuana e os turistas aos pontos turísticos já construídos, como os Mercados Centrais e o Espaço Zé Peixe. Para isso, o governo buscou garantir, através do projeto de construção, um ambiente amplo, saudável e limpo, a fim de fazer com que os visitantes tenham acesso não apenas ao comércio, mas aos elementos culturais que fazem parte na história de Sergipe.

Para os donos de bares e quiosques no entrono da obra, o novo prédio proporcionará mais economia e visibilidade ao local, já que um novo ambiente é sempre visto com bons olhos pela população, principalmente pelos turistas. “Acredito que a obra atrairá mais turistas para o mercado, a economia aumentará, e poderei vender mais. Com essa obra, o espaço vai ficar mais bonito e eu, com certeza, frequentarei o local”, disse a comerciante Andrea Santana, 38, que trabalha com o marido no mercado há 18 anos.

O aposentado Edvaldo dos Santos, 83, conta que com frequência vai ao atracadouro realizar sua pesca e conversar com amigos. Para ele, a conclusão da obra beneficiará os pescadores e vendedores, mas, acima de tudo, na urbanização da cidade, deixando-a mais atraente. “Vai melhorar muito. Com o terminal será diferente, ficará mais higiênico e atrairá mais pessoas. Quanto mais construções melhor, pois isso dá mais visibilidade à cidade. O terminal será um local para os turistas visitarem e nós, que somos daqui, ficamos satisfeitos. Um ambiente mais limpo, mais saudável, de presença, é uma evolução para a cidade”, concluiu.

A recifense Rosana Galindo, 54, está pela terceira vez em Aracaju com a sobrinha, e disse que obras sempre são bem-vindas. “Essa é a visita que mais estou gostando de fazer a Aracaju. Notei que a cidade está bem mais estruturada e, com isso, temos mais opções turísticas aqui. Toda melhoria que o Governo faz na cidade gera benefício para todos, atrai cada vez mais turistas. Quem quer ir para uma cidade que não tem pontos turísticos? Então, acho que a cidade com a obra ficará mais bonita, qualquer mudança feita na cidade deixa o ambiente mais charmoso”, enfatizou.

A obra

Segundo o secretário Estadual da Infraestrutura, Valmor Barbosa, os serviços de maior complexidade já foram concluídos no terminal pesqueiro ou se aproximam da sua finalização. “Concluímos a construção dos atracadouros, as instalações hidráulicas, o sistema de tratamento de esgoto e a instalação de todas as bancadas de granito. 90% da cobertura foram executadas, bem como o revestimento cerâmico nas paredes e a aplicação do piso. São 40 trabalhadores que trabalham nos acabamentos finais: a montagem de câmaras frigorificas, silo de gelo, urbanização do ambiente e pintura. A obra está se encaminhando para conclusão e, no final de julho, estimamos chegar a 95% de execução”, garantiu.

De acordo com o diretor técnico da Companhia Estadual de Habitação e Obras Públicas, Howard Lima, a parte estrutural deve ser finalizada ainda em agosto, restando apenas a fase de instalação dos equipamentos. “Após essa última etapa, Sergipe terá condições de gerar um produto dentro dos padrões internacionais de exportação, ou seja, teremos condições de ampliar consideravelmente o nosso mercado. Hoje há grandes perdas na produção, justamente pela falta de controle no armazenamento e transporte dos nossos pescados. Com todo aparato que o novo terminal proporcionará, isso será reduzido, e poderemos levar nossos produtos a qualquer parte do estado com a garantia de máxima qualidade”, avaliou.

A técnica de Segurança do Trabalho, Maria Aparecida dos Santos, trabalhou na obra desde o início e vivenciou vários desafios junto à equipe durante a construção para entregar tudo com a maior qualidade possível. “Nosso maior desafio foi a edificação do cais, pois era uma coisa nova para nossa equipe. No final, tudo ocorreu bem”, relembra.

Mas ela também afirma que apesar de todo trabalho, a finalização do Terminal Pesqueiro será uma grande conquista, não apenas para quem participou do processo de construção, mas para todos que farão uso das instalações. “Esse é um espaço que será histórico para a população, pois os pescadores, comerciantes e clientes estavam precisando dele há muito tempo. Ele beneficiará demais o comércio do pescado através da organização dos processos, além da geração de emprego e renda, o que é sempre bom. Nós, que atuamos nessa construção, nos sentimos orgulhosos e felizes de poder colaborar com o sonho de todos que necessitam desse terminal. Aqui também funcionará uma sala de aula para dar cursos aos pescadores e demais trabalhadores da região, o que reforça ainda mais o papel social que essa obra representa. O Governo está de parabéns pela iniciativa”, parabenizou.

Mercados Centrais

No centro da cidade, estão localizados três mercados importantes: o Mercado Antônio Franco, fundado em 1929, e o Mercado Thales Ferraz, fundado em 1949, que reúnem o melhor da cultura popular sergipana, com literatura de cordel, repentistas e grande variedade de artesanato e doces típicos; e o Mercado Albano Franco, com imensa variedade de frutas, verduras, grãos, castanhas, peixes, entre outras iguarias.

Para a comerciante Maria do Carmo, 55, que trabalha com a família no local há 25 anos, os mercados são uma boa pedida para quem quer conhecer o cotidiano dos sergipanos. Ela também demonstrou grande expectativa com a entrega do Terminal Pesqueiro. “A gente espera que melhore, que traga mais gente, tanto de Aracaju, quanto de fora. Com essa obra a cidade ficará mais bonita e o povo conhecerá nosso dia a dia”, disse.

A sergipana Nazaré Oliveira, 60, afirmou que o terminal é muito importante para toda a população de Aracaju, que terá um local adequado para comprar o pescado fresco, além de aumentar a economia do Estado e deixar visualmente a cidade mais bonita. “Compro geralmente peixes em outros locais, mas essa nova estrutura gera uma expectativa de melhora e um local mais aconchegante. Com certeza trarei amigos para conhecer o espaço. O mercado já é uma atração à parte, e essa revitalização que o Governo do Estado está fazendo dará uma nova cara. Todo o Centro da cidade é lindo e acho que deveria ser revitalizado, isso é muito bom”, comemorou.

Zé Peixe

Outro prédio que contribui com o turismo sergipano é o Espaço Zé Peixe, inaugurado em 2015. O acesso ao local é feito de forma gratuita e conta com dois pavimentos. A parte inferior conta com lojas de artesanatos e doces típicos da região. Na superior, os visitantes podem contemplar o Rio Sergipe e conferir o memorial do Zé Peixe, com peças, fotografias e painéis que contam a trajetória do sergipano.

Este é um espaço de resgate histórico ao ícone sergipano José Martins Ribeiro Nunes, carinhosamente apelidado de Zé Peixe. Ele ganhou fama ao auxiliar a navegação pelo Rio Sergipe, quando pulava na água de grandes alturas e guiava os capitães por caminhos seguros. Apesar da fama, das várias premiações e do modo único de guiar as embarcações, ele levava uma vida muito simples e é lembrado pela população como um herói.

Maria do Carmo disse que tem um desejo de visitar o espaço, mas por conta da demanda no local do trabalho ainda não teve a oportunidade. “Já ouvi minha filha falar muito bem do Espaço Zé Peixe, entretanto ainda não conheço, pretendo visitar. Minha filha sempre me causa inveja e acho que essa divulgação boca a boca é importante para que mais pessoas conheçam o local”, opinou.

Fonte: ASN- Agência Sergipe de notícias.