04/07/17 - 09:22:30

Reforma do Centro de Turismo será entregue em outubro

Da rua Propriá, em frente à Catedral Metropolitana, o centenário Centro de Turismo observa a agitação do Centro Comercial de Aracaju. Em seu interior, 28 lojistas expõem as variedades do artesanato sergipano e dividem espaço com operários que recuperam o prédio, tombado pelo patrimônio histórico do Estado. Com orçamento de R$ 1,345 milhão, a obra de recuperação do espaço é realizada com recursos do Prodetur e está prevista para ser entregue em outubro.

Arquiteto e coordenador de infraestrutura do Prodetur, Rafael Corona explica que as intervenções preservarão os elementos neoclássicos da estrutura e incluem individualização das instalações elétricas, revisão da rede hidráulica, sistema contra incêndio e acessibilidade. “Vamos preservar a arquitetura e colocar elementos que promovem a acessibilidade, como rampas e piso táctil. Será feita a recuperação do assoalho de madeira e do telhado. É importante destacar que todo o trabalho segue o padrão para edifícios históricos e tem o acompanhamento da secretaria de Cultura e da Codise, já que o prédio é tombado pelo patrimônio histórico. Temos 20 operários trabalhando e a previsão de conclusão é outubro”, disse.

A técnica do trabalho Rosileide Santos reforçou o fato de que o Centro também se adequará ao conceito de acessibilidade. “Antes eu via que muitos idosos e pessoas com deficiência tinham dificuldade para visitar as lojas. Agora, com a construção de duas rampas de acesso, eles poderão circular livremente pelos corredores, o que é muito bom, não apenas para o comércio que existe aqui, mas para a própria qualidade de vida que deles”, observou.

Mais visibilidade

É entre toalhas, bordados e rendas que Maria José recebe turistas e sergipanos. Síndica do Centro de Turismo, ela comercializa artigos de artesanato há 39 anos no Espaço e acredita que a reforma vai atrair mais público. “Esse é um prédio muito bonito, os turistas chegam aqui esperando encontrar um local bonito, cuidado. A obra já está melhorando a questão da mobilidade para gente. Nossa expectativa é que melhore”.

César Viana compartilha da mesma opinião. Ele está nos preparativos para inaugurar um restaurante na Rua 24 horas, Anexo ao Centro. “Minha filha cursa gastronomia e resolvemos investir. Viemos conhecer o espaço, observamos a movimentação e acredito que a reforma no Centro melhore o acesso e a frequência de consumidores”.

O Centro de Turismo está próximo a pontos importantes da cidade, como a Catedral Metropolitana, o Cacique Chá, o Palácio Museu Olímpio Campos, a Praça Fausto Cardoso e a Ponte do Imperador.

O secretário de Estado do Turismo, Fábio Henrique, explica que a reforma do Centro integra a política de fomento ao turismo na região central de Aracaju, composta, ainda, pelo Palácio Museu Olímpio Campos, Museu da Gente Sergipana, Espaço Zé Peixe e Mercados.

“Estamos recuperando um prédio histórico, o antigo prédio da escola Normal e tombado pelo Estado. Por meio do Prodetur, estamos recuperando piso, telhado, pintura, tudo seguindo os padrões estabelecidos para reforma em prédio histórico. É uma obra de R$ 1,3 milhão e vamos devolver à Cidade e aos turistas um local confortável. O Centro é um equipamento importante para nosso turismo e em breve o governador Jackson Barreto entregará. No Centro, temos um circuito turístico com o Centro do Turismo, Palácio Museu, Museu da gente Sergipana, Mercados. Então, recuperar o Centro ajuda na geração de renda, emprego e atração de turistas dessa região”.

Expectativas

Josefa Oliveira, Dona Netinha como é conhecida, trabalha vendendo roupas e bordados há 39 anos no Centro, diz que está empolgada para ver a obra concluída. “Esse espaço estava muito desgastado. O teto era a parte que estava em pior estado e precisava mesmo de uma reforma urgente. Todos que trabalham aqui esperam que o movimento melhore quando o prédio ficar pronto, pois vivemos apenas dessa fonte de renda. Foi com esse comércio que criei minha filha, comprei minha casa e sustentei minha família”, compartilhou.

O engenheiro responsável pela obra, Francisco Costa, confirmou a observação de Dona Netinha, mas disse que, apesar da chuva, a reforma deve ser entregue dentro do prazo. “O teto realmente estava bem danificado, com muitos pontos de infiltração, mas já estamos resolvendo esse problema. Outro ponto interessante desse projeto é o resgate ao aspecto original. Fizemos um trabalho de prospecção no prédio e, além das formas, as cores também serão restauradas para o tom original de quando esse espaço foi criado”, observou.

Mas se engana quem acha que a reforma ajudará apenas quem vive das vendas no Centro. O presidente da Associação dos Comerciantes da Rua do Turista, Roberto Carlos da Cunha, disse que acredita que o comércio ao redor do Centro também deve melhorar com essa restauração. “Todo benefício é bem-vindo, e com essa reforma teremos um ambiente mais bonito e acolhedor. Com isso, esperamos que muitos turistas venham conhecer esse novo espaço, o que beneficiará, sem dúvidas, todos nós que trabalhamos próximo a ele”.

A cabeleireira Joseilde Fontes Gomes é uma das pessoas que concordam com Roberto. “Frequento bastante esse espaço e quero muito vê-lo com um novo aspecto, pois acredito que isso será ótimo para o nosso turismo, além de ficarmos muito mais à vontade em um ambiente todo renovado”, reforçou.
Prodetur

O Programa de Desenvolvimento do Turismo é uma linha de crédito entre o governo do Estado e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no valor de U$ 100 milhões (mais de R$ 300 milhões) para o desenvolvimento do turismo em Sergipe, no âmbito do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur Nacional). Caberá ao BID o financiamento de U$ 60 milhões e o restante, U$ 40 milhões, será de contrapartida estadual.

O Prodetur tem como objetivo contribuir para o fortalecimento da política nacional de turismo e consolidar a gestão turística cooperativa e descentralizada, oportunizando um modelo de desenvolvimento turístico a partir do qual os investimentos dos governos estaduais e municipais respondam tanto às especificidades locais, quanto a uma visão integral do turismo no Brasil.

Entre as obras está a construção de dois atracadouros no povoado Caibrós e na Ilha Mem de Sá, em Itaporanga; investimentos na construção e recuperação de orlas e equipamentos turísticos, de patrimônios históricos, na qualificação da mão-de-obra, infraestrutura de apoio e fortalecimento institucional do turismo. Através desses recursos, estão previstas diversas obras como a nova Orla de Aracaju, a construção da Orla do povoado Pontal; a implantação de esgotamento e da orla do povoado Crasto, em Santa Luzia do Itanhi; a construção da orlinha do povoado Curralinho, em Poço Redondo; as reformas da Orla Pôr do Sol e adequação urbanística das praias do litoral sul em Aracaju, a construção do esgotamento sanitário do Povoado Saúde, em Santana do São Francisco, entre outros investimentos que transformarão significativamente o setor econômico do turismo em Sergipe.

Fonte: ASN- Agência Sergipe de Notícias.