15/07/17 - 3:29:13

Wellington Silva não viaja e saída do Flu fica mais próxima; Peu ganha chance

Wellington Silva está mais próximo de deixar o Fluminense. Após participar do treino da manhã deste sábado no CT, o atacante não integrou a delegação que rumou ao aeroporto para viagem a Curitiba. A negociação, envolvendo Arsenal e Bordeaux, avançou a ponto de tirá-lo do jogo de domingo, às 19h (de Brasília), contra o Coritiba, pelo Brasileirão.

O atacante Peu, integrado ao grupo de Abel Braga após passagem pelo Samorin, ganhou uma chance. Foi relacionado pela primeira vez e pode ser uma surpresa na escalação. Marquinhos Calazans, Lucas Fernandes e Marcos Junior são outras alternativas.

Abelão comandou um treino fechado. A escalação provável do Tricolor: Júlio César; Lucas, Nogueira, Reginaldo e Mascarenhas; Orejuela, Wendel e Scarpa; Marquinhos Calazans; Richarlison e Henrique Dourado.

Flu busca reposição

A diretoria tricolor aguardava a chegada de um documento, que confirmava a intenção do Arsenal em exercer a cláusula de recompra. O Flu ficou de mãos atadas sem poder recusar o negócio. Agora, busca a reposição no mercado.

Revelado em Xerém, Wellington foi vendido ao Arsenal por R$ 10 milhões quando tinha apenas 16 anos. Deixou o Flu em 2010 com apenas 17 jogos e um gol. No ano passado, retornou ao Tricolor sem custos. Com a condição de ter em seu contrato uma cláusula de recompra. Isso foi em julho de 2016. O Arsenal, então, tem direito a recomprar os direitos econômicos que o Flu detém do atacante (55%) por um valor estipulado de US$ 4 milhões (cerca de R$ 13 milhões). Em seguida, ele será revendido para o Bordeaux. A viagem para a Europa ainda não tem data marcada.

Desde que voltou ao Fluminense, Wellington Silva participou de 50 jogos e marcou nove gols – no total, acumula 67 partidas e dez gols. Neste ano, o atacante foi um dos destaques do Tricolor na campanha do vice-campeonato carioca. Já balançou as redes sete vezes e é o terceiro com mais gols pelo clube em 2017, atrás de Henrique Dourado e Richarlison.

Por Edgard Maciel de Sá e Hector Werlang, Rio de Janeiro