18/08/17 - 08:09:35

Ônibus ruim e caro

A primeira ação do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) no transporte coletivo de Aracaju foi aumentar o preço da passagem dos ônibus. O reajuste de 12,9% – bem superior à inflação – eleva o valor da tarifa dos atuais R$ 3,10 para R$ 3,50. Este aumento é um exagero. Considerando a péssima qualidade dos ônibus, irregularidade dos horários, superlotação e o deplorável estado de conservação dos terminais de passageiros, o aracajuano já paga muito caro para ser transportado em verdadeiras latas de sardinhas. E Edvaldo Nogueira, que durante a campanha eleitoral prometeu um transporte coletivo de primeiro mundo, não deveria, antes de cumprir a promessa, punir financeiramente a população para atender empresas que estão chorando de bolsos cheios. Manter congelado o preço da tarifa era o mínimo que se esperava do senhor prefeito.

Dedos duros

Coube aos deputados federais André Moura (PSC) e Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) a missão de dedos duros contra os colegas que votaram a favor da denúncia crime contra o ainda presidente Michel Temer (PMDB). Com a relação entregue pelos alcagüetes, o peemedebista vai exonerar mais de 80 apadrinhados dos parlamentares infiéis. Os cargos, pagos pelo contribuinte, serão usados como moeda de troca para saciar a fome do baixo clero na Câmara Federal. Homem, vôte!

Olho da rua

Não peçam empregos ao prefeito de Canindé, Ednaldo da Farmácia (PP). Sem dinheiro no cofre para honrar a folha de pessoal, o moço exonerou todos os comissionados. Só escaparam da degola os secretários, controlador e procurador municipais. Também estão suspensos os gastos com férias, adicionais de periculosidade, horas extras, licenças prêmio e outras gratificações. A idéia de Ednaldo é equilibrar as contas da prefeitura e evitar o crescimento do déficit financeiro. Será que consegue?

Volta ao batente

O Tribunal de Justiça determinou o imediato retorno às atividades do presidente Mendonça Prado e de outros cinco diretores da Empresa de Serviços Urbanos de Aracaju. Eles foram afastados dos cargos em abril último, sob a acusação de improbidade administrativa. A Prefeitura aguarda a notificação para promover as mudanças na estatal, que vem sendo presidida interinamente pelo advogado Luiz Roberto.

Marcha lenta

E o Tribunal de Contas de Sergipe é mais lento do que uma tartaruga com sono. Melhor exemplo disso é a condenação, aprovada só ontem, do ex-presidente da Câmara de Vereadores de Aracaju, Sérgio Góes (PSDB). Ele foi condenado a devolver quase R$ 60 mil, por não ter provado a participação de servidores do Legislativo em eventos. Nada demais, se a irregularidade atestada pelo dorminhoco TCE não tivesse ocorrido nos já distantes anos de 2007 e 2008. Marminino!

Vida mansa

Além de receberem o teto salarial – R$ 35 mil – deputados e senadores têm direito a uma “ajuda” de R$ 35 mil para pagar despesas como passagens aéreas, telefone, correspondências, assessoria e hospedagem. Eles ainda recebem 15 salários por ano, auxílio-moradia, gabinete com funcionários e veículo oficial. Com tanta mordomia para usufruir, deve sobrar muito pouco tempo para os congressistas defenderem quem ganha míseros R$ 937 mensais, passa fome e mora num quartinho de vila. Aff Maria!

Visita polêmica

Nunca a visita de um ex-presidente causou tanta polêmica quanto a que Lula das Silva (PT) fará a Sergipe, entre domingo e terça-feira próxima. O petista vai receber títulos de cidadão em Estância e Glória, além do título de Doutor Honoris Causa concedido pela Universidade Federal de Sergipe. A cidadania estanciana por pouco não foi cassada. Também não faltaram críticas à UFS pela homenagem. Isso sem contar a reação de petistas contra a presença do governador Jackson Barreto (PMDB) nos palanques do “Barba”. Misericórdia!

Cofre cheio

O Banese teve um lucro líquido de R$ 36,3 milhões no primeiro semestre deste ano, bem maior do que o lucro apurado no mesmo período do ano passado: R$ 22,5 milhões. O banco estadual, que tem 1.058 funcionários, 165 estagiários e 41 jovens aprendizes, reduziu a inadimplência de 1,64% para 1,39%. Ao anunciar a excelente lucratividade, presidente Fernando Mota desmentiu qualquer hipótese de privatização do Banese. Então, tá!

Na terrinha

E quem virá a Sergipe por estes dias é o prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB). Convidado pelo senador Eduardo Amorim (PSDB), o mauricinho paulista vem – quaraquaquá – fazer palestra sobre como administrar a coisa pública. Sem data ainda confirmada, o lero-lero do almofadinha deve acontecer no Tribunal de Contas de Sergipe. Não é nada, não é nada, não é nada mesmo!

Americanizada

A Estre Ambiental, dona de aterro sanitário e estação de transbordo em Sergipe, se fundiu com americana Boulevard. Pelos termos do acordo, a Estre se tornará uma empresa de capital aberto, com ações listadas na Nasdaq. Seu valor de mercado foi inicialmente avaliado em US$ 1,1 bilhão. Esta informação é do jornal Valor Econômico.

Bons de ‘cana’

Cerca de 47% dos usuários de bebidas alcoólicas começaram a beber com menos de 18 anos. Segundo estudo do IBGE, 34,5% dos biriteiros tiveram o primeiro contato com a “marvada” entre os 15 e os 17 anos e 12,5%, antes dos 15 anos. Um dado preocupante da pesquisa é que 24,3% dos usuários de álcool assumiram já ter dirigido sob efeito de bebida. Uma lástima!

Recorte de jornal

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________1931

Publicado no jornal Tribuna de Aracaju, em 31 de outubro de 1931.

Resumo dos Jornais