19/09/17 - 07:32:49

Abertas inscrições para a III Conferência Municipal de Igualdade Racial de Aracaju

No próximo dia 29 de setembro, ocorrerá a III Conferência Municipal de Igualdade Racial de Aracaju. A partir das 8h, o auditório anexo à Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Presidente Vargas receberá palestrantes, mediadores e fomentadores das discussões em torno de temas relacionados ao movimento negro. Realizado pelo Conselho Municipal de Igualdade Racial, com o apoio da Secretaria Municipal da Assistência Social de Aracaju, o encontro terá como tema “Aracaju na década dos afrodescendentes: reconhecimento, justiça e desenvolvimento”. A Conferência é aberta ao público em geral, mas para participar é importante assegurar sua vaga realizando previamente sua inscrição. Para se inscrever, basta clicar aqui: https://goo.gl/bKVsG9.

O recorte feito para a escolha da temática a ser trabalhada nesta Conferência se deve à resolução da Organização das Nações Unidas (ONU), que percebendo o genocídio e as desigualdades contra a população afrodescendente, entendeu que essas questões devem ser encaradas como prioritárias pelos países e, por esse motivo, tomou a decisão de tornar o decênio 2015/2024 em década dos afrodescendentes, fazendo com que os países se empenhem em uma série de políticas públicas ligadas aos direitos desses povos.

Os assuntos de maior recorrência nas pré-conferências foram o acesso à saúde para a população negra, as ofertas de emprego, o extermínio da juventude negra e discussão sobre a igualdade racial na educação. Eles nortearam o viés que a conferência tomará.

As atividades da Conferência contarão com a palestra da Coordenadora do Instituto Orara (BA), Valdecir Nascimento, e com a realização de quatro grupos de trabalho, que tratarão sobre o reconhecimento dos afrodescendentes, no tocante à participação da população negra nas políticas públicas; a garantia de justiça aos afrodescendentes, incluindo como estudo de caso a situação de Rafael Braga, que foi condenado a 11 anos de prisão em 2013, por furtar uma garrafa de desinfetante e após receber pena de prisão domiciliar, foi preso novamente em 2016 por portar 0,6g de maconha, acusado de tráfico de drogas; será abordado ainda o desenvolvimento e acesso à educação, saúde e moradia; e a discriminação múltipla, que abarca as questões de gênero, orientação sexual e religiosidade.

Ao final, serão eleitos delegados para participarem da Conferência Estadual de Igualdade Racial e as propostas que serão levadas a âmbito de estado e nacional.
Para se inscrever, basta clicar aqui: https://goo.gl/bKVsG9.