04/10/17 - 16:14:57

CASE RECEBE MENOS DE 30% MEDICAMENTOS SOLICITADOS

O Ministério da Saúde (MS) continua fracionando o envio de medicamentos para o Estado. Para se ter uma ideia, dos 17 mil remédios solicitados pelo Centro de Atenção à Saúde de Sergipe (Case) para pacientes transplantados, de nome tacrolimo, foram entregues no início desta semana à unidade apenas 5.600 medicamentos, ou seja, menos de 30% do que foi pedido.

Segundo Taís Andreza Costa, farmacêutica do Case, além da entrega atrasada e fracionada, o Ministério da Saúde ainda não forneceu o medicamento everolimo, que também é para uso dos transplantados. “Fizemos a solicitação dos dois medicamentos que são para os transplantados, mas o Ministério da Saúde só entregou 30% de um deles, o tacrolimo, e ainda não forneceu o everolimo, que continua em falta no Case. Sendo assim, estamos dispensando para os usuários uma quantidade de tacrolimo suficiente para dez dias, ao invés de 30 dias, que é o ideal, medida adotada para não deixar ninguém sem este medicamento”, disse.

Ainda de acordo com ela, o MS informou que uma nova remessa dos medicamentos será enviada ao Case na próxima segunda-feira, 9, e também no dia 24 deste mês. Taís esclarece que a compra e o fornecimento destes remédios são de responsabilidade exclusiva do Ministério da Saúde, cabendo ao Case, unidade da Secretaria de Estado da Saúde (SES), somente a dispensação dos produtos.

“É de responsabilidade do Case apenas fazer a programação quantitativa dos medicamentos, que é feita sempre para os três meses seguintes, encaminhá-la ao Ministério da Saúde e fazer a dispensação dos produtos quando eles chegam à unidade. Então não é por falta de planejamento do Case que estão faltando os medicamentos, mas sim devido ao desabastecimento por parte do Ministério, que está afetando todo o país. Mas conforme os remédios forem chegando, iremos fazer a dispensação para os usuários”, informa a farmacêutica.

Quanto ao medicamento alfaepoetina, destinado as pessoas com problemas renais e que também é fornecido pelo MS, a dispensação no Case já foi regularizada.