13/10/17 - 07:54:41

Jackson Barreto participa da última noite da novena de Nossa Senhora Aparecida

Neste ano, a aparição da santa padroeira nas águas do rio Paraíba completa 300 anos, motivo pelo qual a festa torna-se ainda mais especial

Na última quarta-feira, 11, o governandor Jackson Barreto esteve presente na última noite do novenário em honra a Nossa Senhora Aparecida, no município homônimo. Recebido pela prefeita Vera e por lideranças locais, Jackson participou da missa presidida pelo padre Renato Azevedo.

Neste ano, a aparição da santa padroeira nas águas do rio Paraíba completa 300 anos, motivo pelo qual a festa torna-se ainda mais especial. Conduzida pelo pároco Douglas Gonçalves, a novena trouxe o tema “Dai redes ao coração dos humildes”. A celebração contou com a presença de fieis dos municípios de Nossa Senhora da Glória, São Miguel do Aleixo, Itabaiana, Moita Bonita, Nossa Senhora das Dores e Ribeirópolis, além dos próprios habitantes das comunidades rurais e da zona urbana de Nossa Senhora Aparecida. Turistas de São Paulo, Mato Grosso, Paraná e Garanhuns (PE) também participaram da missa.

Para Jackson Barreto, a noite foi uma oportunidade para renovar sua fé. “Aqui em Nossa Senhora Aparecida a gente homenageia a padroeira do Brasil. Por uma coincidência feliz, este é o ano em que a Igreja Católica comemora os 300 anos da aparição de Nossa Senhora, então os festejos em homenagem a ela crescem muito pela fé do povo desse município. Ela é a padroeira do nosso país, é nossa mãe, e eu venho aqui para renovar minha fé e pedir muito a ela que me ajude a fazer essa travessia, governar esse estado, ter recursos pra pagar os servidores e continuar fazendo bem ao meu povo”, afirmou.

A prefeita Vera destacou a importância da festa da padroeira para a população da região. “A festa de Nossa Senhora Aparecida, que é a padroeira do Brasil e também da nossa cidade, é uma das maiores festas aqui do Estado de Sergipe. Nós temos de fato incentivado o turismo religioso na nossa cidade e as pessoas que nos visitam saem encantadas, de alma e coração repletos de alegria e de bençãos, porque Nossa Senhora Aparecida é a nossa mãe protetora, que cuida dos seus filhos. Muitos tem recebido grandes bençãos e grandes milagres. Eles vem aqui no dia 12 de outubro homenagear e agradecer a Nossa Senhora Aparecida pelas bênçãos alcançadas. Como gestora do município, estou muito satisfeita de recebermos de coração aberto, com muito carinho, todos os romeiros que nos visitam e que vem aqui prestar a sua fé”, relatou.

Durante a celebração, o governador tornou-se padrinho da festa de Nossa Senhora Aparecida, contribuindo com uma doação. O convite foi feito pelo padre Douglas Gonçalves, pároco da comunidade, que recebeu com alegria a colaboração de Jackson. Natural de Alagoas, o padre fez questão de enaltecer o acolhimento da população aparecidense. “Eu aprendi a amar com o povo de Aparecida. Esse povo merece respeito, sempre irei defende-lo”, disse.

Na homilia, o presidente da celebração falou sobre as virtudes da padroeira. “Hoje é dia de celebrar nossa padroeira, uma mulher virtuosa. Nossa Senhora fez silêncio diante das dificuldades. O silêncio orante, o silêncio do encontro, o silêncio da acolhida. Que ela possa nos ensinar a chegar perto de Jesus, perto de Deus e reconhece-lo como pai de todos”, pontuou o padre Renato.

Presenças

Além de governador e da prefeita Vera, compareceram o deputado federal Fábio Reis, o deputado estadual Jeferson Andrade e a ex-prefeita de São Miguel do Aleixo, Selma de Mauro de Rocha.

Histórico

A história da devoção a Nossa Senhora Aparecida remonta ao ano de 1717. Conta-se que o conde de Assumar, importante liderança política da época, estava de passagem pela cidade de Guaratinguetá, em São Paulo, no vale do Paraíba. Para homenagear o conde,  o povo decidiu oferecer um banquete. Apesar de não ser temporada de pesca, três pescadores lançaram seus barcos no rio Paraíba. Após diversas tentativas infrutíferas, os pescadores rogaram  a ajuda de Deus e, ao lançarem mais uma vez suas redes, encontraram o corpo de uma imagem de Nossa Senhora. Em uma nova tentativa, eles acharam a cabeça que faltava para a imagem. Com as duas partes da imagem em mãos, os pescadores apanharam tantos peixes que as redes ameaçavam se romper.

Após este espisódio, outras intercessões foram atribuídas à santa, de modo que a devoção se espalhou pelo Brasil. Em Sergipe, os festejos no município de Nossa Senhora Aparecida são um dos mais tradicionais dedicados à padroeira, chegando a movimentar uma média de 100 mil romeiros por edição.

Foto Victor Ribeiro