16/10/17 - 07:19:56

Belivaldo participa da Missa da Peregrinação ao Santuário Nossa Senhora Divina Pastora

Esta é a maior manifestação cultural religiosa de Sergipe, com a participação de mais de 100 mil fiéis

O vice-governador Belivaldo Chaga, representando o governador Jackson Barreto, acompanhou na manhã deste domingo, 15, a festa da Peregrinação de Nossa Senhora de Divina Pastora, realizada no município que leva o seu nome, distante 43 quilômetros de Aracaju. Esta é a maior manifestação cultural religiosa de Sergipe, com a participação de mais de 100 mil fiéis que chegaram de todas as partes do estado desde a última sexta-feira, 13, para homenagear Nossa Senhora. Este ano a festa completou 59 anos.

O vice-governador participou da missa campal em frente à igreja às 10h, presidida pelo arcebispo de Aracaju Dom João José Costa e concelebrada pelos bispos das Dioceses de Propriá, Dom Mário Rinno e de Estância, Dom Giovanni Ciprra. Na ocasião, foi lido o decreto elevando Nossa Senhora de Divina Pastora à categoria de Padroeira da Província Eclesiástica de Sergipe. Em 2015 a peregrinação foi considerada patrimônio imaterial de Sergipe.

A peregrinação acontece sempre no terceiro domingo de outubro e, neste ano, o tema foi: “Nossa Senhora Divina Pastora Mãe da Igreja”. São romeiros, peregrinos, pessoas pagando promessa, devotos, fiéis e até curiosos que chegam de outros estados para celebrar Nossa Senhora.

Belivaldo Chagas afirmou que fez questão de comparecer às comemorações de Nossa Senhora de Divina Pastora, não somente para prestigiar os fieis e os moradores da região, mas também para acompanhar esse dia de festa em que Nossa Senhora de Divina Pastora foi consagrada padroeira de Sergipe. “É um momento em que o povo e nós fazemos nossos agradecemos e renovamos a nossa fé como principal arma para seguir em frente”, ressaltou.

O secretário de Estado do Turismo, Fábio Henrique, que também estava acompanhando o vice-governador, disse que a festa de Divina Pastora já está incluída no calendário do turismo religioso do Estado, assim como as manifestações religiosas que ocorrem em Laranjeiras e São Cristóvão. Ele revelou que os destinos religiosos de Sergipe serão lançados em breve e em janeiro deve estar recebendo os primeiro grupos de turistas. “A divulgação de Divina Pastora passa não somente como destino religioso em que abriga a maior peregrinação do Estado, mas também por sua Renda Irlandesa, que é tradicional e considerada pelo Iphan como patrimônio imaterial do Estado”, acentuou.

Fábio Henrique disse ainda que 99% das pessoas que estão participando da peregrinação de Divina Pastora são sergipanas. “O que queremos é construir um roteiro para que outras pessoas, de outros estados, venham participar desse destino. É um trabalho que está sendo construído e em janeiro estaremos começando a receber os primeiro grupos e turismo religioso, que é um turismo diferente. Ele vem para rezar e conhecer o patrimônio histórico, cultural e religioso de Sergipe e Divina Pastora é fundamental para esse momento”, ressaltou.

Apoio do governo

O prefeito de Divina Pastora Sylvio Cardoso, agradeceu o apoio do Governo do Estado para a realização do evento. Ele afirmou que, sem o apoio do governador Jackson Barreto, que disponibilizou todo o estafe para a realização da festa, esta não seria possível de acontecer. Conforme o prefeito, foram encaminhados 500 policiais militares que se revezaram nos três dias de festa, instalados dois postos de saúde, disponibilizadas 10 ambulâncias, equipes do Samu, instalada uma sala de estabilização e enviados médicos, enfermeiros e corpo técnico para atuarem nas intercorrências que viessem a acontecer. “O governo não mediu esforços para nos ajudar”, informou, acrescentando que o Deso também disponibilizou dois caminhões pipas e fez a distribuição de água mineral para o pessoal que trabalhou durante a festa.

“Quero parabenizar o governador e o vice-governador pelo apoio que nos deram para a realização da festa, disponibilizando o que foi necessário nas áreas da Segurança Pública e Saúde para que a maior evento religioso do Estado fosse realizado com segurança”, concluiu.

No dia 16 de agosto o governador Jackson Barreto se reuniu com os prefeitos de Divina Pastora, Sylvio Cardoso, de Riachuelo, Cândida Leite, o padre Helenor Bezerra dos Anjos e dirigentes de órgãos públicos estaduais e municipais. Na ocasião, o governador pediu o empenho de todos para que a festa religiosa ocorresse sem intercorrências e dentro das garantias de segurança e conforto para os peregrinos.

Peregrinos

Durante os três dias de evento religioso, Divina Pastora recebe os romeiros e peregrinos de todas as partes do estado. É o caso da dentista Margarida Tavares, 51 anos, residente em Aracaju. Ela percorre os 10 quilômetros que separam a cidade de Riachuelo de Divina Pastora há mais de 30 anos. “Não estou pagando promessa, venho por devoção a Nossa Senhora de Divina Pastora. Tudo começou com a minha mãe e até hoje eu preservo. É um momento de agradecer e pedir forças para enfrentar os desafios e as ladeiras que a vida nos coloca”, refletiu.

O estudante, Márcia Andrade, 43 anos, participa pela segunda vez levada pela amiga Margarida Tavares. Ela também se tornou devota de Nossa Senhora e vem pedir forças e agradecer as graças alcançadas.

Do Povoado Pedras, município de Capela, vieram as aposentadas Valquíria dos Santos, 72 anos, e Maria Lira dos Santos, 73. Elas saíram de ônibus do seu povoado para assistir as missas e agradecer a Nossa Senhora pelas graças alcançada. “Nossa Senhora de Divina Pastora curou minha cabeça. Tinha muita dor na cabeça e agora estou curado”, revelou Maria Lira.

História

A invocação mariana de Nossa Senhora Divina Pastora começou a tornar-se mais conhecida a partir da cidade de Sevilha, na Espanha. De acordo com a tradição, a Virgem Maria teria aparecido no dia 8 de Setembro de 1703 – data na qual se comemora a festa da Natividade de Nossa Senhora. Conta-se que se revelou sentada numa rocha, vestida como uma pastora e num local onde pastavam algumas ovelhas. Inicialmente chamada de “Virgen Zagala” que significa a pastora que cuida do seu rebanho.

Aqui no Estado de Sergipe, na cidade de Divina Pastora, a devoção ficou conhecida desde 1958, quando o padre Luciano Duarte, hoje Dom Luciano, arcebispo emérito de Aracaju, deu início às peregrinações com o propósito de formar uma prática devocional voltada para os estudantes das faculdades de Sergipe.

A peregrinação possui um trajeto de aproximadamente 10 km, onde fieis saem da paróquia Nossa Senhora da Conceição, na cidade Riachuelo, e seguem a pé pela rodovia do “Peregrino Padre Raimundo Cruz” a SE-160, em direção a Divina Pastora. Entretanto, devido o crescimento da manifestação religiosa, é observada a presença de peregrinos saindo a pé de vários pontos do Estado, inclusive da capital. Há romeiros que caminham mais de 100 quilômetros para chegarem a Divina Pastora.

Presenças

Também compareceram à festa de Nossa Senhora de Divina Pastora o presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, deputado Luciano Bispo, a deputada estadual Silvia Fontes, o deputado estadual Capitão Samuel e o secretário de Estado, Zezinho Sobral.

Foto Marcelle Cristinne