16/10/17 - 06:46:10

Americano Batista vence competição de futsal promovida pela Sejesp

A equipe do Colégio Americano Batista foi a campeã da “Taça Cidade de Aracaju de Futsal Sub-15”, realizada pela Secretaria da Juventude e do Esporte (Sejesp), neste domingo, 15. Em segundo lugar ficou o Real Sergipe e o Barcelona em terceiro. Os jogos ocorreram na manhã na Praça da Juventude, localizada no bairro Augusto Franco, e contou com um público bastante animado.

E a final correspondeu a animação dos torcedores, Americano Batista e Real Sergipe fizeram uma partida de muito equilíbrio, que terminou empatada por 4 a 4 no tempo normal, e 0 a 0, na prorrogação. O campeão só foi definido na cobrança de pênaltis, onde o Americano Batista foi melhor ao vencer por 1 a 0.

O técnico do time campeão, Marcelo Victor, enalteceu a qualidade da competição, e destacou que isso ajudou a equipe dele a melhorar ainda mais o nível técnico. “Meu irmão, Paulo Ricardo “Kaká”, que comanda o time profissional do Gazprom-Ugra na Rússia, sempre me fala que competições como a Taça Cidade de Aracaju ajudam a melhorar e muito o nível técnico dos jogadores, e que esse é o caminho para tornar o futsal sergipano referência.” destacou o técnico do Americano Batista.

Valtênis Santos Júnior, técnico do Real Sergipe que terminou em segundo, lamentou a derrota, mas entende que perder ou vencer é do esporte. “Nosso time perdeu apenas um jogo durante todo o campeonato, mas isso é do jogo, o importante é que sempre que a Sejesp promove competições nós fazemos questão de participar. Temos sempre muita organização, além do alto nível técnico”.

O secretário Jorge Araujo Filho, que esteve presente a final, fez questão de enaltecer o trabalho de toda a equipe do Departamento de Esporte e Lazer (DEL) da Secretaria, que organizou a competição. “Participaram da Taça Cidade de Aracaju de Futsal Sub-15, 17 equipes, 450 jogadores, o que dá uma ideia da dimensão da competição, e nossa equipe mais uma vez fez um excelente trabalho. E podem esperar que no próximo ano teremos muito mais novidades, pois nosso papel é fomentar o esporte em nossa capital, assim como nos pede o prefeito Edvaldo Nogueira, que entende que o esporte é o caminho para a reconstrução da qualidade de vida.”

A competição

Participaram 17 equipes da grande Aracaju (14 equipes da capital, 2 de Nossa Senhora do Socorro e 1 de laranjeiras), e ao todo foram realizados cerca de 35 jogos, 286 gols marcados, média superior a 8 gols por partida, além de envolver 450 atletas de 15 anos de idade.

O diretor do Departamento de Esporte e Lazer da Sejesp, Jersonilton Junior, considera que os jogos foram muito produtivos, com um alto nível técnico e tiveram uma inclusão social muito elevada, além de conseguir envolver os pais e familiares que sempre compareciam para assistir aos jogos. “Através da prática de futsal a gente pode fazer a inclusão, tirar as mentes ociosas trazendo-as para o cenário esportivo, podendo ajudar na educação, incentivar na vontade de estudar, de participar das atividades físicas. Realizamos os sonhos deles de participar de uma competição dessas e já visando o futuro, porque eles vão pegando conhecimento, a base técnica de futsal e quem sabe seguir a carreira de futebol profissional,” diz Jersonilton, revelando que muitos desses garotos desejam ser jogadores profissionais e as competições da Sejesp são muitas vezes esse primeiro contato. Ele ressalta também a importância de competições desse tipo, pois abrangem a família, as escolas e escolinhas de futebol e a comunidade.

Para o coordenador de Esportes de Inclusão da Sejesp, Luiz Carlos Bossa Nova, a integração que a competição gera nos bairros e a satisfação que acontece de maneira geral é muito importante. “O nosso objetivo principal é fomentar o esporte e dar uma condição a esses adolescentes a participarem de competições onde se sintam bem, e se sintam como as estrelas da competição. E tudo isso só acontece graças aos colaboradores e estagiários que a Secretaria tem. Pessoas comprometidas que estudam Educação Física e se propõe a aprender vários segmentos. Particularmente, eu só tenho que agradecer a todos os envolvidos, ” afirma.

De maneiro geral, Luiz Carlos conta que todas as equipes foram muito boas, e destaca a evolução dos meninos do bairro 17 de março, onde a Sejesp oferece aulas de futsal. “Os estagiários têm feito um trabalho de empoderamento na equipe do 17 de março, que evoluiu a cada jogo, o que mostra que o trabalho que vem sendo realizado lá está surtindo efeito. E Aracaju é um celeiro de craques em todos os segmentos, e o futsal não ficaria atrás de jeito nenhum” garante.

Fonte e foto Ascom/Sejesp