03/11/17 - 15:27:39

Hospital de Socorro amplia leitos e cria novas salas de atendimento

A atual gestão da Secretaria de Estado da Saúde (SES) tem investido na interiorização dos serviços para oferecer uma assistência de mais qualidade a toda à população de Sergipe. E uma das unidades que compõe a Rede Estadual de Saúde, o Hospital Regional de Nossa Senhora do Socorro, é um dos locais que, com a readequação de espaços e otimização de fluxos, obteve grandes avanços, desde a ampliação de leitos à criação de novas salas de atendimento. Entre as melhorias que merecem destaque está a implantação da sala de estabilização para a Pediatria.

“Na Pediatria havia seis leitos e os procedimentos para estabilização das crianças, como as reanimações, eram feitos em um mesmo espaço, o que não é recomendado. Mas fizemos readequações dentro do hospital, e implantamos uma sala específica de estabilização com dois leitos, que conta com respirador, oxímetro de pulso e toda a aparelhagem para reanimação. Ou seja, agora, temos um local apropriado, equipado e mais seguro para a estabilização das crianças”, conta a superintendente do Hospital de Socorro, Auxiliadora Varjão Lima.

Outra área da unidade que recebeu grandes avanços foi a maternidade. Nos últimos meses, os leitos de alojamento foram ampliados de 18 para 30 e a equipe da obstetrícia foi padronizada para risco habitual, com três obstetras, um neonatologista e um anestesiologista. Além disso, foi criada uma sala de acolhimento exclusiva para as gestantes que antes, aguardavam atendimento nos corredores da unidade.

Segundo Auxiliadora, hoje, o hospital dá um grande suporte à rede materna do Estado. “Havia poucos leitos para atender a demanda e a equipe da obstetrícia era incompleta, o que impossibilitava a funcionalidade plena da maternidade. Então, ampliamos os leitos, padronizamos a equipe, contemplando parto normal e cirúrgico, e estamos concluindo a contratação de mais dois neonatologistas. Com essas melhorias, hoje, o hospital dá um grande suporte a rede materna do Estado. Outro grande passo do hospital foi a criação da sala de acolhimento para as gestantes e, finalmente, estamos oferecendo um ambiente humano para as mulheres que aguardam atendimento obstétrico” disse.

Pronto Socorro

O Pronto Socorro do hospital também foi beneficiado com melhorias e está mais estruturado. A ala Azul, por exemplo, que é a de casos não urgentes, recebeu mais poltronas para oferecer mais comodidade aos pacientes e a ala Amarela, destinada a casos urgentes, passou a ter enfermarias separadas para homens e mulheres. Já a ala Vermelha, que é a dos casos mais graves, foi agraciada com leitos de manuseio elétrico.

“As alas tinham alguns problemas, tanto estruturais, como de fluxo, e fizemos uma readequação nessas áreas. Na ala amarela, por exemplo, só tinha uma enfermaria e os pacientes do sexo masculino e feminino ficavam em um mesmo local e isso não pode. Sendo assim, fizemos a separação e colocamos cinco leitos de observação para homens e cinco para mulheres. Como o hospital está melhor estruturado, estamos conseguindo segurar em Socorro casos que antes eram encaminhados para o Huse (Hospital de Urgência de Sergipe). Com certeza, estamos dando uma retaguarda muito maior ao Huse”, afirma Auxiliadora. O Hospital de Socorro realiza por mês, em média, de oito a 10 mil atendimentos.

E pensando na segurança dos pacientes, ainda no Pronto Socorro, foi instalada uma sala de isolamento para aqueles pacientes que estão com suspeita de doenças infecciosas e transmissíveis, a exemplo de tuberculose e meningite. “Fizemos uma reorganização, e implantamos a sala de isolamento no Pronto Socorro adequada e equipada, garantindo assim a segurança da saúde dos demais pacientes. Todas essas melhorias foram feitas com o apoio do secretário Almeida Lima e os serviços da unidade estão andando por causa de medidas tomadas por ele. O Hospital de Socorro se organizou completamente e está resolvendo, com atendimento humanizado, o que é da sua capacidade”, declara a superintendente do hospital.

Atendimento

As melhorias que foram feitas no hospital refletem, consequentemente, na qualidade do atendimento à população e o pedreiro João dos Santos conta que as mudanças são, de fato, perceptíveis. “Sempre que preciso venho ao hospital e vejo o quanto o atendimento melhorou. Hoje, temos uma assistência mais rápida e digna. Esperávamos por isso há muito tempo”, disse.

Fonte e foto SES