03/11/17 - 13:49:24

Prefeito realiza o lançamento oficial do 34º Festival de Artes de São Cristóvão

O prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana, convida a Imprensa Sergipana para o café da manhã de lançamento oficial do 34º Festival de Artes de São Cristóvão (FASC), que acontecerá entre os dias 1º e 3 de dezembro. O evento será na próxima terça-feira, 07, a partir das 8h, no Centro Administrativo, localizado na praça São Francisco. Na ocasião será apresentada a programação nacional e local, contendo todos os detalhes da retomada do evento cultural mais importante do estado e também será anunciado o edital de participação artística.

Criado na década de 70, o FASC foi elaborado nos corredores da Universidade Federal de Sergipe (UFS), que viu na expressão artísticas dos alunos o mote para desenvolver um evento que abrangesse dança, música e teatro, contemplando questões ligadas ao desenvolvimento intelectual da universidade. “Por ter vivido todo esse momento do FASC em seus tempos áureos, encaramos esse retorno como uma obrigação para com a população de nossa cidade, e com o cenário cultural de nosso estado. O festival não se trata apenas de um momento com música, mas sim um movimento cultural que consolidou diversos aspectos culturais de Sergipe. Depois de 12 anos retomamos essa tradição com a perspectiva de que continuemos pelos próximos anos, sempre aumentando nosso campo de atuação”, enfatizou Marcos Santana.

O prefeito explicou que o FASC será realizado a partir de emendas federais, oriundas dos deputados federais Fábio Reis e João Daniel, além de apoio de verbas da iniciativa privada e de empresários que entendem a importância do evento. “São emendas federais do turismo e da cultura que servirão para pagar parte da estrutura física e parte dos artistas nacionais. Além destas verbas, há três meses, a Prefeitura de São Cristóvão, através de nosso trabalho em campo, vem visitando empresários sergipanos e mostrando a importância do FASC para nosso estado, enquanto evento sociocultural. Entendemos se tratar de um momento de recessão, de crise, porém, as pessoas estão colaborando com nosso evento da forma que podem. Desta forma é preciso enfatizar os apoios da: Maratá, Fecomércio, Ferreira Costa, Caixa Econômica Federal, Banese, Jaguar, Vitória Transporte e Governo de Sergipe”, informou.

Segundo a secretária municipal de governo, Paola Santana, a ideia inicial era de que esta retomada do FASC fosse algo de pequeno porte, porém, a festa ganhou proporções grandes. “A própria população está nos procurando para fazer parte do FASC. Os artistas estão querendo participar do festival, a UFS abraçou outra vez o festival e está direcionando seus cursos em prol do nosso evento, seja através de oficinas, seminários, encontros, preenchendo a programação cultural a partir de seus professores e alunos. Estamos revivendo aquela áurea de apoio da UFS para a confecção do evento. Quando começamos a pensar o FASC sentimos esse carinho da população e da sociedade sergipana em outra vez fazer essa festa acontecer. O FASC está sendo feito através do trabalho voluntariado de nossos servidores, nenhuma comissão está sendo paga para pensar e desenvolver as diretrizes do evento, tudo vem a partir da força de vontade de nossos apoiadores. Historicamente, a UFS era a responsável pelo FASC, e agora estamos dividindo esta produção com todo o corpo docente e discente da UFS, que entrará com oficinas e capacitações para o comércio sancristovense, além da formação cultural dos grupos de dança e teatro. A Hackathon Carmelita, por exemplo, será uma maratona que abrigará por 73 horas a população, servidores e técnicos da UFS para o desenvolvimento de aplicativos que tragam benefícios para a sociedade”, explicou Paola.

Atrações

O anúncio oficial com a programação completa será anunciado no café da manhã, porém, algumas atrações sergipanas já estão confirmadas: The Baggios, Grupo Imbuaça, Cia das Artes Tetê Nahas, Mamulengo de Cheiroso, Mestrinho, as orquestra: Sinfônica de Sergipe, Sanfônica e a da UFS. “Toda a programação será mostrada na terça-feira, durante a apresentação do FASC, onde contaremos os nomes nacionais e os sergipanos que farão parte do evento. O FASC não é apenas um festival de música, assim a programação de cortejos folclóricos, intervenções artísticas, dança, teatro também será conhecida na próxima semana. Vamos anunciar oficialmente também nossos cinco editais, entre estes o de credenciamento dos artistas para a contratação dos artistas locais e que servirá de base para as contratações para nossos próximos eventos. Estaremos apresentando com o FASC todos os detalhes da contratação dos casting artístico por parte da Prefeitura de São Cristóvão para o ano inteiro”, pontuou.

A programação intelectual do evento já acontecerá no mês de novembro com alguns eventos programados para pensar a receptividade do público dentro da cidade. “Estaremos formalizando algumas oficinas, através da UFS e da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho, onde iremos enfatizar questões que tragam formação e ao mesmo tempo preparem nossa população para receber melhor os turistas que virão para São Cristóvão, não apenas nos dias do FASC”, explicou Paola.

Outro detalhe que melhor será abordado na terça-feira será o Salão de Literatura, que acontecerá dentro da Biblioteca Lourival Baptista. Durante os três dias de evento, o Salão de Literatura José Augusto Garcez abrirá as portas de São Cristóvão para os escritores sergipanos. O local será coordenado pela Fundação de Cultura e Turismo João Bebe-Água, e reunirá oficinas de poesia, literatura infantil e cordel.

Ocupação de áreas públicas

Os editais de ocupação pública para quem deseja participar do FASC comercializando bebida e comida também serão apresentados durante o café da manhã. “Todos os detalhes sobre a feira de artesanato e gastronomia, incluindo a parte de bebida, serão apresentado durante o evento de terça”, finalizou Paola.

Pensar São Cristóvão

No dia 30 de novembro, antecedendo a programação do FASC, a UFS realizará o Fórum Pensar São Cristóvão, espaço dedicado a uma análise da arte produzida na cidade e no estado, com o intuito de reunir artistas e a sociedade para uma conversa aberta sobre as produções locais.

Fonte e foto assessoria