08/11/17 - 00:01:27

A CONCEPÇÃO DO NOVO

DIÓGENES BRAYNERplenario@faxaju.com.br

Dezembro está próximo. De hoje a 22 dias apenas. Teoricamente será o mês das decisões para formação de chapas majoritárias e passos determinantes de candidaturas importantes para o pleito de 2018. O clima é de silêncio fúnebre, mesmo que as bases se mostrem agitas internamente. Vários contatos e algumas conclusões precipitadas estão ocorrendo, que dão para provocar sensações de agonia.

O campo político está saturado. Dúvidas intensas no ar e até um quê de desânimo, como se as eleições estivessem sob ameaça. As pesquisas que estão sendo realizadas, mesmo para avaliação interna e com ampla distancia da data do pleito, mostram com clareza que a sociedade ainda repensa sua participação com eleitora. O número de pessoas que está desinteressado no processo eleitoral é o dobro daqueles que opinam por determinada candidatura.

A população se mostra bem descrente com a política e com os políticos. Não há nome novo nas praças em todos os Estados do País. Sergipe continua intacto com os de sempre, enquanto a vontade de renovação é imensa. O novo não é aquele que já esteve no cenário, saiu porque foi derrotado e agora quer voltar. Não é por aí. Também não precisa ser jovem. A diferença cronológica não define ideias.

Precisa-se, aí sim, de alguém que no mínimo esteja decepcionado, envergonhado e angustiado com essa repetição de vícios na política e que se revele disposto a reformular um modelo absolutamente desgastado e corrompido por práticas que devem ser extintas, para surgimento e ampliação de um projeto que vise mudanças reais numa sociedade também contaminada pelos maus políticos.

Em 2018 a expectativa é de que o eleitorado faça melhor escolha de seus representantes e retire de circulação quem mantém a mesma prática do servilismo eventual, para adquirir conivência e continuar trabalhando ao redor dos cofres públicos.

PESQUISA MAIS RECENTE

Pesquisa estimulada do Instituto Padrão, feita na quarta, quinta e sexta-feira da semana passada, para governador, revela que Belivaldo Chagas está crescendo.

A avaliação foi feita considerando disputa com Eduardo Amorim e André Moura.

OS NÚMEROS FINAIS

O cenário entre senador Amorim e Belivaldo Chagas aproxima do empate: Amorim teria 24,2% das intenções de voto e Belivaldo chegaria a 20,7%.

Chama atenção o percentual de inválidos: 46,4%.

CENÁRIO COM ANDRÉ

Na disputa pelo Governo com o deputado federal André Moura, o cenário se inverteria: Belivaldo Chagas aparece com 23,9% e André com 13,4%.

Nesse caso, aumenta o número dos votos inválidos: 51,9%.

ENCONTRO EM BRASÍLIA

O governador Jackson Barreto (PMDB) já está em Brasília e daqui a pouco terá agenda com o deputado federal André Moura (PSC), no gabinete da liderança.

Conversam sobre a liberação do empréstimo para Sergipe.

JUNTOS VÃO A TEMER

Por volta das 17 horas, Jackson Barreto e André Moura têm audiência com o presidente Michel Temer, no Planalto, para tratar da liberação de recurso.

O ex-deputado Sérgio Reis ajudou para realização do encontro.

JACKSON FAZ REFLEXÃO

Desde a reunião de 7 de outubro, em casa de Luis Mitidieri, que o governador Jackson Barreto (PMDB) já se mostrava reflexivo sobre sua candidatura ao Senado.

Atualmente JB pensa na administração estadual… E só!

O QUE PENSA ALIADO

Um dos mais próximos aliados de Jackson Barreto, que o conhece há anos, diz que Jackson não pensa em eleger-se ao Senado e perder para Governo.

Prefere ficar e garantir a vitória de Belivaldo.

REUNIÃO MUITO BOA

Durante reunião do PT, realizada na noite de segunda-feira, em casa de Rogério Carvalho, a palavra de ordem foi: “Belivaldo é o candidato ao Governo”.

Rogério é o nome do partido para o Senado.

TOTALMENTE CORRETO

Belivaldo Chagas disse ontem que Rogério tem sido “extremamente” correto para levar adiante esse projeto, assim como todos os demais membros do partido.

Decidiu-se que todos os atos do PT Chagas estará presente.

AUSÊNCIA DE ANA LÚCIA

A deputada Ana Lúcia (PT) não compareceu. A sua tendência, Articulação de Esquerda, não apoia candidato indicado pelo Governo. Mas Belivaldo não esqueceu dela:

– Fui deputado ao lado de Ana Lúcia e vária vezes votei seguindo sua orientação.

ELIANE AQUINO? AUSENTE!

A vice-prefeita Eliane Aquino (PT) também esteve ausente. Mas telefonou a Belivaldo e justificou. Estava viajando e não poderia comparecer.

Marcio Macedo tinha reunião com Lula no mesmo horário.

NOTÍCIA COM BOAS DIGITAIS

PCS&Cia só vai se pronunciar sobre chapa majoritária dependendo da decisão de André Moura sobre candidatura. Vai esperar até que isso aconteça.

Detalhe: André será candidato majoritário. Isso está bem definido

TEM OS OLHOS NO GOVERNO

Aliados muito próximos a André Moura são unânimes ao informar que ele agora fixa seu projeto político na disputa pelo Governo do Estado.

O PSC&Cia lhe dá total respaldo para isso.

FABIO COM LUPY E CIRO

Fábio Henrique (PDT) reuniu-se ontem com o presidente nacional do partido, Carlos Lupy, e com o pré-presidenciável Ciro Gomes. Algumas definições importantes;

Ciro é candidato a presidente sem recuo, com ou sem Lula na disputa.

SÓ TEM UMA EXIGÊNCIA

Segundo Fábio, o PDT está autorizado a fazer aliança com qualquer partido nos Estados, “a única exigência é que o PDT faça o palanque de Ciro”.

Isso independe do candidato a presidente da sigla que apoiar a governador.

PRIORIDADE EM SERGIPE

Ficou decidido na reunião que em Sergipe a prioridade do PDT é a eleição do secretário de Turismo, Fábio Henrique, a deputado federal.

– Esse fato vai pesar muito na hora de definirmos as composições, disse.

LADRÕES NA 13 DE JULHO

Uma quadrilha atua no bairro 13 de Julho assaltando lojas e levando mercadorias. Um deles quebrou a vidraça de uma delas, mas encontrou uma grade forte por trás.

Um policial identificou um deles: Esse já foi preso oito vezes e solto horas depois.

VIOLÊNCIA PASSA POR ISSO

Sem querer justificar os números da violência em Sergipe, é certo que ela passa por esse problema de libertar bandidos imediatamente, principalmente quando são menores.

Ou, o que parece pior, por não ter vaga nas prisões.

Notas

Vaccari pega 24 anos – O TRF4 julgou ontem a apelação criminal interposta por João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, que recorreu na 3ª ação criminal em que foi condenado pelo juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba. A pena de Vaccari passou de 10 anos para 24 anos de prisão na Operação Lava Jato.

0x0

Flertar com a Venezuela – Paulo Hartung, governador do Espírito Santo, disse num evento em Vitória que alguns pré-candidatos ao Planalto podem levar o Brasil “a flertar com o que está sendo vivido na Venezuela”, registra o Estadão. Hartung, hoje no PMDB, chegou a ser cogitado a formar chapa com Joaquim Barbosa.

0x0

Setores da sociedade – Segundo Gerson Camarotti, apesar de Henrique Meirelles, dizer que governo não vai recuar da reforma da Previdência, o presidente Temer deixou claro a interlocutores que lavou as mãos e, agora, vê somente uma maneira de um texto ser aprovado no Congresso: se houver mobilização de setores da sociedade.

0x0

Preços caem no Natal – Os preços do varejo para o Natal devem cair 1,1%, em média, em relação ao ano passado. É a primeira vez que a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) prevê deflação para o período desde o início do levantamento feito pela entidade, em 2009.

0x0

Ciranda da propina – A Polícia Federal (PF) deflagrou ontem, na Bahia, uma operação para afastar os prefeitos de três municípios do Estado, por fraude em licitações. Os prefeitos de Porto Seguro, Eunápolis e Santa Cruz Cabrália, segundo as investigações, se revezavam em uma “ciranda da propina”.

0x0

Job contava dinheiro – Em depoimento à Polícia Federal, o assessor Job Ribeiro disse que contava dinheiro na casa da mãe de Geddel Vieira. Job trabalhou com o deputado Lúcio Vieira Lima e teve as digitais encontradas nas cédulas dos R$ 51 milhões que a polícia descobriu em um apartamento atribuído ao ex-ministro.

Conversando

Décimo terceiro – O pagamento do décimo terceiro via participação do Banese não prejudica o servidor público. Ele recebe integral e o Governo paga o empréstimo.

Em total silêncio – A oposição está em silêncio sobre a formação da chapa majoritária, mas não deixam de tratar do assunto em suas reuniões mais esporádicas.

Pelo desembarque – Senador Eduardo Amorim é um dos tucanos que defende o desembarque do Governo e acompanha o seu colega Tasso Jereissati.

Adota medidas – André Moura (PSC) já está adotando medidas judiciais para interpelar o empresário Lúcio Funaro que o acusou de envolvimento com o Lava Jato.

Plantio de Uva – Canindé do São Francisco está começando a fazer plantio de uva para experimento e fabricação de vinho, como acontece em Petrolina.

Novembro azul – Senador Valadares falou do Novembro Azul. Lembrou que era autor da lei que inseriu a prevenção do câncer de próstata entre as ações básicas do SUS.

Fica difícil – Prefeituras de Sergipe estão sem condições de pagar o 13º Salário dos servidores e não vêem perspectivas de melhoria no FPM.

Sargento Edgard – A imprensa brasileira critica os EUA pela liberação de armas, mas não leva em conta, que no Brasil ocorre 10 vezes mais homicídios do que lá.

Aracaju deserta – A violência tem tornado as ruas de Aracaju desertas. Alguns bares e restaurantes antes bem freqüentados à noite estão fechando.