14/11/17 - 08:47:17

“O maior problema de mobilidade urbana no país é a violência no transito”, afirma Nazareno

Dentre um vasto conteúdo exposto no Curso de Mobilidade Urbana Sustentável e Inclusão Social realizado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Sergipe (CAU/SE), no último dia 07, o destaque foi o Plano de Mobilidade Urbana com novas ideias para cidades melhores, mais justas e sustentáveis. O evento aconteceu no Go Inn Hotel Aracaju e foi um sucesso.

A convite do CAU/SE, o urbanista, especialista e pesquisador em Mobilidade Urbana do Movimento Nacional pelo Direito ao Transporte Público de Qualidade para Todos (MDT), de Brasília, Nazareno Stanislau Affonso, veio a Aracaju ministrar o curso que teve como objetivo propagar os direitos contidos na Lei de Mobilidade Urbana (Lei Nº 12.587/2012).

“Trazer reflexões e sensibilizar a sociedade a perceber seus direitos. É justo e possível termos outros modelos de mobilidade urbana. O maior desastre da mobilidade urbana no Brasil é a violência no trânsito. Nós matamos mais de 40 mil pessoas por ano. Deixamos portadores de deficiência no país, mais de 150 mil indivíduos. Isso é assustador. A proposta é massificar novas ideias de melhorias na mobilidade urbana nacional e consequentemente emponderar  a sociedade sobre seus direitos”, declarou.

No curso houve dois momentos: o primeiro a teoria, dados, modelos de cidades e formas de planejamentos e o segundo a dinâmica em grupo, no qual resultou-se em Planos de Mobilidade Urbana com novas propostas e soluções para uma cidade justa e mais adequada.

De acordo com o arquiteto e urbanista recém-formado, Luan Carôzo Barros, é preciso tratar do tema “Mobilidade Urbana” conhecendo, explorando e vivendo nossas  cidades. “Acho essencial o arquiteto perceber as problemáticas para planejar adequadamente nossas vias, praças públicas, calçadas eficientes para exercermos o direito de ir e vir sem empecilhos”, ressaltou.

Carôzo disse ainda que o Curso de Mobilidade Urbana superou suas expetativas. “Gosto dessa proposta do CAU/SE de não ser um órgão apenas fiscalizador, mas de agregar valor e conhecimento ao profissional, trazendo um profissional tão experiente em Mobilidade Urbana e despertar ideias novas ao nosso trabalho e assim sermos profissionais da arquitetura cada vez melhores e mais capacitados para a atuar em nosso mercado de trabalho”, refletiu.

Por fim, a presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Sergipe (CAU/SE), Ana Maria Farias enfatizou que foi um dia intenso e proveitoso sobre um tema que afeta o mundo. “Esse curso tem o papel de formar multiplicadores. Nossa função principal é apoiar o arquiteto e urbanista e nós como conselho e profissionais, juntos pensarmos as cidades e que soluções podemos oferecer às suas problemáticas, além de abrir caminhos para possibilidades de novas frentes de trabalho para o arquiteto”.

Ao final do curso, foi simulada uma campanha para prefeito com votação, na qual se defendia os Planos de Mobilidade Urbana apresentados pelas equipes e seus respectivos candidatos.

Foto: Tíffany Tavares

Por: Tíffany Tavares