15/11/17 - 00:01:37

É NO BALANÇAR DA CARRUAGEM

DIÓGENES BRAYNERplenario@faxaju.com.br

O ex-governador Marcelo Déda (PT), quando atuava para desfazer esperneios em seu grupo político, costumava citar uma frase simples e popular, mas que abrandava o clima: “é no balançar da carruagem que as abóboras se acomodam”. Isso foi dito sempre e realmente os impasses iam se ajeitando e seguiam o projeto de Governo sem querelas. Há, na atual administração, quem esteja sugerindo essa “acomodação de abóboras”.

Numa conversa demorada com um parlamentar integrante da base aliada, ficou a nítida impressão que o governador Jackson Barreto precisa dar uma sacudidela na equipe e nos deputados que o acompanham, para que não esqueçam de atuar sempre ao redor do Governo nas condições mais diversas. Claro que se entende o período pré-eleitoral, “mas não dá para por em prática um projeto de caráter apenas pessoal”.

O deputado percebe que nisso a oposição está se saindo bem: “muito bem”, insistiu.

Lamentou que nas rede sociais – onde se podem falar coisas sérias e se criar aberrações – não há pessoas do grupo governista bem preparadas para o debate. Ninguém vai às rádios, portais e jornais defender o Governo, enquanto a oposição diariamente encontra espaço para críticas contundentes e até debochadas em relação à administração.

– A impressão que se passa é que estamos em fim de festa, onde parte dos aliados só aparece nos momentos em que precisa se sair bem, disse. O parlamentar acha que a bancada não tem que estar solidária apenas nas horas de votação dos projetos, mas também na defesa da estrutura política e do próprio governador, como aconteceu em Governos anteriores.

E, com poucas palavras, defendeu mudanças urgentes de alguns auxiliares de primeiro e segundo escalões, que “já deram o que tinham que dar”. Conclui que o “a equipe precisa de um sacolejo e que JB venha às ruas mesmo em momento de crise”. Se isso não acontecer, se não retomar o ânimo da provável candidatura ao Senado, “a vaca pode ir para o brejo e morrer de inanição.”

O AFASTAMENTO FOI CORRETO

Não havia outra solução senão afastar o comandante do policiamento de Aparecida, por ter dado “ordem de prisão” a um cavalo.

Ele não soube distinguir um animal de um bandido.

UM ERRO CRASSO E GROSSEIRO

Consultado pela coluna, o jurista Evânio Moura disse que a prisão do cavalo foi “um erro crasso, hilário e lamentável porque expôs Sergipe”.

– Principalmente quando a prisão é autorizada por um cidadão concursado.

VOLTA-SE À IDADE DA PEDRA

Evânio ensina que isso era permitido na idade da pedra, nos idos do século XV, quando o Poder permitia que se condenassem animais à fogueira.

Realmente, um cavalo ser preso porque deu um coice num veículo, é insano.

CAVALO CRIA ANIMOSIDADE

Nota da Adepol, apoiando afastamento do coronel do Comando da Policia de Aparecida, lembrando que a decisão seria de um delegado, assanhou policiais militares.

Capitão Samuel cobrou presença de um delegado no momento.

CORONEL EM DEFESA DO PM

Já o coronel Rocha, candidato a deputado federal, classificou de absurda a decisão da SSP em afastar o comandante da PM da cidade de Aparecida.

– Gostaria de ver tamanha agilidade para ativar delegacias plantonistas no interior.

VALADARES E CONCEITO DO NOVO

Veja a teoria do senador Valadares: “o povo sempre está atrás do novo, de novo projeto, de novo programa, mas não repudia os mais velhos que surjam com novas ideias”.

– Essas novas ideias tiram o povo do sufoco e da decepção em que vive.

TEORIA DEMONSTRA CANDIDATURA

O conceito sobre o novo do senador Valadares é absolutamente correto e, fora disso, mostra que ele está bem disposto a disputar o Senado ou… O Governo.

Fica a dica sobre a teoria e a prática…

SUKITA VAI ESCOLHER SIGLA

Dentro dos próximos 15 dias, o ex-prefeito Manuel Messias Sukita define a nova sigla que vai se acomodar com o seu grupo, pela qual disputará a Câmara Federal.

Já esqueceu completamente o Podemos

TRÊS PARTIDOS PARA OPÇÃO

Sukita diz que tem três legendas que estão à sua espera para filiação: PPS, PHS e PTB. Ele tem preferência pelo PPS que “tecnicamente é um partido bom”.

Mas lembra que o PHS também é uma legenda forte.

AUGUSTO NÃO VÊ PROBLEMA

Augusto Bezerra (PHS) não vê problema na filiação de Sukita e diz que ele será bem recebido. Augusto vai conversar com Alex Carvalho que ameaça deixar o PHS.

– Mas tudo isso será resolvido com a direção nacional, disse.

ROBSON DÁ TEMPO À TROCA

O deputado Robson Viana, defenestrado da presidência do PHS, vai tomar uma posição e não permanecerá mais no partido. Isso está decidido.

Deixará tudo para mais à frente. Talvez em março.

NÃO GOSTARAM DA NOTA

Setores do Governo, principalmente da área de Segurança, não gostaram da nota que a Polícia Militar divulgou com elogios exagerados ao coronel que prendeu o cavalo.

A prisão de um animal desfez todo mérito do trabalho realizado por ele.

PERILLO CANCELA VISITA

No final da tarde de ontem o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), cancelou a visita que faria hoje a Aracaju e em seguida a Maceió.

Candidato a presidente nacional do partido, ele viria à cata de votos.

PROBLEMA NA AGENDA

Segundo o presidente regional do PSDB, Eduardo Amorim, a razão do cancelamento se deu por problemas na agenda em Maceió, por causa da feriado.

Marconi Perillo marcará nova data para a visita.

MOMENTO IMPORTANTE

Eduardo Amorim admite que o PSDB viva hoje o segundo momento mais importante desde a sua criação. O primeiro, na dissidência com o PMDB e sua fundação.

Agora, a eleição de novo presidente, depois de reconhecer equívocos.

SEM PROBLEMA COM ANDRÉ

Amorim diz que a saída do PSDB do Governo Temer não muda em nada a sua aliança com André Moura (PSC), que é líder do presidente no Congresso Nacional.

Lembra que em nenhum momento André lhe fez ponderações no Senado.

JAMAIS SERÁ CONCORRENTE

O senador Eduardo Amorim deixou bem claro que jamais será concorrente de André nas eleições de 2018, “nem ao Senado e nem ao Governo do Estado”.

– Estamos bem afinados dentro do bloco e nas decisões para o pleito, disse.

EM SERGIPE O RIO DEFINHA

O rio São Francisco continua definhando no percurso entre Sergipe e Alagoas. Xingó está liberando apenas 500m3 de água, que chega à foz com 300m3.

O que está ocorrendo em Minas não chegará nesse percurso.

BOM RECESSO BRANCO

Deputados e senadores estiveram sessões no Congresso na quinta-feira passada e agora só retornam ao trabalho na próxima terça-feira.

Sem perder um único centavo, além dos privilégios.

Notas

Supremo inviabilizado – Segundo informa Poder360, o ministro Marco Aurélio Mello afirmou ontem que o Supremo Tribunal Federal (STF) “está inviabilizado”. A declaração foi feita no contexto da discussão de uma questão de ordem que pode limitar o foro privilegiado de autoridades na Corte.

0x0

Picciani será investigado – A Operação Cadeia Velha, que tem como alvo o deputado Jorge Picciani, é fruto das operações Saqueador, Calicute, Eficiência, Quinto do Ouro e Ponto Final. Picciani será investigado por corrupção, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Ele já está na Polícia Federal.

0x0

Parlamentares de folga – Em semana de feriado da Proclamação da República, que se celebra nesta quarta-feira, a maioria dos senadores decidiu seguir a opção dos colegas deputados e, como acontecerá na Câmara, não será realizada qualquer tipo de deliberação no Senado, seja em plenário ou em comissões.

0x0

Revolta nas redes – Segundo ‘O Implicante’, Geddel Vieira Lima causou revolta nas redes sociais por causa de uma imagem que mostrava mais de R$ 50 milhões escondidos num apartamento em Salvador. Segundo a Polícia Federal, o imóvel seria utilizado pelo ex-ministro dos governos Lula e Temer.

0x0

Mendonça e Centrão – Ainda na entrevista exclusiva a O Antagonista, o ministro da Educação, Mendonça Filho, sugere que tudo o que o Centrão disser sobre a reforma da Previdência não seja levado a sério. “O Centrão é muito menor do que se imagina. Não dá para comprar o que eles vendem.”

0x0

Meio dissimulado – O procurador Carlos Alberto Gomes de Aguiar contou que o MPF pediu a prisão preventiva de Jacob Barata Filho porque o empresário continuou pagando propina, após a Lava Jato. “Empresários seguiram pagando propina. Mudaram o formato. Antes era com pagamento em espécie, agora por meio dissimulado.”

Conversando

Dose cavalar – Foi uma dose ‘cavalar’ de ignorância a prisão do tal cavalo preso em Aparecida. Por culpa de atos assim, Sergipe entra no lado jocoso da informação.

Sem contribuição – Os sindicatos estão em polvorosa com a decisão do Governo de não retornar com a obrigatoriedade da contribuição sindical.

Aumento de preço – Aumento constante de combustível irrita a sociedade. O litro da gasolina pode chegar a R$ 5,00 até final de dezembro.

De cara nova – Pode acontecer alguma mudança na equipe de Governo até o mesmo de dezembro, para que se comece o ano de cara nova.

Sem sentimento – A vereadora Emília Corrêa alerta que o sentimento patriótico está em extinção no Brasil. O momento político leva a isso.

JB se mobiliza – O governador Jackson Barreto (PMDB) está levando e inaugurando obras em cidades do interior do Estado. JB se mobiliza…

Reunião do Parlasul – Senador Valadares participou de mais uma reunião do Parlasul, em Montevidéu, e já está de retorno a Sergipe.

Plenário Abrahão – A Câmara Municipal de Aracaju oficializou ontem o nome do plenário da Casa como sendo “Vereador Abrahão Crispim”.

Trilha difícil – Estamos seguindo uma trilha difícil, sem retorno, onde há necessidade de um estudo profundo para que se salvem pelo menos os bons.