22/11/17 - 15:37:48

Almeida visita obras do Huse e conversa com usuários e servidores sobre atendimento

Acolhimento da gestão presente com o usuário. Foi o que aconteceu no final da tarde da última terça-feira, 21, durante a visita do secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima, ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). Na ocasião, o secretário visitou as obras que estão sendo realizadas para melhorar a rotatividade de leitos e consequentemente o fluxo de usuários, conversou com pacientes, acompanhantes e profissionais nos setores por onde passou.

Foi uma visita calorosa, assim como o abraço que foi dado pela atendente de enfermagem Ana Lúcia de Oliveira, 68, que está com o sobrinho internado na enfermaria 100, aguardando que o Hospital Cirurgia oferte vaga para que o procedimento seja realizado. Mesmo diante da situação em que o seu familiar se encontra, Ana Lúcia não perdeu tempo e foi abraçar e conversar com o secretário que escutou com atenção as queixas e os elogios da acompanhante.

“Esse abraço é porque acompanho a trajetória dele desde 1973, quando ele ainda fazia o curso de Advocacia. Gosto demais dele e do governador, acredito na capacidade deles para fazer o melhor para Sergipe. Fiquei tão feliz quando ele foi escolhido para ser secretário da Saúde, aí eu disse, é agora que a saúde vai pra frente, pois ele é um homem de caráter e de personalidade. Estou com o meu sobrinho internado que sofreu um acidente de trabalho e está aguardando que a empresa se posicione. Aqui no Huse está tudo certinho com ele, o tratamento muito bom, mas, a gente quer que a empresa preste a ajuda necessária para ele realizar o procedimento no Hospital Cirurgia ou em outro hospital”, explicou.

O paciente Antônio Carlos da Mota, 29, está há seis meses internado e aguarda o posicionamento do Hospital Cirurgia para um procedimento na coluna, já que apenas o hospital é habilitado para este tipo de cirurgia. Ele ressalta que gostou da fala do secretário e da visita pessoalmente para ver a situação de muitos que também aguardam cirurgias. “Seis meses internados aguardando uma cirurgia de coluna no Hospital de Cirurgia, eu moro no município de Itabaiana. Tenho toda a assistência aqui no hospital e a visita do secretário foi muito boa, porque ele veio ver de perto a situação de muitos que estão aqui e tenho certeza que vai se empenhar para resolver, principalmente dos que necessitam do Hospital Cirurgia”, disse.

Nos corredores do Huse, Almeida Lima conversou com funcionários sobre a questão da superlotação e explicou o que a gestão está fazendo para acabar com esse problema. Falou sobre o acolhimento que está sendo feito como a criação do Centro de Nefrologia para ampliar o número de leitos de hemodiálise, os equipamentos na Oncologia funcionando com novos tomógrafos, braquiterapia e radioterapia. Destacou também que em dezembro, o novo aparelho de radioterapia atenderá os pacientes a contento e que o hospital está sendo acolhido.

“Deu para sentir o reflexo do que representa o Huse com o fechamento de hospitais suporte como o  Cirurgia e tantos outros serviços. O acúmulo de pessoas, de pacientes impacientes e com toda a razão, pois precisam que suas cirurgias sejam realizadas. O Huse tem sido a solução, mas, é lamentável que isso esteja acontecendo. Mas, estamos fazendo o possível para manter os pacientes vivos e estabilizados enquanto aguardam vagas nos outros hospitais para onde devem ser transferidos”, pontuou Almeida Lima.

O secretário destacou também o avanço das obras que estão sendo realizadas no Huse. “As obras nós estamos dando andamento e está extremamente avançado o trabalho aqui do Huse, o que é bom porque podemos responder de forma positiva à população que precisa deste hospital”, enfatizou.

Acompanhado pelo superintendente e gestores do Huse, engenheiros, arquitetos e gestores da SES e FHS, o secretário Almeida Lima visitou também o Centro Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (CEADI), local que servirá para abrigar as novas instalações do Serviço de Arquivamento Médico e Estatística (SAME), além do Ambulatório de Retorno.

“No CEADI, já começa a ser visualizada as instalações no novo SAME e todo o setor de arquivo para que o espaço que atualmente funciona no Huse seja ocupado com o ambulatório da Oncologia que já está apertado e vai dar mais ambiência aos pacientes, acompanhantes e funcionários. O espaço do SAME já está insalubre e, vindo para o CEADI, haverá uma melhor condição de trabalho para todos”, concluiu o superintendente do Huse, Luís Eduardo Correia.

Foto assessoria