22/11/17 - 05:00:50

DIRETORIA ELEITA PARA DIRIGIR O SINDIFISCO NA GESTÃO 2018/2012

Por Déa Jacobina

Encerrada as eleições para a Diretoria do Sindicato do Fisco de Sergipe (Sindifisco), a Chapa 1 ‘A luta continua’ obteve 93,63% dos votos válidos. Acompanhado de mesários e membros da diretoria-eleita, o presidente-reeleito do Sindifisco, Paulo Pedroza festeja o resultado do pleito, destaca os desafios da próxima gestão e reafirma disposição para a luta sindical.

Paulo Pedroza considerou o resultado da votação significativo. “Consideramos uma eleição satisfatória o que anima e credencia a futura gestão do Sindifisco. A própria composição da ‘chapa 1’ já demostrou maturidade, assim como aconteceu nas eleições de 2014: as lideranças do Fisco decidiram se unir e fortalecer os interesses comuns da categoria”, afirma Pedroza.

Futura gestão

“Estamos conscientes de que o ano de 2018 será de grandes dificuldades para o conjunto da classe trabalhadora. Do ponto de vista local, teremos de enfrentar a intransigência do governo estadual no atendimento às justas reivindicações dos servidores estaduais. E essas eleições sindicais consolidaram a disposição para a luta, tanto por parte da futura diretoria quanto por parte da categoria como um todo”, garante Pedroza.

Eleições transparentes

As eleições do Sindifisco começaram logo cedo, às 7h, e das cinco urnas utilizadas, a última mesa coletora de votos foi a disponibilizada na sede do Sindifisco. Candidatos da Chapa 1, mesários e vários outros auditores e auditoras acompanharam a apuração.

O Presidente da Comissão Eleitoral do Sindifisco, José Rafael Neves de Santana ressalta que mesmo sem concorrentes, “as eleições de chapa única seguiram o rito estatutário, com responsabilidade, transparência, democracia e zelo eleitoral. Entendemos que o resultado desse pleito confere à futura diretoria sindical uma representação ainda mais consolidada”, disse Rafael Neves.

Nova Diretoria e Novo Conselho Fiscal

A diretoria eleita do Sindifisco conta com Paulo Pedroza, Abílio Castanheira, Alberto Garcez; Zé Antônio; Djalma Freire; Márcio Santa Rosa; Ivan Oliveira; Abílio Castanheira; Rômulo Alcântara; Antônio Sampaio e José Dantas.

Seguindo a ordem da votação, para o Conselho Fiscal foram eleitos como conselheiros titulares, respectivamente, Alfredo Castanheira, Manoel Nogueira e José Luiz Nogueira de Sá. Já os eleitos conselheiros suplentes são, respectivamente, Rubenval Meneses Aragão e Manoel Raimundo Aquino de Andrade.