23/11/17 - 15:21:13

AÇÕES DA POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL APRESENTADAS NA AL

As ações da Polícia Rodoviária Federal em Sergipe e no país, foram destacadas em Sessão Especial realizada na manhã desta quinta-feira, 23 no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe pelo superintendente da PRF/SE, Carlos Alberto Xavier de Andrade e pelo chefe de Policiamento, inspetor Alessandro Queiroz de Souza. A propositura é de autoria do presidente da Alese, deputado Luciano Bispo (PMDB).

O inspetor Carlos Xavier, abordou desde como surgiu a Polícia Rodoviária Federal, as nomenclaturas que ela já recebeu, a estrutura da PRF. “Temos sede nacional, academia nacional onde são formados e capacitados os policiais. Em Sergipe, a estrutura da PRF é formada por uma superintendência, duas delegacias e cinco postos. Somos antes de tudo, educadores, visando proporcionar cada vez mais segurança aos nossos usuários”, informa acrescentando que atualmente atuam no estado, 150 policiais rodoviários federais.

Na oportunidade, o chefe Policiamento, Alessandro Queiroz de Souza apresentou a evolução história da PRF, lembrando o slogan usado presidente da República Washington Luís, na campanha de 1924 de que ‘governar é abrir estradas’.

“Em 1928, quando Washington Luis criou a polícia das estradas, nasceu oficialmente a PRF. Em 1935, foi criado o primeiro quadro de inspetor de tráfego; em 1945, houve a denominação Polícia Rodoviária Federal e em 1965, o Departamento Nacional de Estradas e Rodagens (DNER), mudou a nomenclatura para Patrulha Rodoviária Federal e os inspetores passaram a ser chamados de patrulheiros. Em 1988, a PRF foi incluída no artigo 144 da Constituição Federal e em 1991, a PRF foi desvinculada do DNER e aconteceu a subordinação ao Ministério da Justiça; em 1995, o PRF passou a fazer ações de segurança pública e de combate ao crime; em 2013, foi inaugurado o complexo predial da PRF, que seria a nossa sede nacional em Brasília e em 2014, é inaugurada a nossa Academia de Polícia Rodoviária Federal, visando a capacitação de policiais por meio de cursos”, ressalta.

Competência

Queiroz de Souza acrescentou que a competência da PRF é a garantia da segurança com cidadania em rodovias federais em áreas de interesse da União. “Fazemos patrulhamento ostensivo, operações relacionadas com segurança pública, prevenção, salvamento de acidentes, além da realização de perícias em locais de acidentes, prevenção e repressão a crimes”, afirma.

Dados

Foi exibido um vídeo mostrando a fiscalização em mais de 70 mil quilômetros em rodovias federais. A PRF está presente em todos os estados brasileiros; somente em 2016, o trabalho evitou que mais de 200 toneladas de maconha e seis toneladas de cocaína chegassem nas mãos dos traficantes. Foram apreendidos mais de 300 milhões de maços de carros ilegais. Foram presas mais de 28 mil pessoas em todo o Brasil. E mesmo com a malha viária e frota de veículos aumentando, foram registradas sucessivas quedas no número de acidentes e mortes nas rodovias federais, gerando uma economia de 22 bilhões de reais.

Estratégias

Entre as estratégias da PRF, o destaques para a estatística confiável, inteligência forte, investimento em tecnologia, a exemplo do rádio digital, treinamento e operações a exemplo da Égide, no Rio de Janeiro visando combater a violência bloqueando a entrada de armas e Operação Sentinela, que trabalha nas fronteiras do Brasil, visando combater a entrada de drogas no país. “A obrigação nossa é combater todo o tipo de crime nas estradas federais”, completa o inspetor Queiroz de Souza.

Parlamentares

O presidente da Alese destacou a atribuição que os superintendentes  regionais da PRF têm de buscar emendas de bancada para melhorias nos estados. “Esse trabalho poderia ser feito pela superintendência em nível nacional e não os gestores regionais levarem os projetos aos gabinetes e lutarem pela liberação das emendas”, destaca lembrando que os policiais rodoviários federais estão com mais autonomia e não aceitando interferências e ingerências de terceiros.

“Também quero parabenizar pelo grande número de apreensão de drogas no país, o que para os agentes deve ser um trabalho difícil. E quero solicitar a intervenção da PRF junto ao Dnit, no trevo de acesso ao município de Itabaiana, pois estão havendo muitos conflitos de trânsito no local”, afirmou.

O superintendente se prontificou a fazer a ponte junto ao Dnit e utilizar o equipamento drone, visando fazer um mapeamento no trevo de acesso ao município de Itabaiana.

O deputado Zezinho Guimarães (PMDB) parabenizou a PRF e destacou a presença de caminhões gigantescos nas estradas, que estão destruindo e criando lombadas por conta do peso dos veículos. “Eu não vejo o controle disso nas rodovias federais no Estado e queria saber como está o controle”, diz.

“Nós já combatemos muito o exceço de peso e só contamos com a balança do Fisco, que fica em Nossa Senhora do Socorro, mas essa balança está danificada. Estamos num processo de parceria com a Secretaria da Fazenda, para recuperar essa balança, aferí-la e voltar a funcionar”, adianta Carlos Xavier.

O deputado Paulinho das Varzinhas também parabenizou o trabalho da PRF em Sergipe. “Cada dia que passa a gente vê o trabalho da PRF em Sergipe melhorar, principalmente nos feriados prolongados (visando a redução de acidentes), não apenas nos postos fiscais, mas na realização de blitzes, fazendo um trabalho diferenciado auxiliando a Secretaria de Segurança Pública, deixando a população mais tranquila”, ressalta.

Por Agência de Notícias Alese – #RedeAlese

Foto: Jadilson Simões