23/11/17 - 00:01:42

OS PARTIDOS PREFEREM FEDERAL

DIÓGENES BRAYNERplenario@faxaju.com.br

Os partidos sempre serviram de meio inicial para quem pretende entrar na política e disputar mandato. Nesse tempo de descrédito, dá para imaginar que se o eleitor não quer saber do político, imagina do partido ao qual ele pertence? As siglas perderam o sentido porque não simbolizam mais ideologias. Visam exclusivamente fundo partidário, que aumenta a cada deputado que elegem.

Apenas para dar um exemplo, o diretório regional de qualquer partido só é entregue a alguma liderança política, através de acordo para eleger pelo menos um deputado federal. Em Sergipe, por exemplo, o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, preferia que Mendonça Prado disputasse vaga na Câmara Federal que o Governo do Estado. Claro que está satisfeito, mas sua visão em termos de força partidária é outra.

O caso da mudança repentina no Diretório Regional do Partido Humanista da Solidariedade (PHS) teve esse viés. Valorizou um provável candidato a deputado federal e passou o trator por cima dos velhos filiados, que há anos “mexem a feijoada”. É que o emblemático ex-prefeito de Capela, Manoel Messias Sukita, viajou a Brasília, esteve com o presidente da sigla Eduardo Machado e mostrou condições de eleger-se deputado federal. Queria um partido para chamar de seu.

Obteve. Machado telefonou para o deputado Augusto Bezerra e consultou sobre a entrega do comando do PHS a Sukita. Augusto aceitou e se proclamou a unidade. Mas é certo que se o deputado não aceitasse, o partido seria entregue a Sukita de qualquer jeito. Membros da sigla em Sergipe estão contrariados e podem tomar outro rumo até março, como é o caso do também candidato a federal Agamenon Sobral.

Hoje Machado desembarca em Aracaju. Faz gracinha para a imprensa em um restaurante na Atalaia, e de lá seguirá para Capela ao lado de Sukita, onde fará reunião que “define futuro do partido nas eleições de 2018”.

JACKSON E EMPRÉSTIMO

Jackson Barreto esteve ontem no Tesouro Nacional para tratar sobre o empréstimo solicitado por Sergipe. Havia problema burocrático e de lá JB solucionou.

Saiu feliz: “graças a Deus eu estava aqui”, disse.

PENSA NA ADMINISTRAÇÃO

Durante o almoço com dois técnicos da Secretaria da Fazenda, Jackson Barreto disse que não está pensando neste momento nas eleições, mas na administração.

JB insiste que a hora não é esta.

APOIO TOTAL À LEGENDA

Atendendo ao pedido de velhos aliados, o governador Jackson Barreto (PMDB) tende a acompanhar Michel Temer e fortalecer a sua legenda e o Governo no País.

– Mas sem se deixar contaminar pelos excessos em relação ao povo.

NÃO SERÁ CONTRA ORIENTAÇÃO

Jackson Barreto e do mesmo partido que Michel Temer – o PMDB – e não será contra a orientação partidária, disse um dos seus auxiliares.

Entretanto, não vai interferir na decisão dos demais partidos.

ANDRÉ O NOME DO BLOCO

Anteriormente, o líder do Governo no Congresso, André Moura (PSC), poderia ter assumido a Secretaria do Governo, em lugar de Antônio Imbassahy (PSDB).

André recusou em razão de sua candidatura em 2018.

TEMER PEDE CONSULTA

A pedido de Temer, o deputado André Moura iniciou terça-feira consulta a líderes da base aliada para saber se aceitavam Imbassahy permanecer até dezembro.

A pesquisa não surtiu o efeito que o Planalto desejava.

APRESENTA-SE A FEDERAL

Para presidir o PHS, o ex-prefeito Manuel Messias Sukita se apresentou como o cara para disputar vaga na Câmara Federal e foi aceito pelo presidente Eduardo Machado.

Por telefone, Machado comunicou a Augusto Bezerra e ficou tudo certo.

ACENDE A LUZ AMARELA

Tem filiado do PHS que acha muito difícil uma convivência com o ex-prefeito Manuel Sukita, estando ele no comando da legenda em Sergipe.

Desta forma, acende-se a luz amarela dentro do PHS.

AGAMENON SOBRAL REAGE

O ex-vereador Agamenon Sobral, candidato a deputado federal pelo PHS, reclamou da forma como os Diretórios Nacionais, em Brasília, desmancham Diretórios Estaduais.

Agamenon pode deixar o partido até março.

PARA POUPAR COM ALUGUEIS

Capitão Samuel diz que vai propor que o Estado adeque os imóveis e deixe de gastar milhares de reais em aluguéis, onde funcionam órgãos públicos.

– A crise precise ser enfrentada, sugere.

ACONSELHA TOMAR ATITUDE

Samuel mostra imóvel onde funcionava posto de abastecimento do estado, que pertence ao DER. É imenso e abandonado. “E o estado gastando milhões em aluguéis”.

– Vamos cobrar atitude, convoca o deputado Samuel.

DENÚNCIA EM AUDIÊNCIA

Há denúncia, ainda não exposta, de que a empresa que faz a seleção de trabalhadores na termoelétrica na Barra dos Coqueiros, estaria exigindo R$ 1 mil para inscrições.

Além disso, pede documentos desnecessários.

FORMALIZAR DENÚNCIA

Durante audiência pública sobre o assunto, realizada ontem, deputados e entidade dos trabalhadores vão fazer denúncia ao Ministério Público do Trabalho (MPT).

Também prestarão queixa ao Tribunal Eleitoral.

PREFERÊNCIA PELO GOVERNO

A maioria absoluta de lideranças do PSB defende que o senador Valadares saia sozinho para o Governo do Estado nas próximas eleições.

Pessoal tem certeza de que se ele entrar provocará o segundo turno.

FAVORÁVEL À IDADE MÍNIMA

O deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) disse ontem que é favorável à idade mínima de 65 anos para homens e 60 para mulheres na reforma da Previdência.

– O restante, nesse momento, votarei contra, disse.

BELIVALDO RECEBE TÍTULO

O pré-candidato a governador, Belivaldo Chagas (PMDB), recebe hoje o título de Cidadão Gloriense, em sessão solene na Câmara de Vereadores do Glória.

Será à noite e terá a presença de lideranças da região.

ELDER ASSUMIU O MANDATO

O senador Elder Batalha de Góis assumiu ontem o mandato e já tem seu nome no placar. Ele também participou da reunião plenária.

O titular do mandato, Valadares (PSB), permaneceu no apartamento.

VAI FICAR EM BRASÍLIA

O senador Valadares vai passar alguns dias descansando em Brasília e depois virá a Aracaju. Só em janeiro é que se submete a uma cirurgia de hérnia.

No carnaval já pretende retornar às suas atividades política.

Notas

Congresso não aceita Marun – Planalto recua, cancela posse de Carlos Marun para Secretaria do Governo e mantém Imbassahy na Pasta. O presidente Temer havia anunciado o ex-aliado de Cunha para o cargo, mas a reação do Congresso foi grande pela relação de Marun com Eduardo Cunha.

0x0

Deu na Jovem Pan – Nomeado para a diretoria-executiva da Polícia Federal, Sandro Avelar tentou ser deputado federal pelo PMDB em 2014 e recebeu R$ 11,6 mil do comitê eleitoral de Michel Temer, então candidato a vice-presidente. Avelar foi indicado pelo novo diretor-geral da corporação, Fernando Segóvia.

0x0

Mantém teoria e prática – Segundo informa a revista Voto, o juiz federal Sérgio Moro defende o fim do foro privilegiado para magistrados. A declaração de Moro foi dada na manhã de ontem, em Curitiba, durante um evento sobre as maiores empresas do sul do país. Moro tem sido coerente entre a teoria e a prática.

0x0

PSDB não fecha questão – A Executiva Nacional do PSDB se reuniu ontem e definiu que apoiará a reforma da Previdência proposta pelo Governo, mas sem fechar questão. O presidente do partido, Alberto Goldman, afirmou que defende o texto original da reforma, “mas entende a necessidade de o governo fazer recuos”.

0x0

É bom ficar atento – Falhas banais como erros de dosagem ou de medicamento, uso incorreto de equipamentos e infecção hospitalar mataram 302.610 pessoas nos hospitais públicos e privados brasileiros em 2016. Foram, em média, 829 mortes por dia, uma a cada minuto e meio.

0x0

Fórum privilegiado – O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma hoje julgamento sobre alcance do foro privilegiado. Questionado sobre o tema, Michel Temer evitou opinar sobre o assunto em jantar na segunda-feira passada. Temer vive um momento que não dá sugestões favoráveis ou contra, para não desagradar a ninguém.

Conversando

Estilo tucano – O PSDB não está Governo e nem é oposição. “Muito pelo contrario”, ele se mantém na dúvida que sempre caracterizou o tucanato.

Vai a solenidades – Deputado Luis Garibaldi (PMDB) tem circulado nesse período de pré-campanha e está em todas as solenidades do Governo e do seu partido.

Reunião do PSD – A reunião do PSD será tão movimentada quanto à do PMDB, de apoio a Belivaldo Chagas. Terá mais de 400 lideranças do interior.

Sobre Precatórios – Tribunal de Justiça de Sergipe realiza I Encontro sobre Precatórios, com a participação de secretários de finanças dos municípios.

Tentam recursos – Alguns prefeitos de Sergipe continuam em Brasília tentando a liberação de recursos para seus municípios e procuram deputados.

Só os favoráveis – Em momento de tentativa de aprovação da Reforma da Previdência, a liberação de recursos só com a força de deputados que votam favoráveis.

Em pré-campanha – Os únicos pré-candidatos ao Governo que estão em pré-campanha são Belivaldo Chagas (PMDB) e Mendonça Prado (PPS).

Dano moral coletivo – Fiquem atentos: As lojas terão de pagar dano moral coletivo por falta de clareza em propaganda impressa.

Reconquistar respeito – A Justiça precisa reconquistar o respeito e credibilidade de toda a sociedade. Quem sabe começa com o retorno dos deputados da Alerj à cadeia.