23/11/17 - 13:21:19

PLATAFORMA DO FPE SERÁ AMPLIADA PARA NOVAS DELEGACIAS

Atualmente, o sistema de Procedimentos Policiais Eletrônicos (PPE) é utilizado em 22 delegacias da capital e Grande Aracaju

A Secretaria de Segurança Pública (SSP), juntamente com o Ministério da Justiça e a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) apresentam na manhã desta quinta-feira (23), detalhes sobre a inclusão de novas delegacias de polícia ao Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp), através da plataforma de Procedimentos Policiais Eletrônicos (PPE). Em Sergipe, o sistema foi implantado no mês de agosto em 22 delegacias de polícia da capital e região metropolitana. Nesse período, foram registradas mais de 2.500 ocorrências, uma média de 560 registros ao mês utilizando o PPE.

A plataforma PPE foi idealizada pelo Governo Federal e integra a do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais e sobre Drogas (Sinesp), que proporciona celeridade e modernização no trabalho executado pela Polícia Civil. Surgiu como uma solução de sistemas de informação e foi criado com o objetivo de contribuir com uma gestão mais eficiente dos recursos físicos e materiais disponíveis à Segurança Pública.

O policial civil do estado do Tocantins, Erival Melo, que trabalha junto a Sinesp para a implantação do sistema nos estados brasileiros, conta que um dos ganhos com essa nova ferramenta é a integração de um sistema robusto de infomações, compartilhadas entre unidades policiais de estados brasileiros, “O sistema possibilita fazer uma varredura de informações sobre posíveis ocorrências, ligada ao mesmo individuo, registrada no PPE para qualquer policial, preparado para utilizar o sistema. O que se colhe de informação no acesso ao procedimento, pode e deve ser colocada em inquérito, dessa forma facilitando o cuzar de informações e a localização de possíveis criminosos”.

A solução criada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp/MJSP) oferece por meio eletrônico os Boletins de Ocorrências e Procedimentos (TCO, BOC, IP, APF, AIAI e AAFAI), dando mais agilidade e eficiência na execução das atividades policiais, além de prover informações estatísticas dos crimes registrados.

Dentre as principais funcionalidades no Sistema destacam-se: o georreferenciamento das ocorrências com visualização do Street View do Google, integrações com bases externas, como o BNMP (Banco Nacional de Mandado de Prisão), Denatran, Identificações visuais (fotos), vinculação de B.Os com mesmo objeto, vinculação de tipos penais com os envolvidos, painel de notificações com produtividade, estatísticas e aproveitamento automático dos dados registrados nos B.Os para todos os procedimentos.

O escrivão da Polícia Civil de sergipe, Marco Antônio, destacou o impacto positivo que será sentido pelos policiais sergipanos , quanto ao trabalho já desenvolvido nas investigações de crimes no estado, “Já conseguimos treinar mais de um terço dos policiais sergipanos, e a meta é chegar aos cem por cento, paraq ue o trabalho seja relizado de froma mais célere, ja que o PPE é um sistema que democratiza o acesso a informações importantes que podem auxiliar no trabalho de elucidação de crimes e localização de criminosos”.

A expectativa é ter todos os policiais sergipanos treinados para utilizar o PPE até ano que vem, neste mesmo prazo o PPE será ampliado para funcionar em delegacias localizadas no interior.

Informações e foto SSP