24/11/17 - 15:26:48

Aliados já trabalham com a possibilidade da não candidatura de JB!

Diante das inúmeras dificuldades do ponto de vista administrativo e da enorme rejeição que acumula atualmente junto ao eleitorado, segundo as pesquisas de intenção de voto, são cada vez mais fortes os rumores de que o governador Jackson Barreto (PMDB) poderá encerrar sua vida pública no final de 2018, com o término da atual gestão, sem disputar um mandato no Senado Federal. Nos bastidores do mundo político, muitos apontavam JB como “senador eleito”, mas hoje em dia até seus aliados já se movimentam cogitando a possibilidade da não candidatura.

Dentro do governo, alguns aliados entendem que a liderança de JB fortalece a chapa de Senado, mas outros fazem a leitura que aí ele perde o “foco” do projeto de candidatura de Belivaldo Chagas (PMDB) para o Executivo. Alguns partidos até ventilaram a possibilidade de lançarem nomes próprios para o governo, mas com a decisão do PMDB de que o “galeguinho” é o nome para o cargo, a turma “cresceu os olhos” para o Senado Federal. É evidente que, agora, ninguém vai se lançar contra o governador, mas são apenas duas vagas para três ou quatro “interessados”.

Além de JB, Heleno Silva (PRB), Rogério Carvalho (PT) e Fábio Mitidieri (PSD) são nomes cotados para a disputa do Senado pelo agrupamento governista. E todos fazem a leitura que a ausência do governador, deixaria a corrida eleitoral aberta para que um dos três se eleja, então todos estão cobrando uma definição de Jackson Barreto que, para não correr o risco de perder apoios ou de antecipar sua campanha, está arrastando sua decisão para janeiro. Do outro lado, a oposição segue muito bem para o Senado e, segundo as pesquisas, deverá eleger um nome naturalmente.

Para Heleno e Rogério Carvalho, a disputa ao Senado é algo praticamente definido mesmo porque eles não exercem cargos eletivos atualmente. Já Fábio Mitidieri ainda tem que avaliar se tenta a reeleição na Câmara dos Deputados ou se assume o risco de ficar sem mandato. O certo é que nenhum dos três está quieto, esperando uma definição de JB. Todos estão trabalhando para fortalecerem seus nomes em todo Estado, conversando com lideranças, seja para concorrer ao lado de Jackson em 2018, seja para liderar o agrupamento na corrida pelo Senado sem a presença do governador.

Veja essa!

Em entrevista para o radialista George Magalhães, na manhã dessa sexta-feira (24), o presidente nacional do PHS, Eduardo Machado, que veio a Sergipe para tomar o comando do partido do deputado Augusto Bezerra e entregar a Sukita, mostrou total desconhecimento sobre a situação eleitoral do seu novo presidente estadual.

E essa!

Diante do questionamento de um ouvinte sobre os processos que Sukita responde, Eduardo Machado disse que “uma coisa é ser processado; outra coisa bem diferente é ser condenado! E o Sukita não é ficha suja”.

Para refrescar I

Como este colunista é bem intencionado, vai passar essa “colinha” para o presidente nacional do Partido mais “humanista” do Brasil: em outubro passado, a Justiça Federal condenou Sukita por desvio de mais de R$ 1 milhão resultado de convênio do Ministério da Educação em ação movida pelo Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE).

Para refrescar II

Segundo o entendimento da Justiça Federal, a verba era para ser utilizada na aquisição de ônibus escolares para transporte de alunos da rede pública. No entanto, o MPF/SE demonstrou que o recurso foi sacado da conta bancária com cheques nominais à Prefeitura de Capela, o que configura ato de improbidade administrativa. Pelos mesmos fatos, a Justiça também condenou o ex-secretário de Finanças do município José Edivaldo dos Santos.

Longa ficha

Este é apenas um exemplo recente da extensa vida política conturbada de Sukita e de seus seguidores no município de Capela, e Sergipe inteiro conhece os desdobramentos das investigações que aconteceram nos últimos anos, como uma condenação a 13 anos de prisão. O difícil foi entender esse critério…

Falando nisso

Falando em ficha política, recentemente o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, determinou que a Polícia Federal (PF), a Procuradoria-Geral Eleitoral e o Supremo Tribunal Federal (STF) investigassem o presidente do PHS, Eduardo Machado, sobre “supostos desvios de verba do Fundo Partidário”.

Acusação

Segundo o Jornal Correio Braziliense, Machado é acusado por funcionários da legenda de não pagar salários e de fechar a residência onde funciona a sede do partido. O chefe do PHS também teria comprado, com dinheiro público, três veículos para uso particular. Os carros teriam sido adquiridos em empresas da família dele.

Tudo combinado?

Por sua vez, o presidente nacional negou que o partido tenha sido tomado de Augusto Bezerra e disse que todas as tratativas foram comunicadas ao deputado estadual pelo próprio Eduardo Machado. O presidente do Diretório Municipal em Aracaju, o ex-vereador Agamenon Sobral, disse que só tomou conhecimento pela imprensa.

Vai implodir

Agora, convenhamos: o PHS será pequeno para políticos de temperamento forte como Sukita, Augusto Bezerra e Agamenon Sobral. Basta sair uma “faísca” para que o “incêndio” tome grandes proporções. Augusto promete não mudar sua postura na Assembleia, mesmo sem o comando do partido.

Mendonça Prado

O encontro entre Ana Alves (DEM), Clóvis Silveira (PPS) e João Fontes (PPS) foi positivo para a pré-candidatura de Mendonça Prado (PPS) ao governo em 2018. É um projeto político que vai ganhando força e que está começando a “seduzir” aliados do governo que insistem em trabalhar contra Belivaldo Chagas.

 Fogo amigo

Não é a primeira vez que este colunista vai pontuar que alguns aliados do governador Jackson Barreto estão preocupados com os números das pesquisas divulgadas e com a colocação de Belivaldo. Alguns setores da imprensa até já vislumbram um projeto com Mendonça Prado a frente do Executivo.

2018

Estes aliados estão trabalhando com a seguinte teoria: se até meados de 2018 o nome de Belivaldo não estiver bem colocado nas pesquisas, o nome a ser lançado pelo grupo é o de Mendonça. Essa turma não quer, de forma alguma, apoiar Rogério Carvalho.

Róbson e Laércio

Dois “governistas” que já estariam deixando o projeto de Belivaldo seriam o deputado estadual Róbson Viana e o deputado federal Laércio Oliveira. Ambos estão cotados para se filiarem ao DEM até Março, partido que deve apoiar Mendonça para o governo.

 Jackson Barreto

O governador Jackson Barreto e o vice, Belivaldo Chagas, além do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Luciano Bispo (PMDB) e do também deputado Jeferson Andrade (PSD) participaram, na manhã dessa sexta-feira, do lançamento da pedra fundamental da futura unidade da empresa Cooper Standard, no município de Divina Pastora, nos limites com Santa Rosa de Lima.

Violência

Tem sido assustadora a onda de roubo de veículos em Aracaju nos últimos dias. As pessoas são abordadas nas portas de suas residências, nos estacionamentos, nas pizzarias, nos supermercados. E agradecem a Deus quando são apenas danos materiais. Um absurdo! Mas logo vai aparecer alguém dizendo que obteve 100% na resolução dos casos…

Ação conjunta

O Ministério Público Federal, o Ministério Público Estadual e o Ministério Público do Trabalho ajuizaram ação conjunta para que a Justiça Federal determine a suspensão imediata de repasse de recursos da União para a Prefeitura de Aracaju destinados ao Hospital Cirurgia. A ação foi ajuizada nessa quinta-feira (23).

Com o Estado

Segundo os Ministérios Públicos, o Estado de Sergipe é que deverá ser habilitado a receber os recursos destinados ao Hospital Cirurgia. Em contrapartida, o Estado terá como obrigações garantir ampla regulação e transparência nas filas para cada serviço ou procedimento a ser executado, além de realizar auditoria de caráter técnico, econômico e financeiro em relação aos últimos dois anos dos serviços prestados pelo hospital.

R$ 12 milhões retidos

Na ação, os Ministérios Públicos pedem também que a Justiça determine à União reter, por 90 dias, 20% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) destinado a Aracaju, equivalentes a cerca de R$ 4 milhões por mês. Nesse período, União e Estado de Sergipe devem avaliar as deficiências do Hospital Cirurgia e apresentar proposta de aplicação dos recursos retidos, de modo a garantir a devida assistência à saúde da população.

Aracaju

Caso condenado, o Município de Aracaju deverá colaborar com a União e o Estado nesse processo. Na ação, os Ministérios Públicos querem que, em 15 dias, o Município apresente a relação das filas existentes, com identificação de todos os usuários que estão à espera por serviço e/ou procedimento no Hospital Cirurgia, via SUS. Também pedem a cessão, por 90 dias, de todos os servidores públicos que hoje garantem a prestação de serviços pelo estabelecimento hospitalar.

Hospital I

Quanto ao Hospital Cirurgia, os Ministérios Públicos querem a regularização das inconformidades relatadas na ação judicial. Entre elas estão a ausência e deficiência na regulação dos procedimentos realizados pelo hospital, a falta de transparência das filas de espera, cancelamentos sistemáticos de cirurgias, ocupação de leitos do SUS por pacientes de convênios, vagas destinadas à oncologia sendo usadas para ortopedia, alvará sanitário vencido, falta de medicamentos e insumos básicos, insuficiência de infraestrutura hospitalar, falta de condições adequadas para os trabalhadores da saúde e ainda a existência de centenas de processos trabalhistas englobando inadequações de toda ordem.

Hospital II

Também querem que o hospital rescinda todos os contratos existentes com prestadores que interromperem os serviços, principalmente os de urgência e emergência, e a rescisão de qualquer contrato que esteja em desacordo com as normas regulamentadoras do SUS e das entidades filantrópicas.

Intervenção 

Na ação judicial, os Ministérios Públicos já requereram a intervenção da União e do Estado de Sergipe no Hospital Cirurgia caso as demais medidas adotadas não alcancem o efeito esperado num prazo de seis meses.

 Abertura das contas

Para deixar claro à população o que vem ocorrendo, sobretudo diante das alegações do Município de Aracaju e do Hospital Cirurgia sobre quem é credor e quem é devedor, foi pedida a abertura das contas da saúde de ambos, do período de novembro de 2015 a 2017.

 Feira livre I

O “barulho” foi grande, mas o conjunto Augusto Franco, o maior em termos habitacionais do Estado, ganhou essa semana a feira livre mais moderna do Norte e Nordeste, bem iluminada, padronizada, com bastante higiene e fácil circulação dos consumidores. Ganham os feirantes e a comunidade. A feira livre também deverá atrair muitos turistas e moradores de outros bairros.

Feira livre II

Alguns moradores questionaram a praça, mas a feira livre das quartas-feiras funciona no espaço há mais de 20 anos e já virou uma tradição no bairro, sem contar que tem a aprovação da maioria absoluta dos moradores. A coluna parabeniza o empreendedor Bertulino Menezes pela iniciativa e pelo investimento e apenas sugere que a Prefeitura de Aracaju, através da Emsurb, promova a manutenção da praça para melhor servir à população.

Maria do Carmo I

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) destacou o início da campanha, promovida pela Procuradoria da Mulher do Senado, relativa aos 16 dias de ativismo de combate à violência contra a mulher, que contarão com a participação das Organizações das Nações Unidas (ONU). “Infelizmente, precisamos ratificar, diariamente, esse ativismo na expectativa de transformarmos essa realidade”, afirmou.

Maria do Carmo II

Maria falou da sua preocupação com o alto índice de violência praticado contra mulheres em todo o país. “É vergonhosa essa realidade que precisa ser mudada a partir de iniciativas de todos os atores sociais”, ressaltou a senadora, alertando que o respeito e o combate à violência de gênero devem ser uma constante, a começar em casa. O tema da campanha deste ano é extremamente oportuna pois reforça a necessidade de termos companheiros, filhos, namorados, ou seja lá o que for, como parceiro e não como algoz”, disse a senadora.

Valadares Filho

“Os brasileiros estão presenciando uma série de retrocessos em políticas públicas essenciais. Os ataques desse governo à saúde, educação e moradia, principalmente, comprovam o total descaso com a população. Mantenho minha coerência de apontar os erros dos governos, não importa qual partido esteja à sua frente. A Câmara precisa olhar com mais seriedade para as reais ameaças ao nosso País, com a continuidade desse desmantelo”, pontua o deputado federal Valadares Filho (PSB).

André Moura

O movimento municipalista obteve mais uma vitória: sob a orientação do líder no Congresso Nacional, deputado André Moura (PSC), foi derrubado o veto nº 30 ao item da MP 778/17 que prevê um encontro de contas entre os municípios e a União, envolvendo recursos relacionados a pagamentos em duplicidade a regimes próprios de Previdência e ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

R$ 15 milhões

Com a medida, o texto será reincorporado à lei 13.485/17, permitindo que municípios com débitos com o governo federal só paguem o que exceder a dívida que a União tem com eles. Assim, espera-se que cerca de R$ 15 bilhões permaneçam nos municípios para mais investimentos em áreas de saúde, educação e desenvolvimento estrutural.

Mais R$ 2 bilhões

De acordo com o líder André, o acordo foi feito em atendimento à reivindicação dos prefeitos em reunião com representantes da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e o presidente Michel Temer, que anunciou ainda uma ajuda financeira aos municípios de mais R$ 2 bilhões em dezembro. “O encontro de contas era uma luta antiga dos gestores que o Governo Federal honrou. Este é um governo que tem investido bastante recursos nas cidades, pois é nelas que os cidadãos vivem e é lá que as soluções devem ser encontradas”, afirmou.

João Daniel I

O deputado federal João Daniel (PT) protocolou o requerimento solicitando que o presidente da Câmara inclua na Ordem do Dia o projeto de Decreto Legislativo (PDC) 948/2001, que trata sobre a convocação de um plebiscito acerca da desestatização da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf). Para o parlamentar, privatizar a Chesf é um crime, é privatizar o rio São Francisco.

João Daniel II

João Daniel lembra que o PDC 948/01 é de autoria do ex-senador José Eduardo Dutra. Vários outros senadores e deputados federais foram autores de matérias que foram apensadas a ele, também preocupados com essa situação. “Mas nós queremos com esse requerimento que esse projeto seja recuperado e venha tramitar aqui na Câmara”, disse, acrescentando que a matéria já foi aprovada no Senado.

OAB I

Ciente de que, após a vigência da Reforma Trabalhista (Lei 13.467/2017), centenas de Processos judicias foram extintos sumariamente sem resolução de mérito pelo juiz da Vara do Trabalho de Propriá, a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Sergipe, encaminhou, ofício ao Presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT – 20a Região), solicitando informações oficiais referente a esse fato inusitado que repercutiu nacionalmente.

OAB II

De acordo com informações dos advogados da região que atuam na Vara de Propriá e de notícias veiculadas pela mídia local e nacional, o juiz do Trabalho, Otávio Augusto Reis de Sousa, Juiz titular da Vara, extinguiu de inopino diversos processos, sob o mero fundamento de ausência de pressupostos processuais.

Maria Mendonça I

Vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Mulher na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), a deputada estadual Maria Mendonça (PP), participou de um seminário sobre políticas públicas de prevenção à violência contra a mulher. Maria ressaltou que dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) apontam que 48% das mulheres agredidas são vitimadas em sua própria residência.

 Maria Mendonça II

“O que mostra a necessidade de ampliar os serviços públicos voltados às mulheres vítimas de violência, mediante a articulação dos atendimentos especializados no âmbito da saúde, da Justiça, da segurança pública e da rede socioassistencial”. De acordo com Maria, é fundamental investir na criação de delegacias especializadas e na capacitação de profissionais.

Alô Servidor!

Protocolando na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) uma indicação, o deputado estadual Robson Viana (PEN) solicitou ao governo do estado que apresente um Projeto de Lei Ordinária que institua a dispensa de ponto e dia de descanso ao servidor público civil ou militar que se cadastrar como doador de sangue em uma unidade da rede pública de hematologia e hemoterapia do Estado de Sergipe.

Número insuficiente

Embora o número de doadores voluntários tenha aumentado expressivamente nos últimos anos, colocando o Brasil como detentor do terceiro maior banco de dados do gênero no mundo, atrás apenas dos registros dos Estados Unidos e da Alemanha, esse número, segundo o Ministério da Saúde, ainda é insuficiente.

Róbson Viana

“Assim, com a finalidade de aumentar o número de possíveis doadores de sangue e trazer esperanças de cura para muitos pacientes, consideramos importante incentivar o cadastro de servidores públicos, através da concessão de um dia de descanso, além da dispensa do registro de ponto no dia do cadastro”, justificou o deputado do PEN.

Moritos Matos I

O deputado estadual Moritos Matos protocolou o projeto de Lei no205/2017, que dispõe sobre a taxa para renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para condutores com idade igual ou superior a 65 anos.

Moritos Matos II

“A taxa de renovação da CNH para condutores com essa idade deve ser menor quea taxa cobrada aos motoristas com idade inferior. Porque, de acordo com o artigo 147 do Código Nacional de Trânsito,a renovação da carteira de pessoas com idade igual ou superior a 65 anos é feita a cada três anos e não cinco comoacontece com os demais condutores”, explica.

Juvêncio Oliveira

Foi aprovado o Projeto do vereador Juvêncio Oliveira, que assegura matrícula para aluno com deficiência locomotora na escola municipal mais próxima de sua residência. O aluno, ou o seu responsável legal, deve apresentar documento comprobatório de residência próxima à escola do município, no instante em que fizer a solicitação da matrícula. Enquanto a escola deve solicitar atestado médico comprovando a deficiência locomotora do aluno.

Com JB

O vereador Thiaguinho Batalha (PMB) foi pelo governador Jackson Barreto, no Palácio dos Despachos. Na pauta, investimentos e projetos para a capital sergipana, como uma parceria com a iniciativa privada para gerir e administrar o Centro de Convenções, atendendo um pedido do trade turístico, e serviços de infraestrutura na rodovia Melício Machado.

Ribeirópolis

Propositura do vereador Ney Max Santan (DEM), o “Max de Zé de Toinho” padroniza as cores oficiais do município de Ribeirópolis, como verde, azul e branca, para a fachada de prédios públicos, pertencentes ao patrimônio municipal ou alocados à administração para abrigar qualquer órgão ou entidade.

Avosos I

Quem desejar ainda pode se inscrever na 4ª edição da Corrida e Caminhada da Avosos e 1ª Corrida Infantojuvenil, com o tema ´Corra por uma Criança com Câncer´. Basta se dirigir à sede da Associação dos Voluntários a Serviço da Oncologia em Sergipe, localizada à rua Leonel Curvelo, 55, bairro Suíssa. O objetivo da instituição é alertar a sociedade sobre os sinais e sintomas do câncer infantojuvenil, além de difundir na comunidade a prática da atividade esportiva.

Avosos II

O valor para participar do evento é R$ 70,00 (5 km ou 9 km). Para participar da Caminhada é necessário doar 2 kg de alimentos não perecíveis, que serão revertidos às famílias dos assistidos pela instituição, e o valor de R$ 50,00 (1,5 km). Por sugestão da Diretoria da instituição, haverá ainda a 1ª Corrida Infantojuvenil da Avosos, no valor de R$ 60,00, com uma distância aproximada de até 300 metros.

Laranjeiras I

A Prefeitura de Laranjeiras, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, promoveu no auditório do Campus da Universidade Federal de Sergipe no município, o “I Fórum em defesa da Cidade – o Rio Cotinguiba pede passagem”. O objetivo do evento foi de alertar a comunidade sobre a realidade do Rio Cotinguiba e sobre o que pode ser feito para alterar a situação, apresentando os devidos cuidados, através de palestras e debates.

 Laranjeiras II

Além da população em geral, o evento foi voltado para a comunidade acadêmica da Universidade Federal de Sergipe. Durante o encontro foram promovidas Mesas de Debates e exposição das Oficinas “Construindo do Lixo” e “Reaproveitando a Pet com Crianças”. A ação teve o apoio integral do prefeito de Laranjeiras, Paulo Hagenbeck (DEM), o “Paulão das Varzinhas”, e da vice-prefeita Suely Alves (DEM), a “Suely da Escolinha”, e foi coordenada pelo secretário de Meio Ambiente, Ruiter Alves.

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com